Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - domingo, 14 de julho de 2024

Homem que não fala, por ser surdo/mudo, foi auxiliado por sua mãe no inquérito em que é indiciado por homicídio, em distrito de M. Claros: "...após a vítima ter iniciado luta corporal com um outro tio, foi surpreendida pelo investigado, que o atacou pelas costas e..."

Segunda 17/06/24 - 18h07

Divulgado pela Polícia Civil às 16h44m:




PCMG indicia tio que matou sobrinho com 12 facadas em Montes Claros


A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu, nesta segunda-feira (17/6), o inquérito policial que apurou o homicídio qualificado ocorrido no dia 29 de abril deste ano, em uma praça do distrito de São João da Vereda, em Montes Claros, região Norte do estado.

Na ocasião, um homem de 32 anos teria desferido 12 facadas em seu sobrinho, de 31, que morreu. O suspeito foi preso preventivamente.

As investigações conduzidas pela equipe responsável pela apuração de crimes contra a vida apontaram que, após a vítima ter iniciado luta corporal com um outro tio, foi surpreendida pelo investigado, que o atacou pelas costas e o apunhalou com 12 facadas, que atingiram a região escapular, costas, ombro e pescoço.

O homem não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A delegada que conduziu os trabalhos, Franciele Drummond, explicou que logo após o homicídio o suspeito fugiu.

Contudo, durante as apurações, ela representou pela prisão temporária do investigado.

O homem foi localizado e confessou o delito.

“O conjunto probatório colhido durante a investigação permitiu concluir que o suspeito agiu com dolo e vontade, uma vez que desferiu várias facadas na vítima pelas costas.

Isso denota a intenção dele em matar a vítima e não apenas separar a briga que estava em andamento", ressaltou.

A delegada relata que o procedimento foi encaminhado para a Justiça, e o suspeito indiciado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e por uso de recurso que dificultou a defesa da vítima.

“Com o fim das investigações, representamos pela conversão da prisão temporária em prisão preventiva”, finalizou Drummond.

O suspeito permanece no sistema prisional, à disposição da Justiça.

***

A polícia confirmou que o homem indiciado é mudo e teve ajuda de sua mãe para prestar depoimento.

***

✅ Clique para seguir o canal da 98FM/montesclaros.com no WhatsApp👇🏻
Acesse aqui

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais