Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 25 - sexta-feira, 12 de abril de 2024

Estudos recentes confirmam que a chikungunya , além de mais dolorosa, é mais mortal. Vacina ficou pronta nos Estados Unidos, mas sem prazo para chegar

Quinta 29/02/24 - 6h52

A febre chikungunya tem se mostrado ameaça grave cada vez mais nas Américas, incluindo o Brasil, apesar de receber menos atenção do que a dengue.

Estudos recentes confirmam que a chikungunya é mais letal do que se pensava, superando a dengue em termos de mortalidade, especialmente em pacientes previamente saudáveis.

Inicialmente considerada doença de baixa letalidade, evidências mostram que o vírus CHIKV, causador da chikungunya, pode levar a mortalidade significativa, afetando órgãos vitais como cérebro, coração, pulmões e fígado.

A semelhança dos sintomas com os da dengue dificulta o diagnóstico, especialmente em áreas onde ambos os vírus circulam simultaneamente.

Estudos revelam número significativo de mortes associadas à chikungunya em diferentes países, números subnotificadas devido à deficiência vigilância epidemiológica.

No Brasil, nas epidemias de 2015 e 2016, houve mortalidade significativo, mas apenas pequena fração foi atribuída à chikungunya oficialmente.

A recente aprovação da primeira vacina contra a chikungunya nos EUA é passo importante, mas é urgente sua inclusão nos programas de imunização para proteger a população.


***

✅ Clique para seguir o canal da 98FM/montesclaros.com no WhatsApp👇🏻
Acesse aqui

Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais