Um olhar sobre o que é notícia em toda parte
Uma janela para Montes Claros
(38) 3229-9800
 
Conheça-nos
Principal
Mural
Eu te procuro
Clamor & Broncas
Músicas de M. Claros
Hoje na história
 de M. Claros
Montes Claros
 era assim...
História
Chuvas em M. Claros,
  mês a mês,
 de 1905 a 2012
Memorial de
 João Chaves
Memorial de
 Fialho Pacheco
Reportagens
Concursos
Colunistas Convidados
Notícias por e-mail
Notícias no seu site
Fale conosco
 
Anuncie na 98 FM
Ouça e veja a 98 FM
Conheça a 98 FM
Peça sua música
Fale com a Rádio
Seja repórter da 98
Previsão do tempo
 
Anuncie na 93 FM
Ouça a 93 FM
Peça sua música
Fale com a Rádio
Seja repórter da 93
Publicidade
 
Avay Miranda
Iara Tribuzi
Manoel Hygino
Alberto Sena
Augusto Vieira
Avay Miranda
Carmen Netto
Dário Cotrim
Dário Teixeira Cotrim
Davidson Caldeira
Edes Barbosa
Efemérides - Nelson Vianna
Enoque Alves
Flavio Pinto
Genival Tourinho
Gustavo Mameluque
Haroldo Lívio
Haroldo Santos
Haroldo Tourinho Filho
Hoje em Dia
Iara Tribuzzi
Isaías
Isaias Caldeira
Ivana Rebello
João Carlos Sobreira
Jorge Silveira
José Ponciano Neto
José Prates
Luiz Cunha Ortiga
Luiz de Paula
Manoel Hygino
Marcelo Eduardo Freitas
Marden Carvalho
Maria Luiza Silveira Teles
Maria Ribeiro Pires
Mário Genival Tourinho
Oswaldo Antunes
Paulo Braga
Paulo Narciso
Petronio Braz
Raphael Reys
Raquel Chaves
Roberto Elísio
Ruth Tupinambá
Saulo
Ucho Ribeiro
Virginia de Paula
Waldyr Senna
Walter Abreu
Wanderlino Arruda
Web - Chorografia
Web Outros
Yvonne Silveira
 
Atuais
Panorâmicas
Antigas
Pinturas
Catopês
Obtidas por satélite
No Tempo de Lazinho
Estrada Real Sertão
Mapa de M. Claros
 

10/9/2014 -"...teve até o desfile de um mendigo novo, supostamente drogado, que andou pelo centro, o quarteirão fechado da rua Simeão Ribeiro, completamente nu, exibindo-se". A crescente degradação da Praça da Matriz e vizinhança pede:

»1 - Policiamento mais rigoroso
»2 - Redefinição do uso da praça que é o marco zero da cidade
»3 - Outra reforma física
»4 - Maior empenho das autoridades no cumprimento das leis
»5 - Uma recuperação em todos os sentidos

» Ver resultados «




Buscar no Site


Previsão do tempo

Digite uma cidade:

Busca no



 
 



Jornalismo exercido pela própria população



Deixe sua notícia neste Mural, clique aqui para enviar.
(Seja objetivo e escreva no menor espaço possível. Se preferir, coloque seu e-mail; se desejar, coloque também endereço e telefone. As mensagens - preferencialmente de inspiração noticiosa - serão publicadas a critério da redação. Textos que ferem as leis serão sumariamente descartados, assim como mensagens agressivas ou que pretendam apenas criar polêmica e discussão estéril.Pede-se, com empenho, que as mensagens não sejam redigidas em letra de caixa-alta (letras maiúsculas), que em linguagem de internet equivalem a falar gritando. As mensagens aqui postadas não representam a opinião do montesclaros.com; a responsabilidade pertence ao autor da mensagem).



Ir para mensagem N°:
Por data:

Mensagem N° 83262
De: José Ponciano Neto Data: Sex 20/4/2018 16:32:29
Cidade: Montes Claros - MG  País: Brasil
PRAÇA DA MATRIZ: UMA DAS PRAÇAS DA NOSSA INFÂNCIA

Uma das lembranças que eu tenho da minha infância, quando minha avó Alzira me puxava para as missas na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e São José na Praça Dr. Chaves, conhecida como Praça da Matriz.

Naquela época, minha avó só me deixava brincar depois da missa. Sentada em um dos bancos de pedras – anatomicamente confortável - ficava “nos” olhando brincar – usei este pronome pessoal, devido às outras crianças que ali estavam.

Sempre com a melhor roupa (a de vê Deus), simples, mas, era “bacana demais”. Brincava de correr e brincar de pique, que era muito legal!! Eu com meus dez, onze, doze anos, dava aqueles desconcertantes dribles nos mais molengos. Só um lugar não podia brincar. Era dentro do Coreto. Dizia-nos que lá era lugar das autoridades e bandas de orquestra.
Nesta Praça lírica, vovó pagava picolé - gomos de cana e algodão doce – desde que as nossas travessuras não perturbassem o trabalho do jardineiro/vigia.
Essas travessuras infantis não chegavam a este extremo. Só um dia que coloquei o chiclete pin-pong mastigado no banquinho do vigia. - Que puxão de orelha!

Depois da diversão nós passávamos no Palácio do Bispo para ser abençoado pelo Padre Dudú e Dom José Alves Trindade - este trânsito franqueado ao palácio era devido o meu tio Jorge Ponciano ser padre e pela admiração que a diocese tinha a minha família.

HOJE esta praça está “morta”, aparentemente servindo de sepulcro da vida social e cultural. Só se ver drogados, moradores de ruas com cenas obscenas, não existe gramas, bancos quebrados e rabiscados, a fonte luminosa não funciona, as arvores de velhas desprendem os galhos, levando um possível acidente.
Um grupo de mendigos fez um acampamento no famoso Coreto, este que já abrigou por algum tempo vários colibris.

Outro grupo de moradores de rua montou uma cozinha (foto) que hoje faz parte da paisagem da praça.

Durante a noite que outrora, a juventude que se concentrava na praça para namorar e presenciar a Fonte Luminosa (com suas cores atrativas), hoje o medo de assalto é que amedronta os vizinhos, até de dia também. Vejam os assaltos registrados nos Correios! Sem contar as agressões sofridas, desde mais velhos até aos jovens que têm seus celulares roubados a luz do dia.

Onde estão as “Comissões de Meio Ambiente e a Diretoria que são responsáveis pela conservação das praças e jardins?

E não é só a Praça da Matriz, são todas. Temos de cuidar das nossas praças e jardins. Criar outros parques pode ficar prá depois.

Hoje não existe a Praça da Matriz, só restaram às lembranças.

A Praça Dr. Chaves está `morta`. Ainda não matou a saudade que deixou na minha memória – ali perdi algumas meninas, mas, foi lá que conquistei a minha esposa, que morava ali perto, na Rua Padre Teixeira, há 41 anos.

AH, SE ESSA PRAÇA FOSSE MINHA...


(*) José Ponciano Neto é MEMBRO DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE MONTES CLAROS. 20/04/2018

Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83261
De: Polícia Militar Data: Sex 20/4/2018 20:10:31
Cidade: M. Claros
POLÍCIA MILITAR PRENDE HOMEM SUSPEITO DE ENVOLVIMENTO EM ROUBO À OCORRIDO EM AGÊNCIA DOS CORREIOS EM MONTES CLAROS 
 - Na manhã de hoje, 20/04, Em uma ação rápida e coordenada, envolvendo o COPOM/11ª RPM e equipes policiais de serviço, a Polícia Militar conseguiu prender um homem suspeito de envolvimento no roubo a uma agência dos Correios situada à Praça Doutor Chaves, no centro da cidade e, durante as diligências identificou um outro suspeito.
Após acionamento da polícia, via 190, por funcionários do referido estabelecimento, estes informaram que estavam em pleno atendimento quando 02 infratores teriam adentrado ao local tendo, um deles, com uma arma de fogo em punho, saltado o balcão e, de maneira agressiva, anunciado o roubo, subtraindo, de 02 caixas, certa quantia em dinheiro. No momento em que teria partido para o próximo caixa, o infrator teria percebido que este estava trancado, momento em que teria saltado novamente o balcão e empreendido fuga, junto ao outro indivíduo que o aguardava. Diante dos fatos, foi acionada a rede rádio de informações acerca do crime, momento em que policial militar numa motopatrulha, visualizou os dois suspeitos e iniciou a perseguição a eles, alcançando-os já nas proximidades do Mercado Central. Ao ser procedida a abordagem à motocicleta em fuga, o condutor conseguiu evadir, tendo sido abordado o passageiro da motocicleta (...)., de 20 anos que portava uma arma de fogo. A motocicleta utilizada, que foi apreendida, era produto de furto ocorrido em data pretérita, em Montes Claros. O infrator foi identificado, através de imagens do sistema de monitoramento “Olho Vivo”, como sendo um dos envolvidos no crime. Em continuação às diligências,(...) indicou (...), de 22 anos como segundo envolvido no crime, assim como forneceu o endereço deste. Diligenciado no endereço de (....) ele não foi localizado, porém, no local, foram encontrados 02 munições picotadas, 01 aparelho de telefone celular e a quantia de R$ 370,00 (trezentos e setenta reais) em dinheiro, além de 11 papelotes de substância semelhante à cocaína, 01 bucha de substância semelhante à maconha, 02 balanças de precisão. No imóvel estava sua companheira, (...)., de 21 anos.
Face ao exposto,(...) foi preso, por suspeita de envolvimento no roubo, (....) foi presa por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas, tendo sido ambos entregues à delegacia, junto à arma de fogo e os demais materiais ilícitos arrecadados na ação policial. A motocicleta foi apreendida e removida ao pátio conveniado. Os envolvidos são suspeitos de participação em outros roubos ocorridos na cidade.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83260
De: Analista Data: Qui 19/4/2018 10:05:47
Cidade: Montes Claros/MG
"Ter 17/04/18 - 10h - Seguem as buscas pelos 4 rapazes que atravessavam, de "rabeta", o Rio S. Francisco, para jogar futebol em Matias Cardoso. Três corpos foram encontrados".
O recente acidente no Rio São Francisco, na região de Manga e Matias Cardoso, no qual perderam a vida 4 jovens que iam participar de um jogo de futebol, alerta às populações das margens daquele Rio e de outros que é necessário um conjunto de atitudes preventivas para a navegação fluvial com segurança, tais como estado de conservação e se o porte da embarcação é adequado e o conhecimento das características do rio, como a profundidade e a correnteza no local. Os usuários têm o treinamento para navegarem com segurança? Têm coletes salva-vidas? O motor do barco está em condições normais de funcionamento? Têm autorização de algum órgão fiscalizador da Marinha? O transporte de passageiros pelo Rio atende a demanda das populações ribeirinhas com embarcações seguras ou não? Há vigilância no local por equipe de salva-vidas? Faltam pontes para travessia do rio? É indispensável que seja profundamente analisado o acidente pelas autoridades policiais, Corpo de Bombeiros e população em geral, com o objetivo de conscientização dos riscos envolvidos e prevenção de possíveis acidentes. Sem prevenção com seriedade e responsabilidade outras tragédias podem ocorrer. Seguranca nunca é demais e os acidentes ocorrem por uma soma de várias causas que não são eliminadas previamente. As improvisações podem ser fatais.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83259
De: Estado de Minas Data: Qui 19/4/2018 08:55:01
Cidade: Belo Horizonte
Produtores rurais barram invasão dos sem-terra no Norte de Minas - Luiz Ribeiro - atualizado em 19/04/2018 07:48 - Em um acontecimento inusitado, produtores rurais impediram a invasão de uma fazenda por um grupo liderado pelo Movimento Nacional dos Trabalhadores Sem Terra (MST), ontem, em Montes Claros, no Norte de Minas. Cerca de 80 pessoas tentaram invadir a Fazenda Bom Jesus (de cerca de 200 hectares), de propriedade da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), localizada na região de Toledo, a cinco quilômetros da área urbana, destinada à implantação de uma área industrial. A ação dos sem-terra foi impedida por cerca de 120 produtores de um movimento denominado “Segurança no Campo”.O movimento tem cerca de 200 produtores rurais. Seus integrantes informam que se organizaram para defender suas propriedades, temendo que as invasões possam aumentar na região, diante de anúncios de lideranças do MST de que vão ampliar as ocupações após a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ocorrida no último dia 7. Os sem-terra chegaram à Fazenda Bom Jesus por volta das 6h e começaram a limpar o terreno para a montagem de barracas. Logo em seguida, os produtores rurais ao longo da Estrada da Produção se mobilizaram e também foram para o local, onde colocaram tratores e veículos, impedindo a entrada de colchões, eletrodomésticos, madeira e outros materiais que seriam usados pelas famílias para a montagem do acampamento na propriedade. Eles também impediram a passagem de veículos na estrada, que dá acesso ao distrito de São Pedro das Garças, servindo também como rota alternativa para o município vizinho de Capitão Enéas. O trânsito ficou interditado por sete horas. O clima ficou tenso e a Polícia Militar foi acionada. Uma pessoa ligada aos produtores rurais retirou da entrada da fazenda o mastro com uma bandeira do MST e colocou no lugar dela uma bandeira do Brasil. Houve troca de ofensas. “Houve desavenças verbais, mas, com a presença dos policiais, os ânimos se acalmaram”, informou o tenente-coronel Gildásio Rômulo Gonçalves, comandante da 11ª Companhia Independente da PM, que esteve no local. Com a intermediação da PM e da Comissão de Pastoral da Terra (CPT) e a participação de representantes do MST e do Sindicato Rural de Montes Claros, houve um acordo entre os produtores rurais e trabalhadores sem-terra, que aceitaram deixar o local pacificamente. Eles exigiram que fossem fornecidos pelos produtores dois ônibus e um caminhão-baú, para o transporte dos trabalhadores e dos seus pertences. As famílias deixaram a propriedade às 16h, em direção a uma área de acampamento já existente, da antiga Fazenda Sanharó, também às margens da Estrada da Produção, a 10 quilômetros da área urbana de Montes Claros. Após saída dos sem-terra, os produtores soltaram fogos para comemorar a “vitória”. Pessoas ligadas aos produtores entraram na área aberta pelos invasores e atearam fogo em varas e restos de papelão que seriam usados no acampamento.
Reação Rápida - Segundo o veterinário e produtor Eugênio Teixeira, que participou da mobilização contra os sem-terra nesta quarta-feira e faz parte do grupo, o Movimento Segurança no Campo é pacífico. “Mas, se os sem-terra tentarem invadir nossas propriedades com violência, teremos que reagir à altura. Não queremos isso”, afirmou. Segundo ele, os fazendeiros do Norte de Minas resolveram se unir para defender o direito à propriedade. “Não vamos permitir que marginais – os fora da lei – estejam acima dos cidadãos de bem, que trabalham e produzem”, enfatizou. O produtor Wilker Lima informou que os integrantes do movimento estão sempre atentos à movimentação do MST na região para uma reação rápida. “Nossa arma é a presença nas propriedades”, afirmou Wilker, lembrando que os produtores querem evitar os conflitos com os sem-terra. “Só queremos o respeito à propriedade privada no campo, da mesma forma como existem propriedades privadas como casas, apartamentos e terrenos na área urbana”, completou o produtor Orlando Machado Pinto. A reportagem não conseguiu contato com o MST. Em nota, o movimento informa que os trabalhadores ocuparam a Fazenda Bom Jesus, mas “cerca de 20 latifundiários trancaram a estrada que dá acesso à área, cerceando a passagem de água, alimentos e outros itens de necessidade básica”.

***

Polícia Militar - POLÍCIA MILITAR REGISTRA TENTATIVA DE ESBULHO POSSESSÓRIO – A Polícia Militar ontem, 18, por volta das 07h52min, compareceu na Rodovia LMG 657, KM 04, Estrada da Produção, onde, segundo informações havia grande uma aglomeração de pessoas e veículos do Movimento Sem-Terra (MST). No local, os policiais militares, mantiveram contato com um deles, identificado como A. A. R., 45 anos, que se apresentou como coordenador do movimento, haviam desocupado a Fazenda Redenção, em Francisco Sá, e ocupariam o referido terreno, pertencente a CODEMIG. Ainda no local receberam informações que os proprietários de fazendas da região haviam fechado a rodovia e que a manteriam bloqueada, em ambos os sentidos, em 02 (dois) pontos distintos, visando dificultar a adesão de novos invasores do movimento e consequentemente o seu fortalecimento, temendo o esbulho possessório de suas propriedades. No local os policiais militares coordenaram e mediaram a negociação entre o Presidente da Associação Pastoral da Terra, o representante do Sindicato Rural e o Assessor da CODEMIG, sendo acordado pelo presidente do movimento com as partes envolvidas em mudarem o acampamento para a Fazenda Sanharó, onde já possuem um assentamento, sendo a via liberada e o terreno desocupado, ao longo do dia.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83258
De: Manoel Hygino Data: Qui 19/4/2018 07:15:40
Cidade: Belo Horizonte
Os cem anos da Revolução

Manoel Hygino

Há pouco, realizou-se a eleição presidencial na Rússia e Vladimir Putin superou os 69% das intenções de voto, de acordo com o último levantamento oficial autorizado antes da votação. O candidato comunista Pavel Grudnin alcançaria de 7% a 8%; o ultranacionalista Vladimir Zhirnovsky, de 5% a 6%; a jornalista liberal Xenia Sobchak, entre 1% e 2%; e o liberal Gregori Yalinski e o nacionalista Sergei Baburin, idem.
O pleito não despertou interesse maior dos partidos comunistas do mundo e de seus ainda adeptos ou simpatizantes. Transcorrido um século do início da Revolução Russa, o interesse entre os defensores das ideias de Marx e de Lenin e do conflito não se mostram muito atentos, pelo menos aparentemente. A Revolução, que durou três anos e pôs fim à monarquia de Nicolau II, deixou um saldo de seis milhões de mortos, vítimas de massacres, fome e epidemia. Calcula-se que 1,5 milhão de russos abandonaram o país durante o período, que culminou com a assunção no poder dos bolcheviques.
A história da Rússia, desde seus primórdios remotos até hoje, e a mais fascinante que há, segundo o professor Falcionelli, da Universidade de Mendoza, na Argentina, eu concordo plenamente. Alan Moorehead, autor inglês, em sua história da Revolução Russa, a seu turno, opina que “não existe sobre a terra assunto mais controvertido e o transcurso de quase meio século (quando ele publicou sua obra) não conseguiu abrandar os fortes sentimentos, as dissensões e aos desentendimentos entre os que viviam na Rússia naquela época. Muitas vezes fatos comuns são objeto de discussão entre testemunhas oculares e historiadores que se colocam em campos opostos e até mesmo os mais dedicados estudiosos discordam em questão de interpretação”.
O quadro de hoje foi amainado, mas o tempo é ainda muito curto para uma interpretação desapaixonada e objetiva. Sem embargo, o registro se tem de fazer, embora tantas e tamanhas as diferenças entre 1917 e 2017.
Moorehead faz questão de enfatizar a importância da Alemanha no processo de preparação para o movimento. É objetivo: “os alemães haviam tido estreitas relações com os partidos revolucionários russos a partir de 1915. Revoluções custam dinheiro e a revolução russa foi um negócio demorado. Onde Lenin e seus amigos acharam o dinheiro de que precisavam?
Resposta mais clara foi procurada tenazmente pelo doutor Stephe T. Possony, professor de relações internacionais da Universidade de Georgetown, que empreendeu um minucioso estudo com um grupo de pesquisadores, seus discípulos. O assunto era de notório e amplo interesse, levando os Estados Unidos a uma definição de sua política mundial depois da 1ª Grande Guerra.
Chegou-se a conclusões até certo ponto inesperadas. Entre elas, de que a ascensão dos nazistas na Alemanha esteve intimamente relacionada com a herança que Lenin deixara. “Justifica-se: sem as garantias de apoio dadas por Stalin, Hitler dificilmente teria ousado mergulhar o mundo em outro terrível conflito em 1939”. Acrescenta o historiador: “os atuais compromissos dos Estados Unidos na Europa e no Extremo Oriente, a queda da China, a Guerra Fria, os acontecimentos os da Coreia, a crise econômica no Oriente Médio, a corrida dos projéteis deferidos – tudo isso teve sua origem na tempestade que derrubou o Czar, em Petrogrado, em 1917”.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83257
De: Engenheiro Eletricista Data: Ter 17/4/2018 10:51:09
Cidade: Montes Claros/MG
PREVENÇÃO DE ACIDENTES COM ELETRICIDADE - mais um gravíssimo acidente por choque elétrico, resultando em 2 vítimas fatais e feridos, desta vez na cidade de Campina Verde, no Triângulo Mineiro, vindo alertar a todos nós da importância de se fazer prévia análise do risco envolvido em eventos realizados em áreas abertas, sujeitas a descargas atmosféricas, e próximas a rede de distribuição elétrica. Essas tendas metáicas podem atuar como condutoras da corrente elétrica, tanto ao entrarem em contato com a rede ou ao serem atingidas por raios, provocando tragédias, como as citadas na matéria do link abaixo e tantas outras que já ocorreram. Se as condições atmosféricas indicam a possibilidade de chuvas e ventos fortes, o mais seguro é não realizar eventos do tipo citado (laçada de animais) em campo aberto, mesmo se houver pára-raios no local.
http://www.otempo.com.br/cidades/dois-homens-morrem-eletrocutados-durante-evento-rural-no-tri%C3%A2ngulo-mineiro-1.1600303
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83256
De: Ministério Público de Minas Gerais Data: Ter 17/4/2018 09:31:14
Cidade: M. Claros
Operação combate organização criminosa ligada a explosões de caixas eletrônicos no Norte de Minas Gerais
Autoridades responsáveis estarão à disposição da imprensa às 10h, na sede da 11ª Região Integrada de Segurança Pública, na avenida Major Alexandre Rodrigues, 301, bairro Ibituruna, em Montes Claros
O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), unidade Montes Claros, as Polícias Civil (PCMG) e Militar de Minas Gerais (PMMG) deflagraram na manhã desta terça-feira de 17 de abril, uma operação conjunta, denominada Blindado, para combate e repressão ao crime organizado ligado à explosão de caixas eletrônicos e delitos de roubo praticados em diversos municípios na região Norte de Minas Gerais.
Estão sendo cumpridos 25 mandados de prisão (16 de prisão preventiva e nove de prisão temporária) e 42 mandados de busca e apreensão nos municípios de Montes Claros, Francisco Sá, Bocaiúva e Janaúba. Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram deferidos e expedidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Montes Claros, após requerimento formulado pelo MPMG. Alguns dos alvos da operação já foram denunciados por formação de organização criminosa.
O trabalho investigativo e de inteligência, que teve início em meados de 2016, foi desenvolvido em conjunto pelo Gaeco e pelas Polícias Civil e Militar. Durante as investigações surgiram indícios e provas da prática, pelos investigados, dos delitos de organização criminosa, posse e porte de armas de fogo de uso permitido e restrito, roubos, explosões de caixas eletrônicos e latrocínio. Foi também constatado, logo quando do início das investigações, a utilização de veículos blindados pelos investigados, fato que deu origem ao nome da operação ora deflagrada.
Além de promotores de Justiça do Gaeco (Montes Claros) e delegados de Polícia Civil, os trabalhos contam com a participação de 87 policiais militares, 26 viaturas da PMMG, dois helicópteros, cães, 59 policiais civis e 18 viaturas da PC.

***

Estado de Minas - MPMG deflagra operação contra explosão de caixas no Norte de Minas -17/04/2018 11:21 – Simon Nascimento - Policiais civis, militares e agentes do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) cumprem, na manhã desta terça-feira, 67 mandados judiciais contra suspeitos de atuarem na explosão de caixas eletrônicos em quatro cidades da Região Norte do estado. De acordo com o MPMG, as investigações que resultaram na Operação Blindado foram iniciadas em 2016. A força-tarefa cumpre 16 mandados de prisão preventiva e nove de prisão temporária. Outras 42 ordens de busca e apreensão também foram expedidas. Os mandados são cumpridos em Montes Claros, Bocaiúva, Francisco Sá e Janaúba. Além de atuarem na explosão de caixas eletrônicos de instituições financeiras, os investigados também são suspeitos de latrocínio e posse e porte de armas de uso restrito. Conforme o MPMG, na prática dos crimes eram usados veículos blindados, fato que nomeou a operação. Nenhum balanço parcial da operação foi divulgado e os resultados da força-tarefa serão repassados em entrevista coletiva à imprensa com as autoridades na linha de frente da investigação, nesta terça-feira. (...)

***

O Tempo - Gaeco faz operação no Norte de Minas para combater explosão de caixa eletrônico - 17/04/18 - 10h10 - Com o intuito de combater o crime de explosão de caixas eletrônicos no Norte de Minas, o Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) deflagrou, na manhã desta terça-feira (17),a Operação Blindado. O trabalho é feito junto com as polícias Civil e Militar. Segundo informações do Gaeco - órgão ligado ao Ministério Público - são cumpridos 25 mandados de prisão, sendo 16 de prisão preventiva e nove de prisão temporária. Além disso são 42 mandados de busca e apreensão nos municípios de Montes Claros, Francisco Sá, Bocaiúva e Janaúba. “Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram deferidos e expedidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Montes Claros, após requerimento formulado pelo MPMG. Alguns dos alvos da operação já foram denunciados por formação de organização criminosa”, informou o Gaeco por nota. O trabalho investigativo e de inteligência, que teve início em meados de 2016, foi desenvolvido em conjunto pelo Gaeco e pelas Polícias Civil e Militar. Durante as investigações surgiram indícios e provas da prática, pelos investigados, dos delitos de organização criminosa, posse e porte de armas de fogo de uso permitido e restrito, roubos, explosões de caixas eletrônicos e latrocínio. Foi também constatado, logo no início das investigações, a utilização de veículos blindados pelos investigados, fato que deu origem ao nome da operação ora deflagrada. Além dos promotores de Justiça do Gaeco de Montes Claros e delegados de Polícia Civil, os trabalhos contam com a participação de 87 policiais militares, 26 viaturas da PMMG, dois helicópteros, cães, 59 policiais civis e 18 viaturas da PC.

***

Hoje em Dia - Gaeco realiza operação de combate a explosão de caixas eletrônicos no Norte de Minas - Gabriela Sales - 17/04/2018 - 11h07 - Atualizado 11h11 - Vinte e cinco mandados de prisão e 42 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos durante a operação Blindado, na manhã desta terça-feira (17), em Montes Claros, no Norte de Minas. A ação realizada pelo Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), polícias Civil e Militar tem como objetivo combater a explosão de caixas eletrônicos e roubos na região Norte do Estado. Os mandados estão sendo cumpridos em Montes Claros, Francisco Sá, Bocaiuva e Janaúba. Segundo o Gaeco, as investigações começaram em 2016 e foram encontrados indícios e provas de “delitos de organização criminosa, posse e porte de armas de fogo de uso permitido e restrito, roubos, explosões de caixas eletrônicos e latrocínio”. Ainda de acordo com o Gaeco, foi constatado que os investigados utilizavam veículos blindados, o que deu origem ao nome da operação.

Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83255
De: Manoel Hygino Data: Ter 17/4/2018 07:36:59
Cidade: Belo Horizonte
Uma questão de fé

Manoel Hygino

Os elogios em alguns dos maiores jornais dos Estados Unidos, a começar pelo “New York Times”, que o classificou como best-seller nº 1, são um chamativo à leitura de “A vida e a época de Jesus de Nazaré”, no Brasil editado pela Zahar. O autor é Reza Aslan, nascido no Irã, de família muçulmana, transferido para os Estados Unidos, onde se formou em Harvard e na Universidade da Califórnia.
Tornou-se especialista em temas religiosos, estudou o Novo Testamento, o grego bíblico, história, sociologia, para enfim produzir algo de interesse e que poderia, talvez, influenciar uma aproximação de povos, tão marcados pela incompreensão e por divergências que geram o fanatismo. Na nota inicial, Reza diz que, quando tinha quinze anos, encontrou Jesus.
Este o verbo - encontrar. Em seguida, explica-se: “Há 2 mil anos, disseram-me, em que uma terra antiga chamada Galileia, o Deus do céu e da terra nasceu na forma de uma indefesa criança. A criança cresceu e tornou-se um homem sem faltas. O homem tornou-se o Cristo, o salvador da humanidade. Por meio de suas palavras e ações milagrosas, ele desafiou os judeus, que se acreditavam os escolhidos de Deus e, em troca, os judeus o pregaram em uma cruz... Sua morte é o ponto central de tudo, pois seu sacrifício salvou todos nós do peso de nossos pecados. A história, contudo, não terminava aí, porque três dias mais tarde ele ressuscitou grandioso e divino, de maneira que agora todos os que acreditam nele e o aceitam em seus corações também jamais morrerão e terão vida eterna.”
O autor confessa dificuldades para elaboração de seu livro: escrever uma biografia de Jesus de Nazaré não é como escrever uma de Napoleão: parece a montagem de um quebra-cabeças enorme, com apenas algumas peças na mão; o grande teólogo cristão Rudolf Bultmann dizia que a procura pelo Jesus histórico é, no fim das contas, uma busca intensa, pessoal, íntima. Os estudiosos se inclinam a ver o Jesus que querem ver. Frequentemente veem a si próprios, como reflexo na imagem que construíram de Jesus.
Em pouco mais de 300 páginas, Reza consegue uma ampla reconstrução do tempo de Jesus e de sua personalidade, que varia segundo cada um, cristão ou não. O personagem, grandioso, é também polêmico, e o escritor faz uma análise ampla e profunda dos Evangelhos. É também didático, pretendendo ser isento, pesquisou e quer informar, parecendo ansioso por transmitir o que conseguiu em seus estudos e transmiti-los límpidos ao leitor.
Ao confluir a apresentação, observa: “De fato se nos comprometermos a colocar Jesus firmemente dentro do contexto social, religioso e político da época em que viveu – uma época marcada por uma persistente revolta contra Roma, que iria transformar para sempre a fé e a prática do judaísmo, então, de certa forma, sua biografia se escreve por si própria”.
A conclusão: "O Jesus que é revelado nesse processo pode não ser o Jesus que esperamos, e ele certamente não será o Jesus que os cristãos mais modernos reconheceriam. Mas, no final, ele é o único Jesus que podemos acessar por meios históricos. Todo o resto é uma questão de fé”.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83254
De: Mª Beatriz Spencer Getúlio Data: Ter 17/4/2018 06:43:05
Cidade: Montes Claros-MG/ Barra Mansa-RJ
Helicóptero da PM rodou hoje em MOC por volta das 06:00 as 06:30. É treinamento? O que aconteceu?
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83253
De: Alberto Sena Data: Seg 16/4/2018 17:12:01
Cidade: Montes Claros
E-mail: albertosenabatista@gmail.com
Prestação de contas

Alberto Sena

Outro dia mesmo, com 17 anos, iniciava carreira de jornalista diretamente na Redação de “O Jornal de Montes Claros”, e a cidade ainda estava com seus mais de cem mil habitantes. A carteira de trabalho foi assinada pelo jornalista e advogado Oswaldo Antunes, dono do jornal, na Rua Doutor Santos, 103, onde atualmente é uma agência bancária. Corria o ano de 1969. A primeira cobertura foi de Esportes, e logo depois, Polícia.
Passados menos de três anos, me transferia para o jornal Estado de Minas, em Belo Horizonte, onde tive a sorte de ser indicado pelo amigo Mário Ribeiro ao editor Geral do Estado de Minas, jornalista Cyro Siqueira, levado pelas mãos do amigo Robson Costa, jornalista filho de minha professora no curso Primário, Dona Bernadete Costa, no então Grupo Escolar Gonçalves Chaves.
Cyro pediu ao Robson para me levar ao jornalista e escritor Wander Piroli, editor de Polícia (em maio deve ser lançado um livro sobre ele, da lavra do escritor poeta e jornalista Fabrício Marques) e, então, pude muito aprender com ele e com veteranos como Fialho Pacheco (cinco prêmios Esso), Vargas Vilaça, Paulo Emílio Coelho Lott (Peclott), Roberto Drummond, Celius Aulicus (General), André Carvalho, Délio Rocha, Sebastião Martins, Olympio Coutinho, Lincoln Gonçalves, entre outros.
Passou-se meio século. Num átimo. E neste momento vem a reflexão do quanto a vida humana no planeta é curta. Não quero dizer com isso que estou morrendo, embora tenha morrido várias vezes a cada um dos humanos queridos que partem deste plano para uma das moradas do Pai. Pelo contrário, estou no melhor da minha vida. Em paz, com saúde e alegria de viver. Mas, evidentemente, nada posso garantir porque estou literalmente nas mãos de Deus, disso tenho consciência plena.
Depois desses anos todos como jornalista, nessa fase atual da vida pude perceber poder fazer algo mais. Com uma máquina fotográfica na mão descobri uma outra maneira de ver a vida. E, desde então, a câmera fotográfica passou a ser a minha companheira. Ando sempre com ela. Qualquer coisa bonita ou feia, saco-a e disparo, como aconteceu no último sábado, em um supermercado da capital, onde um mendigo apanhado furtando um pedaço de carne quase foi estrangulado pelos seguranças.
No final de 2017, revelei a mim mesmo e ao mundo como escritor ao lançar o meu primeiro livro “Nos Pirineus Da Alma”, no qual relato em 192 páginas, sendo 34 com fotos coloridas, as nossas duas experiências – minha e de Sílvia Batista – no Caminho de Santiago de Compostela, na França e na Espanha, onde percorremos 1.300 quilômetros a pé, com mochila nas costas, em 40 dias somados (o livro está à venda nas livrarias da Savassi, em Belo Horizonte, e nas livrarias de Montes Claros, podendo ser enviado pelos correios, bastando para isso, quem quiser, demonstrar o interesse para contato).
Outros livros estão a caminho, se Deus quiser, e o próximo deles poderá ser lançado no final deste ano, de crônicas sobre a nossa Montes Claros querida, de quando nós podíamos nos encontrar em cada esquina. Hoje, Montes Claros tornou-se metrópole, com os bônus e os ônus de cidade grande, ao se expandir por todos os lados e crescer para cima, com os arranha-céus integrando a paisagem.
Acredito já ter ultrapassado a metade do meu tempo, mas isso não me incomoda porque o importante é gostar de viver e sentir-se vivo. Não ser casmurro nem ranzinza, sempre buscar ajudar a construir um mundo de paz, concórdia e bem-estar para todos os seres viventes. Quem me acompanha sabe, sempre há uma boa mensagem a divulgar, dentro do princípio do pensar consciente, pensamento holístico, com atuação local.
Graças ao Jornalismo, tive a oportunidade de dar volta ao mundo. Fiz viagens incríveis, e a principal delas foi a Israel onde pude seguir os passos de Jesus Cristo pela chamada “Via Dolorosa”, em Jerusalém. Visitei o Santo Sepulcro. Fiz o Caminho de Santiago duas vezes. Visitei as Muralhas da China. Fui ao Japão. E outros lugares mais. Como diz o meu amigo que há anos não vejo, Alair Almeida, “não tenho o que me queixar da vida, s’eu queixo é de burro”.
Mas, não tive tempo de ganhar dinheiro. Em compensação, durmo diariamente oito horas de sono sereno, com a consciência tranquila, pessoal e profissionalmente. Creio em Deus. Sinto Deus em mim. Diante de quem me coloco como um cano de PVC vazio. A água não é minha. Sou um servo reles cheio de gratidão.
Sei que todos nós estamos de passagem pelo planeta Terra. Não sei para onde irei ao atravessar a porta. Não me preocupo com isso, ocupo. Sempre busquei ser ao invés de ter. Não fui cooptado pelo consumismo. E se fosse para recomeçar, tudo faria novamente. Claro, com aprimoramentos vários. Hoje, posso dizer de coração e alma cheia de sonhos por concretizar: nada sou.
Vivo porque em mim há uma centelha do “Eu Sou”.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83252
De: Petrônio Braz Data: Dom 15/4/2018 15:23:29
Cidade: Montes Claros/MG
E-mail: petroniobraz25@gmail.com
O Retrato do Prazer

Petrônio Braz

Relatos de vida. Uma filosofia da existência. Eis como vi, li e reli o novo livro de Amelina Chaves, para elaborar o Prefácio. A preocupação de apresentá-lo, em presença da honra da deferência que a Autora me delegou, leva-me à despreocupação, porque os prefácios nunca são lidos. O leitor vai ignorá-lo, mas haverá quem o lerá e esse “quem” se inscreve entre os leitores mais seletos.
Bom mesmo será que o leitor vá direto ao texto da obra literária por um convite do Título e por respeito à consagrada Autora. O leitor é livre para tomar a sua decisão. Nesse sentido a observação de Marisa Lajolo: “Mergulhar na leitura é o que fazem os leitores que gostam do que estão lendo. E quando não gostam? Quando não gostam, nem têm de ler por obrigação, largam o livro, pois o leitor é dono e senhor de seu nariz e de sua vontade: tanto pode fechar o volume depois de algumas páginas se não estiver gostando ou, ao contrário, esquecer o mundo à sua volta e mergulhar na história que o livro conta. (LAJOLO, 2004:29)”.
Mas, iniciando a leitura de “O Retrato do Prazer”, o leitor irá “esquecer o mundo à sua volta” e irá se deleitar com a realidade humana dos inúmeros capítulos. Lendo um capítulo, lerá o outro porque interligados numa sequência coerente.
A Autora nos adverte: “Nessas histórias narradas por outros, tento focar experiências e sentimentos velados para o mundo. Abrir o quarto escuro da mente humana. Esta que guarda sentimentos dos mais absurdos jamais imaginados e expor a realidade de cada um. Que o mundo desconhece, tanto que este terá varias historias. Alguém me perguntou: Será um livro erótico?”
Erotismo? A sexualidade envolve quase todas as áreas da vida humana. Tornar-se sexual ao vestir é um dever social da mulher. A nossa vida está permeada de sexualidade. As limitações sócias, de natureza religiosa, inibem a nossa própria existência. O papa Gregório Magno, no século VI da Era Cristã, instituiu os sete pecados capitais. O jornalista Vicente Serejo (jornaldehoje.com.br), acertadamente afirmou que “o homem viveu dois mil anos com medo dos pecados capitais, quando eram sete as portas do inferno. Hoje andam tão fracos, se é que ainda são pecados, que outros são os medos e até o pobre Diabo perdeu seu veneno. O que poderia haver de tão perigoso assim na ira, luxúria, gula, inveja, soberba, avareza e preguiça?”
Tudo está tão mudado. Segundo Savater, “até o sexo perdeu seu sentido de recreio lúdico dos jogos amorosos para ser uma olimpíada de eficiência e sucesso. Houve um tempo, conta o filósofo espanhol, que o sexo era algo sagrado, acima do bem e do mal, intocável por umas tantas artimanhas da vida besta. Hoje, não. Vivemos sem ritos, sem liturgias. Tudo caiu na banalidade invencível. Até os sete pecados que um dia já foram capitais”.
O Papa Bonifácio VIII afirmou publicamente que não acreditava na imortalidade da alma e na vida eterna, e que os prazeres dos sentidos não eram pecados.
O sexo está permeado de uma série de crenças e mitos. Mas ele é um dos aspectos mais importantes de um relacionamento, necessário ao bem estar físico e psicológico.
Amelina Chaves nos dá a certeza de que o sexo, seja ele eventual ou estável, é agradável. Uma demonstração de carinho, emoção e afeto. Ela é comedida, não descendo ao realismo de Darcy Ribeiro, de Jorge Amado, ou de E. L. James em “Cinquenta Tons de Cinzas”.
Observa o psicólogo Diego Henrique Viviani que vemos o sexo “como parte integrante da sociedade e da vida das pessoas. Independente do contexto em que está inserido, ele pode ser vivido de forma prazerosa e complementar de nossa vida”.
Pessoalmente, com noventa anos de idade, não mais me ocorrem os prazeres da carne, mas os prazeres da vida continuam presentes. Platão em A República, diz, pela voz de Céfalo: “Fica a sabê-lo bem: na medida em que vão murchando para um os prazeres físicos, nessa mesma aumentam o desejo e o prazer da conversa (A República, São Paulo, Editora Martin Claret, 2005:12)”.
Mas, ocorreram-me pela leitura de “O Retrato do Prazer” lembranças. E quantas? Quem não as tem?
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83251
De: Temístocles Data: Sáb 14/4/2018 18:45:13
Cidade: M. Claros
Sáb 14/04/18 - 10h - Chuva de 10mm não cai, e uma de 5mm reaparece, neste sábado, para M. Claros

Pois bem. Muito agradavelmente, as chuvas em Montes Claros ultrapassaram a Semana Santa, quando costumam declinar, e chegaram à metade de abril. Ontem, na previsão, não havia chuva para hoje, cancelada subitamente. E na previsão de hoje a chuva deste sábado reapareceu, avaliada em 5mm.
Pois bem, digo de novo. Aqui estou para dizer que a chuva veio, em forma de pancadas que ocorreram pela manhã e à tarde. Ao todo, 20mm, 4 vezes mais do que a meteorologia, indo e vindo, admitiu. Consulto o último boletim: já não havia, hoje cedo, mais chuva no horizonte até dia 28 próximo. Agora, reaparece. Em forma de 6mm, neste domingo.

Alegremente, dizemos: a meteorologia erra um pouco, mas a nosso favor. Que continue errando e que as chuvas avancem, para diminuir o período seco que historicamente já poderia ter começado. Um hiato, que costuma ir de abril a fins de setembro.
Que o Criador será louvado.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83250
De: Marcelo Eduardo Freitas Data: Sáb 14/4/2018 14:31:05
Cidade: Montes Claros  País: Brasil
E-mail: delegadomarcelofreitas@gmail.com
WE, THE PEOPLE (EUA) X NÓS, REPRESENTANTES DO POVO (BRASIL)

* Marcelo Eduardo Freitas

Em 1513, Nicolau Maquiavel em sua obra prima “O Príncipe” apresentou ao mundo uma das teorias políticas mais elaboradas pelo pensamento humano. A criação exerce forte influência na descrição do Estado, desde a sua publicação até os dias de hoje.

Em tempos de uma república esfacelada por todas as formas possíveis de desvios, com homens públicos submetidos a situações de completo e inaceitável declínio moral, é inacreditável que o povo brasileiro não faça nada para alterar esse deprimente estado de coisas.

É certo que os brasileiros vivemos de aparências e nos inclinamos frequentemente às necessidades mais imediatas, mas haverá nessa república, em pleno ano de 2018, quem se deixe, uma vez mais, se levar pelos fingimentos e dissimulações daqueles que hoje ocupam os espaços públicos? Quanto tempo mais deveremos aguardar para que o povo brasileiro seja, de fato, o centro de comando e controle de nossa nação?

Historicamente, o povo brasileiro sempre foi alijado do processo de tomada de decisões. Para melhor compreensão, traçaremos adiante um breve paralelo entre as Constituições do Brasil e a dos EUA.

O preâmbulo (início) da Constituição americana apresenta a seguinte introdução: "We, the People..." ou "Nós, o povo...". Por aquelas bandas, as pessoas, indivíduos unidos com anseios comuns de imigrantes europeus ingleses, irlandeses, franceses, entre outros, nutriam um ideal revolucionário, estimulado especialmente pela falta de liberdade, sem exclusão de outras limitações que existiam na Europa do século XVIII e XIX. Estas pessoas desejavam formar uma nação! Um país onde a liberdade seria preservada em todas as suas dimensões, em prol do bem comum, com instituições verdadeiramente fortes!

A Constituição brasileira de 1988, lado outro, da mesma forma que sua antecessora, a Constituição de 1967 que foi imposta pela Ditadura Militar, não foi fruto de nenhuma revolução! O preâmbulo de nossa Constituição de 1988 não apresenta o povo brasileiro como seu autor, mas sim, os representantes do povo, ou seja, deputados e senadores, eleitos por voto direto e obrigatório que, em uma assembleia constituinte, criada especificamente para o fim de promulgar uma Constituição, discutiram e votaram os termos do que seria a "Constituição Cidadã", focada essencialmente na concretização de direitos e garantias fundamentais individuais. Por isso, a introdução da Constituição brasileira começa com "Nós, representantes do povo...". A diferença é abismal, já que a americana, como dito, começa com “Nós, o povo”! Dá para compreender?

A grande e lamentável realidade nacional é que nenhuma de nossas Constituições foi fruto de qualquer forma de revolução. Nunca houve, em nosso Brasil varonil, uma Constituição elaborada fundamentalmente pelo povo brasileiro, assim como a Constituição americana, elaborada como fruto de uma revolução. A independência brasileira, por exemplo, longe de ser um movimento revolucionário, agradou a todos e contou, inclusive, com o apoio da Inglaterra. O Brasil, por sua vez, "herdou" a dívida deixada pelos portugueses e até hoje nos arrastamos para pagar essa conta caríssima recebida de legado. Já nascemos endividados!

O fato de nunca ter ocorrido nenhuma revolução no Brasil se deve fundamentalmente ao processo histórico de formação institucional, política e educacional dos brasileiros que é marcado, mesmo até os dias de hoje, pelo modo de vida dos povos ibéricos (originários da Península Ibérica - Portugal e Espanha)!

O modo de vida português se opõe diametralmente aos dos demais povos europeus. Mesmo os povos do Norte da África, que mantém relacionamento constante e frequente com a Europa, diferenciam europeus e portugueses. Em nenhum outro povo a personalidade assume papel tão importante. Talvez por essa razão seja tão difícil mudar essa nossa cultura do jeitinho, da vantagem, da esperteza...

Entre os povos ibéricos, caro leitor, não há orgulho nem união, nem coletivismo e muito menos solidariedade. Vários indivíduos, intelectuais ou não, referências em moralidade e excelência, protagonistas da própria história que, dependendo dos valores de sua personalidade, principalmente da sua humildade, alcançarão o fim supremo da existência: o ócio, a mordomia e as prerrogativas inerentes à aristocracia portuguesa da época das navegações e da escravatura. Uma nação que valoriza essencialmente os valores da personalidade, de um homem forte em um meio hostil em detrimento da solidariedade, da garantia e da certeza sobre o futuro e o comprometimento com as futuras gerações.

A conclusão que se extrai desse nosso engessamento coletivo, dessa nossa apatia histórica, desse terrível medo de mudanças não pode ser outra: não há razão para revolução entre o povo brasileiro: "No fim tudo dá certo, Se não deu certo ainda é porque ainda não chegou ao fim". Sempre houve e sempre haverá uma oligarquia, uma elite intelectual a serviço da elite dominante, em troca de alguns “espelhos” e benefícios surreais o suficiente para se verem distante do povo e se julgarem membros portadores de uma carga genética que os faz diferentes a pontos de pertencerem a uma pseudo elite econômica. Com a humildade digna do carinho e da doçura brasileira se apresentarão como "representantes do povo brasileiro" e "tocarão" as instituições e constituições brasileiras sob o manto de serem os representantes legítimos de um Estado declaradamente de joelhos diante da corrupção e da desgraça que aflige a vida de milhões de brasileiros. Isto é Brasil! “Precisamos evitar a armadilha de sermos sugados por essa ilusão coletiva que diz que o nosso destino está nas mãos de alguém, que não nós próprios”. E então, vamos continuar agindo da mesma forma que fizemos nos últimos 518 anos? Lembrem-se: nós somos o povo!

(*) Delegado de Polícia Federal e Professor da Academia Nacional de Polícia
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83249
De: Manoel Hygino Data: Sáb 14/4/2018 07:39:40
Cidade: Belo Horizonte
O Norte de Minas no Planalto

Manoel Hygino

Pelas voltas que o mundo dá ou por obscuras razões do destino. Isto é, pelo encadeamento de fatos determinados por leis necessárias ou fatais, Minas Gerais é o único Estado a que coube fazer-se representar na chefia do Executivo Nacional por uma mulher: e mais de uma vez.

Primeiro, quando Dilma Rousseff, belo-horizontina nascida no Hospital São Lucas, sucedeu ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, através de sufrágio popular; e – esta semana – quando a montes-clarense Cármen Lúcia Antunes Rocha, por força das circunstâncias, ocupou o cargo, por curto tempo, durante viagem do presidente Temer ao Peru.

Um fato a que ela não poderia faltar, como presidente do Supremo Tribunal Federal. Por coincidência, numa sexta-feira 13, mas de abril. Com a substituição, evitou-se que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o do Senado, Eunício de Oliveira, se incompatibilizassem à disputa eleitoral de 2018.

Não é o melhor tempo o que atravessamos, por numerosos fatores e sintomas perceptíveis. Até as ruas, pelas quais transitamos no nosso cotidiano, se mostram acabrunhadas, como se refletissem o desencanto de uma população: que já teve paz, tranquilidade – no mínimo para as tarefas indispensáveis à vida, à percepção de salários, que – mesmo diminutos – pudessem assegurar o pão-nosso-de-cada-dia. Os ricos ficam de fora dessas considerações e padecimentos.

Há de se observar que esta é a segunda vez que o Norte de Minas chega à presidência. A primeira foi com Juscelino, que no ano passado festejaria aniversário de formatura em medicina pela Universidade de Minas Gerais. Foi uma época de distensão política, de amena convivência, que permitiu que se executasse em cinco anos uma administração de cinquenta, em realizações em favor do Brasil e dos brasileiros. Em maio, Cármen Lúcia, que o Brasil conheceu pelos veículos de comunicação mais recentemente, voltará ao cargo. Só se pode augurar a quem vier a suceder a Temer, dias melhores e mais felizes, como os da época de JK, por exemplo.

Daqui a poucos meses, a nação escolherá um novo presidente. A inspiração emanada da operosa e sofrida gente norte-mineira poderá servir de aconselhamento na hora da magna decisão. Serão mais quatro anos de governo, a partir do vindouro janeiro, que tanto representa em esperança do cidadão de hoje e das futuras gerações.

O Brasil tem um grave, até porque imenso, dever a cumprir. O que mais se poderia desejar é que se sinta a democracia como um modo de vida e uma conquista permanente, como disse a própria Cármen, há poucos dias, na Faculdade de Direito da UFMG.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83248
De: Prefeitura Data: Qui 12/4/2018 20:17:09
Cidade: Montes Claros
(...) A Prefeitura de Montes Claros anunciou o lançamento de um programa que irá levar pavimentação para diversas regiões carentes da cidade.O programa foi lançado durante uma reunião realizada entre o prefeito Humberto Souto e os 23 vereadores da cidade, sendo que cada um deles (além do vereador licenciado Cláudio Rodrigues, atual secretário municipal de Planejamento e Gestão) terá direito a indicar 1 quilômetro linear de ruas para receber a pavimentação, totalizando 24 quilômetros de vias e atingindo uma área total de 168 mil metros quadrados. Caberá, portanto, aos representantes do Legislativo Municipal apresentar as demandas da população dos bairros, sendo que após serem definidas as ruas beneficiadas, a Prefeitura irá elaborar um processo licitatório, com valor estimado de R$ 12,6 milhões.O programa prevê, além de pavimentação, a colocação de meio-fio e drenagem superficial (sarjeta) nas vias atendidas. Caso o local precise de um investimento maior em drenagem, o seu custo será calculado e incluído no valor da obra. (...)

Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83247
De: Manoel Hygino Data: Qui 12/4/2018 20:10:58
Cidade: BH
Um apelo nacional

Manoel Hygino

Prudência mais do que nunca. Eis o de que se precisa nesta hora em que os ânimos se exaltam nos meios políticos, e em que, mesmo usando terminologia respeitosa, demonstram estranheza entre si os próprios ministros da suprema corte de Justiça do país.

Por mais que se queira amenizar seu estado de espírito, o cidadão deste país, o nosso país, acha-se perturbado pela sucessão de episódios que estigmatizam o período que atravessamos, sem previsão de fim.

A desconfiança em torno dos homens que deveriam zelar, orientar e conduzir, no âmbito dos poderes da República, os destinos nacionais, se generaliza perversamente, embora os sinais positivos na economia. Não se poderá perder a oportunidade de corresponder aos horizontes favoráveis.

Da situação, que se me afigura preocupante, se utilizam os aproveitadores de todas as horas e ocasiões, não simplesmente os instalados em gabinetes oficiais. As sucessivas rebeliões nos presídios são apenas um sintoma do clima instalado no país, mesmo com a evidente diligência de setores oficiais, prevenindo-se contra a ação dos fora da lei em nossas estradas e nas vias urbanas. Sofremos em permanente estado de medo, inclusive pela atuação incessante do chamado “novo cangaço”.

Servem-se da situação os participantes de movimentos engajados na criminosa missão de tentar desestabilizar o que já se encontra abalado: o fechamento de ruas e rodovias, impedindo a livre circulação de pessoas, até em sua ida e vinda do cotidiano; a reincidência em ocorrências graves como as que, pelas chamas, tiram de circulação coletivos indispensáveis à locomoção das pessoas – sejam trabalhadores ou estudantes. Acalora-se o momento, por mais que se peça serenidade.

Até quando o povo do Brasil suportará o fragor da ameaça insistente, não se pode saber. Como não se sabe, efetivamente, como se conseguirá devolver paz à sociedade brasileira, violentada pela sequência interminável de escândalos nas altas esferas da República, como jamais, em tempo algum, antes se vira e se pudera medir.

Há de se extrair das entranhas dos dicionários o significado e sentido de palavras pouco usadas mais recentemente: dignidade, moral, honestidade, decoro, patriotismo enfim. Elas não podem permanecer como meros registros nos léxicos, com acepções se tornando crescentemente esquecidas da prática, aqui e agora. É dever inalienável e intransferível a adesão a essa mobilização, pessoal e geral, pelo bem da nação. O futuro está em nossas próprias mãos.

Palavras, palavras, palavras, reclamava Shakespeare da verborragia insistente, sem amparo e sustentação em ações efetivas. Sei que se tornou extremamente difícil encerrar esse período de facúndia abundante e estéril. Há muito a se construir em país tão extenso e que pode ser fecundo em felicidade para um povo que continua sofrendo, mas esperando. A responsabilidade dos que detêm algum tipo de poder é essencial. Os cidadãos estão alertas e a História registrará, fazendo justiça a quem merecer.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83246
De: Engenheiro Eletricista Data: Qui 12/4/2018 17:46:51
Cidade: Montes Claros/MG
Importância da redução dos índices de interrupções da CEMIG-D - Este assunto é de extrema relevância para o Norte de Minas e todo o Estado, na medida em que se trata da redução dos principais índices de interrupções do fornecimento de energia elétrica para as diversas classes de consumidores atendidos pela CEMIG-Distribuição, ou sejam os industriais, comerciais, residenciais, rurais, poderes públicos, hospitais, etc. As mensagens que escrevi em 25/3 e 6 e 7/4/2018 sobre a Qualidade da Distribuição de energia elétrica no Norte de Minas, gentilmente publicadas por este Mural, tiveram como principais objetivos:
- avaliar o desempenho de unidades de consumo (subestações) do Norte de Minas em 2017, por meio do relatório anual da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), tendo o DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Consumidor) como referência, comparando com as subestações de outras regiões do Estado e com a própria CEMIG-D como um todo.
- ao sugerir "ações técnicas e gerenciais eficazes continuamente, com o objetivo de melhorar a Qualidade do desempenho do Sistema Elétrico de Distribuição do Norte de Minas", diante dos resultados das análises efetuadas, levei em consideração que procedimentos semelhantes, se aplicados a todas as regiões atendidas pela CEMIG-D, com toda a certeza e conforme larga experiência e excelentes resultados obtidos, levarão à redução dos principais índices gerenciais (indicadores coletivos de continuidade DEC, FEC e DGC), o que colocará essa Concessionária entre as primeiras colocadas no Ranking de Continuidade do Serviço das 33 Grandes Distribuidoras brasileiras, especificadas pela ANEEL, beneficiando a si própria, aos seus mais de 8,28 milhões de consumidores, que pagam altas importâncias em suas contas mensais, e mais de 20 milhões de habitantes do Estado de Minas Gerais. Com perseverança para se atingir metas de Qualidade do fornecimento, em alto nível, muitos resultados positivos virão, tais como o mínimo de desligamentos acidentais ("apagões"), prejuízos para os consumidores por perdas de produtos perecíveis ou danos em equipamentos eletro-eletrônicos, transtornos nos sinais de trânsito, elevadores, salas de cirurgia, operadoras de telefonia, internet, emissoras de rádio e tv, aeroportos, sistemas bancários, sistemas de alarme, iluminação pública etc.
Legenda:
DEC - Duração Equivalente de Interrupção por Consumidor
FEC - Frequência Equivalente de Interrupção por Consumidor
DGC - Desempenho Global de Continuidade, calculado a partir do DEC e FEC, estabelece o Ranking de Continuidade do Serviço das Distribuidoras brasileiras. Em 2017 a CEMIG-D ficou no 16o. lugar, entre as 33 Grandes Distribuidoras (que atendem mais de 400.000 consumidores). Em 2014 ficou no 7o. lugar, entre 36 Grandes Distribuidoras. Que em 2018 ela atinja os primeiros lugares, com as contribuições das diversas Malhas Regionais.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83245
De: Prefeitura Data: Qui 12/4/2018 14:34:10
Cidade: Montes Claros
O Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia é um documento que comprova a vacinação contra determinadas doenças, conforme está estabelecido no Regulamento Sanitário Internacional, e é exigido ao entrar em alguns países.(...) a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Montes Claros, desde outubro de 2017, está emitindo o CIVP em sua sede, no bairro Monte Carmelo. Para requerer o documento, que é gratuito, o cidadão deve comprovar sua viagem e apresentar o certificado de vacinação contra febre amarela. Também é necessário que se faça um cadastro prévio através do link www.anvisa.gov.br/viajante. (...)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83244
De: Arlindo Data: Qua 11/4/2018 17:44:24
Cidade: M. Claros
Foi forte a chuva desta tarde em M. Claros. Por volta das 16h30m, a chuva penetrou pelo lado leste da cidade, lado do aeroporto, com fortes ventos. Em seguida, a água caiu por mais de meia hora.
A chuva que chegou ao centro não teve a mesma intensidade, e foi de cerca de 10 milímetros, com ventos também muito fortes. Passada a primeira "pancada", o céu segue de um cinza muito escuro e chapado, pelo sul da cidade.
Já a parte norte e leste, por onde principiou a chuva - que pode ser uma das últimas, a parte norte/leste já recupera os tons claros de uma tarde amena, típica de verão, típica de abril, que constrói os crepúsculos mais bonitos do ano.
No calendário deste sertão, as tardes de abril são imbatíveis. As manhãs de maio, inigualáveis. E as noites de junho são as Noites de Junho, arrebatadoramente as mais bonitas e sinceras de todo o ano.
Vou ao serviço meteorológico. Lá, vai escrito: Ensolarado.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83243
De: Carlos C. Data: Qua 11/4/2018 16:14:30
Cidade: Brasília DF
Já antecipei aqui: uma montes-clarense, a presidente do STF, Cármen Lúcia, assumirá a Presidência da República na próxima sexta-feira.

Será por pouco tempo, um dia, no máximo até sábado, quando Temer estará de volta do Peru, onde participará a Cúpula das Américas. Reunião esvaziada com o anúncio, ontem, da não presença de Donald Trump, que enviará o seu vice, e ficaria em Washington tratando de um possível ataque à Síria.
.
Assumindo a função presidencial, Cármen impede que os presidentes da Câmara e do Senado se tornem inelegíveis nas eleições deste ano, caso ocupem o cargo.


Hoje, completo a informação: em maio, a conterrânea de vocês, pois Cármen, de família de Espinosa, efetivamente nasceu em Montes Claros, voltará ao cargo.

Desta vez, por mais tempo, onze dias, quase meio mês, enquanto Temer estiver no Sudoeste Asiático, viagem que ele desmarcou no final do ano passado, quando fez rápido procedimento cirúrgico em S. Paulo.

Assumindo a Presidência, a ministra montes-clarense será a segunda mulher a ocupar o posto, depois de Dilma Rousseff, de família búlgara, nascida em BH.

O presidente do STF é o quinto na linha sucessória - presidente, vice-presidente (cargo vago), presidente da Câmara e presidente do Senado.

Rodrigo Maia, nascido no Chile e que preside a Câmara, é pré-candidato à sucessão presidencial pelo DEM. Já Eunício Oliveira, presidente do Senado, disputará a reeleição como senador pelo Ceará.

Os dois poderiam se licenciar do cargo para não assumir a Presidência, mas preferiram viajar - um, ao Panamá (Maia) e, Eunício, ao Japão.

Ao longo da história republicana, é a sexta vez que um presidente do STF assume. O último foi Lewandowski, em 2014, quando Dilma viajou aos EUA.

É preciso que o Norte de Minas, ao chegar à Presidência pela segunda vez (a primeira foi com JK), contribua para dar juízo ao País, em hora tão desastrada. E incerta.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83242
De: Polícia Militar Data: Qua 11/4/2018 09:17:46
Cidade: Montes Claros
A Polícia Militar prendeu, às 02h28 de hoje, 11Abr, 05 pessoas por envolvimento em uma ocorrência de pichação havida à av. São Judas Tadeu, no bairro de mesmo nome. Quando em patrulhamento, policiais militares foram informados que que havia um grupo de pessoas realizando pichações no muro da Igreja São Judas Tadeu. Equipe policial, então, deslocou-se até o local, onde deparou-se com os suspeitos, 04 mulheres (...) e 01 homem (...) todos já embarcados em um veículo New Fiesta Sedan, cor preta. Foram realizadas buscas no veículo, sendo localizado em seu interior de 05 latas de spray. Diante dos fatos, os infratores foram presos e conduzidos à delegacia, junto ao spray apreendido.

***

O Tempo - Grupo é preso após pichar igreja com frase de apoio a Lula em Montes Claros - 11/04/18 - 11h19 - Natália Oliveira - Cinco pessoas foram presas, na noite desta terça-feira (11), em Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, suspeitas de picharem uma igreja em protesto contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os militares chegaram aos suspeitos depois de denúncias anônimas. Quatro mulheres e um homem com idades entre 19 a 29 anos estavam em um carro já deixando a igreja. No muro eles escreveram: “Lula Livre”. As pichações também faziam críticas ao Superior Tribunal Federal (STF). Dentro do veículo foram apreendidas cinco latas de tinta spray. Os suspeitos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil, onde assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência e foram liberados.

***

A polícia procura autores responsáveis por um roubo à mão armada consumado a uma agência de correios situada à av. Cula Mangabeira, no bairro Vila Guilhermina, às 11h29 de ontem, 10Abr. Segundo relatos da vítima, uma mulher de 35 anos, quando se encontrava de serviço no local, foi abordada por 02 infratores que chegaram em uma motocicleta Honda Titan, cor escura, placa GRH-(...). Os indivíduos, de arma em punho, anunciaram o roubo, subtraindo certa quantia em dinheiro do local. Diante dos fatos, a vítima foi atendida, sendo iniciado o rastreamento, que continua, na busca pela prisão dos infratores responsáveis pelo crime.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83241
De: Manoel Hygino Data: Ter 10/4/2018 19:20:08
Cidade: BH

A MARCHA DAS HORAS

Manoel Hygino

Os dias fluem mais rapidamente do que nunca, embora com aproximadamente as horas de sempre. As notícias e fatos são profundamente inquietantes. Houve um terremoto na Bolívia, mas prédios sacudiram em várias cidades do país. Jornal destacou: “A República tremeu e deve tremer de novo”. Referia-se à decisão do STF no habeas corpus preventivo não concedido ao ex-presidente Lula, em reunião do último dia 4.
Não era o fim. Eclodiu uma guerra em que abaixo-assinados pediram a manutenção da prisão do ex-presidente em segunda instância. Outro periódico usou a manchete: “Decisão sobre Lula eleva tensão e Cármen pede serenidade”.
Serenidade?
Desaceleração da Terra em seu eixo causa aumento no número de terremotos, dizem cientistas, admitindo novos tremores em 2018. Pesquisadores do Tio Sam identificam registros históricos de cismos de grande intensidade em 1910, 1943, 1970 e 1980. Por aqui, as ocorrências políticas graves poderiam ser também levantadas. São frequentes.
Em duas semanas, dois assaltos contra agências dos Correios em Montes Claros, com características muito parecidas. Os bandidos chegaram de moto e, armados, pediram (?) dinheiro. Retomaram o veículo e desapareceram. O maior assalto foi contra a sede principal dos Correios na Praça da Matriz, histórico logradouro da cidade. Neste ínterim, a repartição federal começou a distribuição de correspondência, em dias alternados, em 743 cidades. Por que?
Em São Paulo, abrem-se inscrições para concurso, com 2.700 vagas, para soldado de segunda classe, com salário de R$ 3.049,41. Dos candidatos, exige-se 1 metro e 60 de altura mínima, e das mulheres 1 metro e 55. Não se fala em “gêneros outros”.
Em Minas, há 120 vagas para juiz de Direito, com salário inicial de R$ 26.125,17. Candidatos têm de provar três anos de experiência. Oito vagas para candidatos negros e quatro para pessoas com deficiência. Não há referências a índios. Em Fortaleza, matutino alerta: “Prisão de Lula pressiona ministros do Supremo”. Novas tentativas judiciais para libertar o ex-presidente, dependem, na última análise dos ministros do STF.
Nas próximas horas, o cidadão deste país ficará de olhos e ouvidos atentos ao noticiário. Um misto de medo e insegurança, inclusive pelo radicalismo de posições políticas, quando tanto necessitamos de tranquilidade em busca do tempo perdido.
Quarta-feira, dia 11, reunião do Supremo. Dois dias depois, a presidente da Corte, Cármen Lúcia Antunes Rocha assume o governo do país, com as viagens de Temer e de Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados ao exterior. Até porque a lei eleitoral dispõe que não podem assumir sequer interinamente para não ficarem inelegíveis.
É a primeiro chefe de Executivo do norte de Minas, nascida em Montes Claros, onde reinou D. Tiburtina, símbolo da mulher sertaneja. E Cármen Lúcia é dos Antunes, de Espinosa. Quem quiser saber mais, deve ler a história de Antônio Dó, contada por Petrônio Bráz.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83240
De: Carlos C. Data: Seg 9/4/2018 17:27:03
Cidade: Brasília DF
Informação veiculada pela imprensa de Brasília, neste momento:


- Cármen Lúcia preside o país a partir de sexta de manhã, com viagem de Temer a Lima. Rodrigo Maia vai ao Japão e Eunício, ao Panamá. Segundo a lei eleitoral, não podem assumir a interinidade para não ficarem inelegíveis.

Acrescento eu. Se é a primeira vez que um montes-clarense assume a Presidência da República, é a segunda que um norte-mineiro ocupa honradamente a mais alta magistratura.

Este norte-mineiro chamou-se JK, nascido em Diamantina.

M. Claros ainda teve José Alencar, um filho adotivo. Nascido em Muriaé, Minas, ligou-se profundamente a M. Claros, que considerava cidade sua, desde que foi implantar a Coteminas. Foi vice-presidente de Lula e assumiu a Presidência em vários momentos. Recuperou a BR 135 até Belo Horizonte.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83239
De: Manoel Hygino Data: Seg 9/4/2018 11:57:35
Cidade: Belo Horizonte
Aguardemos próximos capítulos

Manoel Hygino

Uma semana que inquietou nações de três continentes. Na Ásia, a ex-presidente da Coreia do Sul, Park Gueun-hye foi condenada a 24 anos de prisão por corrupção, encerrando a carreira da primeira mulher eleita chefe de Estado. Julgada e considerada culpada de vários crimes, entre os quais abuso de poder e de relações ilícitas com poderosos grupos empresariais, em março de 2017 foi destituída e presa por tribunal e condenada ao pagamento de multa equivalente a quase 17 milhões de dólares. O Sérgio Moro de lá se chama Kim Se- Yoon, que na sentença baixara o tempo de reclusão de 30 anos da ex-presidente, pedido pelo Ministério Público.
Na riquíssima África do Sul, após a morte de Winnie Mandela, viúva de Nelson Mandela, a mais alta expressão da luta pela independência e fim do apartheid, o ex-presidente Jacob Zuma foi levado ao Tribunal Superior de Durban, acusado de suborno em aquisição de armamentos a vários fabricantes no exterior, somando em torno de 16 bilhões de dólares, ou seja, cerca de 4,2 bilhões de euros. Sem contar os fabricantes de eletrônicos.
Abandonando a presidência, após extenso confronto com Cyril Ramaphosa, líder do poderoso Congresso Nacional Africano, cuja meta principal era a luta contra a corrupção, Zuma protestou, em Zulu, contra “alguma pessoas que querem tratar-me como culpado”. Nas ruas, grupos protestavam: “Não mexam com Zuma”.
No Brasil, houve ex-presidentes presos e exilados. O primeiro, porém, levado à Justiça, inclusive à decisão do Supremo Tribunal Federal, foi Luís Inácio Lula da Silva, eleito por dois mandatos, que cumpriu, mas respondendo a outros processos em tramitação. O tumultuoso caso do apartamento em Guarujá, lhe valeu 12 anos e 1 mês de prisão após a não concessão do habeas corpus apresentado pela defesa, com o apertado placar de 6 a 5.
Fez-se a transferência para Curitiba, não tão tranquilamente como poderia ter sido, mas como também se admitiria. O que se pode dizer, contudo, é que o ex-presidente escolheu mal o alvo de seus ataques no discurso na porta do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, contra o Judiciário e a Imprensa.
Em certo ponto, declarou ipsis literis: “Não posso ir contra a opinião pública porque a opinião pública está pedindo para cassar”.(?) “Quem quiser votar com base na opinião pública largue a toga e vai ser candidato. Ora, a toga é um emprego vitalício. O cidadão tem de votar apenas com base nos autos do processo”.
Adiante, argumentou: “Quantos mais dias me deixarem lá (na prisão), mais Lulas surgirão neste país. Estou fazendo algo muito consciente’. Sempre ameaças:” A história vai daqui a alguns dias vai provar que quem cometeu crime foi o delegado que me acusou, o juiz que me julgou e o Ministério Público que foi leviano. Vou de cabeça erguida e vou sair de peito estufado de lá”.
Enquanto jornalistas eram hostilizados em São Bernardo, o apartamento, em Belo Horizonte, da ministra Carmen Lúcia, presidente do STF, era pichado por militantes. Dá o que pensar. E temer.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83238
De: Estado de Minas Data: Seg 9/4/2018 09:48:54
Cidade: Belo Horizonte
Criminosos atiram para o alto e explodem banco em cidade no interior de Minas - João Henrique do Vale - A onda de ataques a bancos no interior de Minas Gerais parece não ter fim. Pelo terceiro dia consecutivo, caixas eletrônicos são estourados. Desta vez, o crime aconteceu na madrugada deste domingo em Virgem da Lapa, na Região do Jequitinhonha. Criminosos fortemente armados chegaram na cidade em uma caminhonete. Para intimidar a população, atiraram várias vezes para o alto. A ousadia foi tamanha que eles atacaram uma agência na Região Central do município, onde acontecia um show ao vivo. A quantia levada não foi informada. Cerco é feito para tentar encontrar a quadrilha. A ação dos criminosos aconteceu por volta 2h. Testemunhas contaram que aproximadamente cinco homens chegaram em uma caminhonete e foram até a agência do Banco Bradesco que está localizada na Praça Central. “Eles estavam armados com escopetas calibre 12, pistolas e revólveres. Deram tiros para o alto para os populares não se aproximarem. Testemunhas contaram que ouviram três explosões. Destruíram totalmente o banco e o caixa eletrônico”, afirmou o sargento Júnio Gonçalves. No momento do crime, os policiais que atuam na cidade estavam no plantão regionalizado atendendo outra ocorrência. A ousadia dos criminosos chamou a atenção até dos militares. “Estava tendo um show ao vivo na praça. As pessoas saíram correndo em pânico. Tivemos uma outra explosão no Banco Itaú em fevereiro, então fica essa sensação de insegurança”, comentou o sargento. “Essa foi a segunda vez que a agência do Bradesco foi explodida e a quinta vez que crimes como este acontecem na cidade nos últimos quatro anos”, completou. A quadrilha fugiu em uma caminhonete. A polícia suspeita que duas motos deram apoio aos criminosos. Equipes do serviço de inteligência da PM e do tático móvel fazem levantamentos para chegar até os membros da organização.
Crime recorrente
Os ataques a bancos vêm tirando o sono dos moradores de cidades do interior de Minas Gerais. Desde sexta-feira, seis agências foram alvos dos criminosos. Nesse sábado, uma agência do Banco do Brasil foi explodida em em Piumhi, no Centro-Oeste de Minas. De acordo com a PM, os criminosos usaram de extrema violência na ocorrência. Eles fizeram várias pessoas reféns para serem usadas de escudo humano na porta do imóvel, com o objetivo de evitar uma ação da Polícia Militar que pudesse colocar em risco o roubo dos bandidos. A assessoria de comunicação da 7ª RPM informou que por volta das 4h30 houve acionamento para plano de cerco e bloqueio na região entre Divinópolis e Formiga. Durante o patrulhamento, uma equipe da Polícia Militar Rodoviária interceptou um Fiat Punto, próximo ao pedágio de São Sebastião do Oeste, na MG-050. Durante as buscas, os policiais encontraram sacolas de dinheiro e conseguiram descobrir o endereço do sítio usado pela quadrilha, situado às margens da MG-050, entre o trevo de São Sebastião do Oeste e o pedágio. No local foram localizadas várias armas, entre fuzis 556 e 762, pistolas e submetralhadoras. A PM também localizou 11 coletes, 14 rádios transmissores, máscaras anti-gás, a caminhonete Hilux branca e muitos explosivos, além de outros materiais. Ao menos quatro homens foram presos. Na sexta-feira, uma série de ataques aconteceu nas regiões Sul e Centro-Oeste de Minas. Criminosos explodiram quatro agências bancárias. A Polícia Militar desconfia que o mesmo grupo pode estar ligado a três dos assaltos, pois a distância próxima entre Areado, Cabo Verde e Jacuí (todas no Sul de Minas), o horário espaçado entre as três ocorrências, a presença de duas caminhonetes nesses três casos e a proximidade com o estado de São Paulo reforçam a possibilidade de conexão. Além disso, a PM também registrou um ataque em Pains, na Região Centro-Oeste do estado.

***

O Tempo - Bandidos explodem agência bancária no Vale do Jequitinhonha - Rafaela Mansur - A Polícia Militar de Virgem da Lapa, no Vale do Jequitinhonha, procura pelos suspeitos da explosão de uma agência bancária do Bradesco, no centro da cidade, na madrugada deste domingo (8). A quantia roubada não foi informada. De acordo com a corporação, cerca de cinco homens armados e encapuzados participaram do ataque, utilizando armas longas, como espingardas calibre 12, submetralhadoras e pistolas 9 mm. A explosão ocorreu por volta das 2h, quando uma festa ocorria próximo ao banco. "A agência fica na praça central da cidade, onde estava ocorrendo um show. Quando eles chegaram, algumas pessoas saíram correndo, e outras foram rendidas pelos assaltantes, mas eles não usaram de violência", afirmou o sargento Júnio Gonçalves. Segundo o policial, os suspeitos ainda deram tiros para o alto. A corporação está realizando rastreamento na cidade em busca dos suspeitos. Até o momento, ninguém foi preso. "A gente acredita que essa quadrilha é a mesma que está agindo nas cidades pequenas, aproveitando do baixo efetivo militar", disse o militar. De acordo com ele, no momento do ataque, os policiais de Virgem da Lapa estavam na cidade de Pedra Azul, no Vale do Jequitinhonha, a cerca de 200 km de distância, para registrar outra ocorrência, devido ao plantão regionalizado. "A gente estava lá levando um preso, não tinha nenhum policiamento aqui na cidade", afirmou. Em fevereiro deste ano, outra agência bancária de Virgem da Lapa foi atacada por criminosos armados. Na ocasião, pessoas que passavam pelo local foram feitas reféns.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83237
De: Alberto Sena Data: Seg 9/4/2018 09:13:42
Cidade: Montes Claros
E-mail: albertosenabatista@gmail.com

Mergulho na Praça de Esportes

Alberto Sena

A importância do acervo de fotografias de Dona Dorzinha – Maria Das Dores Guimarães Gomes – sempre terá realce quando o assunto for preservação da memória individual e coletiva dos montes-clarenses. A chamada “doença do alemão” tanto pode obscurecer a memória de um cidadão como de toda uma população que não tenha a sua história registrada no papel por meio de textos e de fotografias.
A foto em epígrafe fez a mim, e certamente a todos de minha geração – década de 50 – reviver a sensação de dar um mergulho nos ares da Praça de Esportes de então, quando subíamos as escadas até os píncaros do escorregador, como se alcançássemos o cume de uma montanha, e nos deixávamos escorregar sentindo o vento veloz sacudir os cabelos numa sensação de êxtase somente sentida quando se é criança.
Essa foto me fez reviver, não com a mesma nitidez como se tivesse acontecido no dia de ontem, mas recordo-me da alegria esfuziante como subia os degraus da escada para ter acesso ao cume do mundo; sim, era essa a sensação lá do alto onde o menino tinha visão ampla, 360°, e se atiraria pelo escorregador abaixo até bater com os dois pés em terra.
Essa foto me fez recordar das iluminadas manhãs de domingo, depois da missa na Catedral de Nossa Senhora Aparecida ou na Matriz de Nossa Senhora da Conceição e São José, para cumprir com a recomendação materna, e só depois se podia ir à Praça de Esportes, onde o espírito infantil parecia ganhar asas de condor e sobrevoava – e saboreava – os ares da liberdade em plenitude.
Revendo, agora, a cena dominical, a escada parece até perigosa para as crianças – e olhe que havia outra maior, salvo engano, utilizada por crianças maiores. Mas era importante para exercício das pernas logo cedo. Esse subir escada e descer escorregando de lá de cima era algo sublime e não há palavras para explicar sua intensidade, inda mais depois de passado tanto tempo.
Naquela época, a Praça de Esportes era o centro do Universo. E as manhãs eram mais mágicas, porque em Montes Claros daquela época, a vida transcorria calmamente; o trânsito de veículos era incipiente; as ruas eram tomadas por bicicletas. Raramente se via uma motocicleta. Havia as popularmente chamadas “furrecas” e os caminhões precisavam de uma manivela introduzida na frente, do lado de fora, logo acima do para-choque a fim de pegar no arranque.
No ar, respirando a fragrância dos ares sertanejos misturados com o pó vermelho característico do Cerrado hoje devastado, a atmosfera era romântica. Ouviam-se músicas clássicas e os cantores nacionais como Ângela Maria, Nelson Gonçalves, Orlando Silva, entre outros, profissionais da melhor qualidade.
Na Praça de Esportes o verde predominava. Embora Montes Claros esteja em uma região árida, havia água suficiente para molhar as plantas. Os fícus eram podados periodicamente com tesouras enormes empunhadas em duas mãos. Havia piscina de natação para criança e oficial para os adultos, onde se realizavam competições estaduais de nado e salto do trampolim, quando Aprígio exibia as suas qualidades.
Havia também duas mesas de pingue-pongue debaixo de um telhado sustentado por meia dúzia de pilastras. Ali reinávamos na modalidade “rodinha”. Mandando para o outro lado todos os companheiros. Era, então, quando me sentia rei sem coroa, mas reinando até que, cansado, abdicava do trono.
Para concluir e enfeixar as lembranças na foto do arquivo de dona Dorzinha, realçando a sua importância quase arquetípica, basta dizer, se um dia a foto não tivesse sido sacada por alguém para ser doada anos depois ao acervo e ser agora exibida, para minha alegria e de muitos de minha geração, este texto por mim assinado não teria existido. O que, num hipotético futuro do pretérito, eu teria muito a lamentar.
A Praça de Esportes, que ainda hoje é motivo de polêmicas, ainda está lá. A última notícia dela, recentemente, dava conta de que o prefeito Humberto Souto iria construir nela um estacionamento de veículos. Prometia requalificar a Praça de Esportes, transformando-a em um dos melhores lugares de esporte e lazer de Montes Claros.
Se assim for, assim seja. Vamos bater palmas. Se assim não for... Bem, se assim não for será, então, uma outra história.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83236
De: Avilmar Soares Pinheiro Data: Sáb 7/4/2018 11:43:57
Cidade: Francisco Sa/MG
E-mail: avilmar62@gmail.com
Novamente e de surpresa choveu forte em Francisco Sa-MG, ontem 06/04/2018, em pleno outono, chuva esta de lembrar tempos outroras em que o norte de minas tinha o privilégio de não de incomodar com problemas hídricos tão sérios como agora, oxalá, que venham anos vindouros.....
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83235
De: Engenheiro Eletricista Data: Sáb 7/4/2018 22:55:36
Cidade: Montes Claros/MG
Qualidade do fornecimento de energia elétrica - como disse na mensagem 83231, de 06/04/2018, "entre 27 Subestações de Distribuição de energia elétrica da CEMIG-D, no Norte de Minas, das quais relacionei os valores do índice coletivo de continuidade DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Consumidor), referentes ao ano de 2017, extraídos do site da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), 5 Subestações (18,51%) tiveram os melhores desempenhos em horas/ano/consumidor, com valores de DEC inferiores ao da CEMIG-D, de 10,83 horas/ano/consumidor". Considerando que o total de Subestações ou Conjuntos da CEMIG-D é 271, tivemos 125 Subestações com DEC inferior a 10,83, ou seja, 46,12%, o que corresponde a 2,49 vezes o percentual do Norte de Minas (18,51%), acima citado, que indica a necessidade de ações técnicas e gerenciais eficazes continuamente, com o objetivo de melhor Qualidade do desempenho do sistema elétrico de Distribuição do Norte de Minas.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83234
De: Carlos C. Data: Sáb 7/4/2018 11:31:10
Cidade: Brasília
O prédio do apartamento da ministra Carmen Lúcia, em BH, manchado de tinta vermelha, é o registro, simbólico, de um fato muito grave.
Quem patrocinou a ação impensada, no seu simbolismo, talvez não imagina o que isto pode significar.
A ministra - pelo que leio - teria mandado dizer aos demais moradores do prédio que arcará com os prejuízos, mandando pintar e limpar o prédio, que hoje amanheceu com algumas flores na porta.
Aqui, mora o enorme perigo, uma fronteira que não deveria ter sido ultrapassada.
Se a ministra perdoou, com generosidade, isto não significa que uma perigosa fronteira foi ultrapassada.
É conhecida a paciência de Minas, e sabido o que ocorre quando ela se rompe. Em momentos assim, o Brasil olha para Minas.

Devemos todos rezar, e pedir a Deus que re-úna a nação brasileira. Os extremos não devem se levantar.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83233
De: Marcelo Eduardo Freitas Data: Sáb 7/4/2018 08:40:13
Cidade: Montes Claros  País: Brasil
E-mail: delegadomarcelofreitas@gmail.com
OS NEGROS, OS POBRES, OS EXCLUÍDOS E AS PRISÕES QUE ESCANCARAM DESIGUALDADE

* Marcelo Eduardo Freitas

Com os episódios recentes que abalaram nossa nação, em que muitos políticos e criminosos de colarinho branco estão sendo presos por seus crimes, talvez seja a hora de comentarmos um pouco sobre o sistema prisional brasileiro, aquele que tem atraído a compaixão de muitas pessoas ao se depararem com imagens de TV, exibindo velhinhos em cadeiras de roda. O que acontece lá dentro, contudo, é certamente muito pior!

Etimologicamente, a expressão prisão vem do latim “prehensio”, radical de “prehensum”, verbo que originou o português prender. Absorvido pelas culturas anglo-portuguesas, traduz-se no cerceamento de liberdade de alguém que cometeu alguma espécie de delito, tipificado em nosso ordenamento jurídico, que prevê expressamente a imposição de tal medida considerada extrema.

De fato, tirar a liberdade de uma pessoa e obriga-la a viver dentro de uma jaula talvez seja uma das mais brutais condutas contra um ser humano. Sem olvidar da ação que levou o indivíduo ao cárcere, é como tirar a vida de alguém a conta-gotas.

Sabiamente, o nosso conterrâneo e escritor Darcy Ribeiro profetizou muito do que está acontecendo agora em nosso país quando disse em 1982 que, "se os governantes não construírem escolas, em 20 anos faltará dinheiro para construir presídios”. E assim aconteceu!

O Brasil hoje conta com mais de setecentos e vinte e seis mil presos em seu sistema carcerário, sendo considerada a terceira maior população prisional do mundo, perdendo somente para os Estados Unidos e a China, e vem antes de muitos países populosos como a Rússia e a Índia. A quantidade de presos é tão grande e tão insuportável que, diuturnamente, observamos absurdos que acontecem dentro das penitenciárias por conta desse enorme contingente de enjaulados.

Agregado a isso, a quantidade de agentes prisionais, que merecem maior atenção e valorização pelo Estado, é extremamente diminuta. As instalações físicas se tornam insalubres e sem condições mínimas de higiene. Pega-se carrapato, piolho, virose, doenças dermatológicas, vive-se em condições sub humanas. É assim o nosso sistema!

Nessa condição inóspita de sobrevivência, o sistema carcerário brasileiro perde a essência principal de sua existência, que é a função de ressocializar e conscientizar o detento de seus erros, tornando esse objetivo impossível de se atingir. Em verdade, o que temos hoje são as maiores escolas de crime de que se tem notícias. Nas cadeias, caro leitor, entra o ladrão que sai homicida e traficante, vinculado e leal a uma organização criminosa. A que ponto vamos chegar?

Temos em nosso ordenamento penal brasileiro, hoje, seis tipos de prisão, quais sejam: prisão Temporária, Prisão Preventiva, Prisão em Flagrante, Prisão para execução da pena, Prisão preventiva para fins de extradição e Prisão civil do não pagador de pensão alimentícia. Cada modalidade de acautelamento engloba uma situação concreta sobre a pessoa que está sendo presa, podendo ela ser de curto a longo prazo, não ultrapassando, no entanto, o máximo legal de 30 anos por crime cometido.

A maior polêmica na atualidade acerca das prisões, entretanto, não se dá em razão de sua condição degradante. A discussão se acirra quando tratamos do encarceramento de pessoas que não se enquadram na massa de noventa e nove por cento da população carcerária, isto é, o rico, branco, que cometeu crime de colarinho branco, ou seja, todo tipo de corrupção pública ou privada. O que fazer com uma pessoa que vivia em mansões luxuosas, com banheiros imponentes com mármores importados, camas enormes, com colchões macios e lençóis caros, e que agora está fadada a dividir uma cela com outras dez pessoas, em um lugar que suporta cinco, defecando em uma latrina, e vivendo em pequenos metros quadrados?

Talvez, agora, o olhar social se volte para as prisões, com o intuito de dar alguma forma de dignidade àqueles que ali se encontram, ainda que essa condição esteja sendo forçada pelo, digamos, perfil do novo cliente do sistema penal.

Meus amigos, temos o hábito de desejar a prisão de assassinos violentos, estupradores covardes, traficantes perigoso. Mas, de forma recorrente, nos esquecemos daqueles que desviam milhões e vivem uma vida luxuosa em detrimento de outros, que ficam dias em uma maca nos corredores de hospitais para serem atendidos.

Embalado pelos fatos que acontecem neste exato momento em que escrevo essas palavras, a fim de não ofender predileções de quem quer que seja, talvez seja melhor concluir com o escritor francês Marcel Proust: “As pessoas querem aprender a nadar e ter um pé no chão ao mesmo tempo. Tudo que foi prazer torna-se um fardo quando não mais o desejamos. Só se ama o que não se possui completamente. A felicidade é salutar para o corpo, mas só a dor robustece o espírito. Os dias talvez sejam iguais para um relógio, mas não para um homem”. Que a liberdade e a igualdade sejam irmãs siamesas inseparáveis para sempre! A regra que prevalecer para o colarinho branco deve ser estendida a todos os negros, pobres e miseráveis excluídos de nossa nação! Chega de cadeia apenas os pequeninos!

(*) Delegado de Polícia Federal e Professor da Academia Nacional de Polícia
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83232
De: José Ponciano Neto Data: Sex 6/4/2018 17:02:18
Cidade: Montes Claros - MG
Quem tem medo dos “paraquedistas”?

Ainda que o voto distrital não esteja valendo, neste caso não existirá “Paraquedistas” ou “Garimpeiros”.

Falam muito em candidatos paraquedistas, mas, o mais preocupante são os eleitores paraquedistas.
Há pequenas cidades no Norte de Minas que, têm alguns endereços com mais de 30 eleitores. Estes deslocam das suas cidades de origem para votar em um determinado candidato naquelas cidades. Isto é paraquedismo. Que já foi detectado pelo TRE. Uma fraude difícil de combater.

No caso dos candidatos estaduais ou políticos que estão na exercendo mandatos municipais e pretendem concorrer em 2020, têm que lembrar que, querer combater candidatos de outras regiões, que têm ou pretendem ter votos aqui no norte de minas, é dar murro em ponta de faca.

Primeiro, que o direito de voto não pode manipulado como se fosse um voto distrital. Estas abrangências - estados e municípios – terão de serem divididas pela Justiça Eleitoral em distritos – não é o caso de Montes Claros – mas, é o caso do norte de minas - qualquer manobra é burlar a lei.

Todos têm que votar nos seus representantes, políticos que defendem idéias e projetos para o bem estar da população. Não podem fortalecer uma lógica paroquial (...), serão prejudicados os candidatos que têm votos de opinião. Candidatos que querem progresso.

Embasado na teoria “Paraquedistas” ou “Garimpeiros”: Nas eleições MUNICIPAIS de 2020, um vereador não poderá garimpar votos em outro bairro que, não seja do seu domicilio Um candidato do bairro Morada do Sol não poderá garimpar votos no Jardim Palmeiras e vice-versa. . Fica difícil!

Importante lembrar que o candidato que trabalhou e trouxe benefício durante o seu mandato ou que prestou algum serviço relevante, não tem a que recear.

Aquele que só trabalhou só através do “zap-zap”, mídia e outdoor, pode colocar a barba de molho.

Nós, Catrumanos, temos a consciência do que foi feito no norte de minas através dos nossos representantes, e daquilo que só ficou na conversa. Enquadra também localmente.

- Quem tem medo dos Tatus, é por que não cuidou do seu mandiocal.

Para terminar, o voto não é uma “pedra preciosa” para um político sério. O político é que tem que ser uma “pedra preciosa” para o eleitor. Se não!! Vira Perita, mais conhecida popularmente como “ouro dos tolos”.

Em tempo: Não sou candidato a nada e nem sou assessor de político. Daí a liberdade de expressar ou levar informação aos leitores desse Site.

(*) José Ponciano Neto: Eleitor em Montes Claros e prima pela gestão dos Recursos Hídricos.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83231
De: Engenheiro Eletricista Data: Sex 6/4/2018 15:40:45
Cidade: Montes Claros/MG
Qualidade do fornecimento de energia elétrica - entre 27 Subestações de Distribuição de energia elétrica da CEMIG-D, no Norte de Minas, das quais relacionei os valores do índice coletivo de continuidade DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Consumidor), referentes ao ano de 2017, extraídos do site da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), 5 Subestações (18,51%) tiveram os melhores desempenhos em horas/ano/consumidor: Diamantina 1 (6,93), Janaúba 1 (7,42), Montes Claros 2 (8,75), Mirabela (9,35) e Montes Claros 1 (10,27). Todos os valores entre parênteses são inferiores ao DEC apurado da CEMIG-D em 2017, que foi 10,83 horas/ano/consumidor. As outras 22 Subestações incluidas nessa relação (81,48%) tiveram valores de DEC superiores ao da CEMIG-D, sendo o mais alto o da UH Três Marias (25,94).
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83230
De: Bernardo Brant Data: Sex 6/4/2018 08:50:44
Cidade: Montes Claros/MG
O mundo jurídico está de luto. Faleceu o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o querido Desembargador Herbert Carneiro. Era pessoa cordata, culta e empreendedora.
Natural de Conceição do Mato Dentro, era filho de Bruno Pires Carneiro e Ivoniles de Almeida Carneiro.
Formado em Direito pela Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, 1985.
Em 1992, ingressou na magistratura mineira, tendo atuado nas comarcas de Almenara e Caratinga, onde exerceu, também, as funções de Juiz Eleitoral e Juiz da Infância e Juventude.
Em dezembro de 1998, foi promovido, por merecimento, para a Comarca de Belo Horizonte, onde passou a exercer a função de juiz-diretor do Juizado Especial Criminal da Capital, até 29 de maio de 2002.
Em setembro de 2001, passou também a exercer a função de juiz-diretor do Juizado Especial Cível da Capital até 29 de maio de 2002.
Foi juiz da Vara de Execuções Criminais de Belo Horizonte e juiz membro da Turma Recursal Criminal do Juizado Especial de Belo Horizonte.
Desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, desde o dia 30 de abril de 2009
É presidente do TJMG desde o dia 1º de julho de 2016, com gestão demarcada pelo diálogo.
. Ele tinha câncer. O corpo será velado no Salão do Plenário do Tribunal de Justiça, a partir das 8h, nesta sexta-feira (6), informou a assessoria de imprensa do TJMG.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83229
De: Petrônio Braz Data: Sex 6/4/2018 05:44:29
Cidade: Montes Claros/MG
E-mail: petroniobraz25@gmail.com
Dentro de minhas convicções pessoais, estou sem candidato à presidência da República. Preocupa-me, contudo, o fato de que o País continua dentro dos conceitos firmados pelos preceitos da corrupção, que se estriba (forte) na convicção de que o dinheiro público desviado não faz falta porque os tributos arrecadados em sequência cobrem o rombo.
Será que os homens públicos desapareceram dos quadros políticos desse País?
Sou levado a admitir, contrariando em Ruy Barbosa, que “não tenho vergonha de ter sido honesto” enquanto fui administrador público.
Quando Prefeito de São Francisco, já faz alguns anos, com recursos do DNOCS (através de convênio), construí o Serviço de Abastecimento de Água da cidade, com Estação de Tratamento (obras que pertenciam ao Município e foram doadas depois gratuitamente à COPASA, na administração Oscar Caetano Júnior).
Quando estávamos abrindo as valas nas ruas, para instalação da canalização geral, o Sr. Arnaldo (pai de Sady Maynart) caiu em uma delas, na Rua Silva Jardim, e quebrou a perna. Ele disse: - Esse Prefeito é um irresponsável, abrindo esses buracos na rua.
A rede de distribuição de água está enterrada em todas as ruas da cidade e ninguém vê. Mas, quando a dona de casa abre a torneira e a água jorra ela sabe que a água está chegando ali, a partir da Estação de Tratamento, de alguma forma. Para o povo, o calçamento de uma rua parece mais importante, porque fica à vista de todos. Mas não é disso que eu quero falar.
Antes de começar a abrir as valas pelas ruas da cidade, eu tinha ido a São Paulo para comprar a tubulação, para a distribuição da água em todo o perímetro urbano da cidade. Visitei três fornecedores em coleta de preços. As despesas eram volumosas. Em um deles, onde o preço era mais barato (pouca diferença) estava pronto a fazer a compra quando um diretor disse-me: - Nós daremos ao senhor 10% (dez por cento) do valor global da compra. Eu respondi: - Fechado. Os senhores deduzam o percentual oferecido do valor que o Município terá que pagar.
Um dos caminhões que transportava parte da tubulação foi acidentado em Bocaiúva e eu não aceitei a carga (poderia ter avarias não visíveis) e teve que ser substituída.
Comentado este fato dos 10%, anos depois, com o ex-prefeito de São Francisco – Severino Gonçalves da Silva - ele disse-me: - Você foi burro.
É preciso que se afaste, do conceito geral, a ideia de que todo homem público é desonesto. Nas próximas eleições será imposto ao eleitor a obrigação de escolher bem. Escolher bem, sem partidarismos políticos que cegam. Precisamos acabar com a corrupção na base. Todo eleitor, que pede favores para votar, é corrupto.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83228
De: Avilmar Soares Pinheiro Data: Qui 5/4/2018 14:04:35
Cidade: Francisco Sa/MG
E-mail: avilmar62@gmail.com
Choveu forte na cidade de Francisco Sa,entre às 18hs e 19hs de ontem 04/05/2018, chuva ordeira e magnifica,com volume de 15mm, com trovões mas sem ventos, por mais de quarenta minutos, ruas e avenidas enxurradas volumosas, coisas atípicas da estação outono para nossa região norte mineira.....
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83227
De: Prefeitura Data: Qua 4/4/2018 09:05:15
Cidade: Montes Claros
(...) - A Prefeitura de Montes Claros irá lançar nos próximos dias o edital de abertura do concurso público para o preenchimento de quase mil cargos efetivos na área da Educação. (...) O edital irá disponibilizar 930 vagas, sendo 630 na área técnica administrativa e 300 voltadas para professores. Atualmente, cerca de 4 mil servidores fazem parte dos quadros da educação no município, portanto a quantidade de vagas disponibilizadas pelo concurso representa 25% deste total. Com as medidas implementadas desde 2017 pelo prefeito Humberto Souto, o município conseguiu equilibrar as contas e o trabalho de investimento em toda a cidade já começou a dar resultados. Para isso, a Prefeitura reduziu o quadro de servidores contratados, mantendo normalmente o funcionamento em diversos setores. A medida permitiu que o município fechasse 2017 com o comprometimento de apenas 49,92% da receita corrente líquida com folha de pagamento, percentual muito abaixo do permitido pela lei de responsabilidade fiscal, que é de 54%. (...) A publicação do edital para a abertura do concurso público de 2018 será realizada dentro das próximas semanas. A previsão é de que as provas sejam aplicadas no mês de junho.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83226
De: Manoel Hygino Data: Ter 3/4/2018 07:06:01
Cidade: Belo Horizonte
A hora da Justiça

Manoel Hygino

O dito pelo não dito. Assim estamos vivendo o Brasil presentemente, mesmo se sabendo que esta não é a melhor prática nos campos administrativo ou jurídico, social também, sendo imperativo dar vigência às decisões. Evidentemente se há de dar velocidade à tramitação de processos na Justiça, mas há casos recentes em que providências determinadas pela própria autoridade judiciária são quase imediatamente revogadas. É o caso de pessoas ligadas ao presidente da República, alvo de investigações da Polícia Federal, presas e horas depois liberadas. O mesmo ministro do STF que os encaminhara à prisão os soltara, atendendo à Procuradoria-Geral.
O assunto rende. Dias antes, o diretor-geral da PF, Fernando Segovia, informara que a investigação sobre o Decreto dos Portos, beneficiando um grupo poderoso, seria arquivada por falta de provas. A declaração causou repercussão, inclusive no âmbito do organismo federal. Um grupo de delegados oficiou ao diretor do Combate ao Crime Organizado, Eugênio Ricas, com uma advertência: se houvesse interferência na apuração ou que qualquer outra, se acionaria o Supremo pedindo medidas cabíveis contra o titular do cargo. Este acabou exonerado, com garantia de algo melhor, em outra área, na Europa.
Mas o Brasil acompanha os fatos e sabe que a situação não ficou equacionada, nem o será a curto ou médio prazos. Muita água ainda correrá sob a ponte. Lembro a propósito o que lera a respeito, não sei exatamente onde nem quando. Os julgamentos da magistratura, em uma grande maioria, estão sujeitos a recurso. Já a Constituição, quando falou do júri, usou o termo “soberano”, significando o último poder, sobre o qual não há ou haveria outro.
A jurisprudência, contudo, mudou o espírito da Constituição e permitiu recurso para instância superior. Eliminou-se, assim, a vontade do povo e transformou em recorríveis as decisões soberanas do júri. Mal terminado um julgamento, só se fala em recurso, via de regra: Ministério Público para aumentar a pena, dos advogados para pleitear nulidade. De tudo se recorre de modo que nada é decisivo e definitivo, sequer duradouro. O Judiciário perde autoridade.
Não se alegará que o réu tem direito a defesa. Claro que tem, tanto que pode exercê-la amplamente no correr do processo e sessão do próprio júri, sob testemunho dos representantes dos cidadãos, da imprensa e da sociedade.
Isso no caso do crime comum, se todos não o fossem, em última análise. Nas demais questões, para as formais, há embargos declaratórios, que o magistrado pode decidir com representantes do Ministério Público e da OAB. Pelos fatos descritos, sem mencionar nomes, pode-se verificar a necessidade de dar efetividade às decisões judiciais, sem cercear a defesa do réu.
Há corrente vigorosa que julga imprescindível se encontrarem meios e modos de colocar a Justiça sob controle do povo. Do outro lado, existem aqueles que acham que o povo não sabe escolher, como tem acontecido em nosso degradado sistema político. De toda maneira, há de se buscarem vias para transitar com clareza, presteza e dignidade, sem levantar suspeitas de que o Judiciário claudica, tergiversa, atrase ou acelere decisões.

Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83225
De: José Ponciano Neto Data: Seg 2/4/2018 13:32:42
Cidade: Montes Claros - MG  País: Brasil
DADOS DA BARRAGEM DA COPASA EM JURAMENTO – MARÇO/ 2018


Cota: 632,59 - (31/03/2018)

Volume acumulado: 17.127.863 m3 (representa 37,94% do volume total) – No mesmo período em 31/03/2017 – 36,72 %.

Total de chuva no mês de MARÇO/18= 73,3 mm: (região de Juramento) –
- O nível está 7,66 metros abaixo da cota de transbordo 640,25 –
Do dia 28/02/18 a 31/03/18, Subiu 0,21 mts no N.A.
Menor nível/índice em 2018: 29/01/2018: Cota 629,10 / 20,65 %

Vazões dos mananciais: Em 31/03/2018 RIO CANOAS 0,00 l/seg; RIO JURAMENTO 101,00 Litros por segundo - o RIO SARACURA com vazão 150,00,0 litros por segundo (vazão sazonada à pluviosidade local) –
Chuvas 2018 em milímetros: Janeiro 82,40= Fevereiro 282,20 = Março 73,3 Total do Calendário Civil 2018: 437,90 milímetros
Total Calendário AGRÍCOLA de JULHO 2017 a JUNHO 2018 = 833,22 milímetros. –
- Quantidade de chuva precipitada sobre os mananciais nas últimas 24 horas: 0,0 milímetros.

BARRAGEM JURAMENTO: Vazão média aduzida 31/03: 240,0,00 litros por segundo. - Devido à estiagem prolongada, a COPASA incorporou vários POÇOS Profundos na oferta de água no Sistema de distribuição.

VOLUME E VAZÕES: Com relação ao mesmo período do ano passado: - Barragem de Juramento: informações acima.

Os mananciais do PARQUE DA LAPA GRANDE (Pai João); REBENTÃO DOS FERROS - PACUÍ-PORCOS e POÇOS PROFUNDOS que têm suas águas aduzidas para Estação de Tratamento de Água - ETA DO MORRINHO, estão atualmente com suas vazões normalizadas devido às chuvas do mês. Atualmente a ETA/Morrinho está operando com 360,0,00 Litros p/ segundo.
Poços profundos com tratamento direto na rede de distribuição: Q 82,0 L/ seg.

Vazão total distribuída para o abastecimento de Montes Claros: Σ 682,00 litros por segundo; sendo: Verde Grande= 240,00 – Morrinho= 360,00 – Poços 82,00


NOTA: Os rodízios continuarão por tempo indeterminado até as recomendações contrarias da Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário – ARSAE. - A medida visa garantir a distribuição equalizada. Podendo ser alterado conforme o regime pluviométrico doravante. Porém, o uso racional dos recursos hídricos engloba a educação ambiental e organização comunitária.

Acontecimentos Obras: A nova captação no Rio Pacui – o assentamento dos tubos já começou concomitantemente com a fundação da Estação de Tratamento de Água – ETA; + Adutora Pacuí com 45 quilômetros (80%) de tubos já estão assentados da captação do Rio Pacui a Montes Claros. Total do Projeto 56 quilômetros.


CURIOSIDADES e ACONTECIMENTOS do mês MARÇO:
Há 67 anos — Em 13 de Março 1951 - Falece aos 63 anos, o Cap. Canuto Nunes de Quadros. Nasceu em Lençóis do Rio Verde Pequeno, Espinosa – MG, a 04 de novembro de 1888, filho de João Nunes Pereira e dona Isabel Nunes Pereira. Transferindo-se para Montes Claros, tornou-se fazendeiro em Juramento Novo (distrito de Montes Claros) – Hoje Glaucilândia-MG , tendo-se casado com dona Arabela Maia em 23 de junho de 1913. A Sede da fazenda ainda preservada à beira do Rio Verde Grande e da Estação Ferroviária.


1939 – Há 79 anos em 16/03/39. É iniciado pela Prefeitura Municipal de Montes Claros o serviço de esgôto da cidade. A fossa será do tipo aperfeiçoado; o poço digestor decantador vertical OMS será de concreto armado, medindo aproximadamente 5 metros de profundidade, por 9 de diâmetro de. O engenheiro encarregado da construção, Dr. Porthos Leme Rache, empreitou-a pela quantia de 55:000$000, e a mesma foi atacada pelo mestre de obras Ricardo Minelli. A rede de esgôto ficará dividida em três zonas, em redes parciais independentes. Serão executadas pela Prefeitura na seguinte ordem: zona central, zona oeste e zona leste. A central abrange a maior parte da cidade e compreende redes coletoras cerca de 9.000 metros ao todo; com 01 interceptor de 1.200 metros de comprimento, começando na Avenida Francisco Sá, indo até a fossa situada em terrenos da Prefeitura, a Rua Brejo das Almas, hoje, Rua Marechal Deodoro (em frente no N. 74) - parte alta- onde se encontra o Mercado Municipal. A lavagem da rede será feita por 17 tanques fluxíveis automáticos (PVs), distribuídos ao longo da rede.

Há 01 ano - em 22 de Março 2017 – Dia da água - a COPASA anuncia a concepção da futura captação de água no Rio Pacuí na Comunidade de Poço Verde (Coração de Jesus MG) na proximidade da ponte na MGT 251 a 40 quilômetros de Montes Claros – prevista 350 litros por segundo; medida para garantir o abastecimento de Montes Claros – Obra prevista para ser concluída até Setembro 2018.

1962 - Há 56 anos 27/03/62. Durante a comemoração dos 25 anos da Ordenação Sacerdotal de S. Excia. Revma. Dom José Alves Trindade; é inaugurada a ADUTORA DO REBENTÃO DOS FERROS, que vem reforçar o abastecimento de água potável da cidade, o que foi devido, em grande parte, aos esforços de S. Excia. Revma., que pleiteou a sua realização, quando da reunião dos Bispos do Nordeste.
A entrega dos serviços à cidade foi feita pelo engenheiro Joaquim José da Costa, do DNOCS.

Há 54 anos - O Dia 31 de Março de 1964 marcou profundamente a vida do país, foi o dia que as Forças Armadas por meio de um golpe militar fomentado por uma forte pressão de setores da classe média e alta, depuseram o Presidente da República João Belchior Marques Goulart (JANGO). O regime militar durou 21 anos, sendo o primeiro líder do regime o marechal Humberto de Alencar Castelo Branco Castello Branco; o ultimo presidente o General João Baptista de Oliveira Figueiredo.


REFLEXÃO: - 23 de MARÇO: Dia Mundial da Meteorologia - A meteorologia é o estudo científico da atmosfera em escala global, dentro de regiões e em localidades específicas, e a formulação de conclusões que permitem o conhecimento sobre os fenômenos atmosféricos e as previsões sobre o tempo.
Previsão do tempo: As Informações que, se PRECISAS, ajudam a orientar muitos dos nossos planos. O profissional responsável por isso é o meteorologista, que desvenda os acontecimentos do tempo para as pessoas. Lembrando que, as PREVISÕES estar com os homens através das observações instrumentais. Já as PRECISÕES, estão com DEUS – o Grande Arquiteto do Universo

(*) José Ponciano Neto: Tec. Meio Ambiente e Recursos Hídricos – Supervisor da Estação Climatológica da Barragem de Juramento - Membro da Câmara Consultiva Regional (CCR) Alto São Francisco SF01 – Membro do INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE MONTES CLAROS.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83224
De: Manoel Hygino Data: Seg 2/4/2018 07:43:28
Cidade: Belo Horizonte
Páscoa que inquieta

Manoel Hygino

Páscoa, tempo sumamente esperado, anualmente, por judeus e cristãos. Os primeiros celebram solenemente o fim do longo cativeiro no Egito e os cristãos a memória da paixão, crucificação de Jesus, e ressurreição em Jerusalém; no domingo seguinte, o de Ramos. Mas a Páscoa no Brasil de 2018 é altamente preocupante, mesmo quando se diga que o brasileiro não leva a sério as coisas sérias.
Nesta antevéspera, conheceu-se, por exemplo, pelos meios de comunicação, que o Ministério da Saúde, cujo titular até há pouco era Ricardo Barros, estuda importar importantes medicamentos sem aval da Anvisa. Justificativa: “sem aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o MS quer derrubar em editais de compras a exigência de documento que confere autenticidade a remédios importados. Sem eles, há risco de entrada de drogas falsificadas”, publicou a Folha de S.Paulo.
Esta acrescenta: “A decisão é mais um capítulo do imbróglio envolvendo ministério, Anvisa, fabricantes e distribuidoras de remédios para doenças raras, que se arrasta desde outubro passado e que se transformou em uma guerra judicial. Por causa da discussão, pacientes com doenças raras ficaram sem medicamentos, e treze pacientes teriam morrido no seu aguardo, os mesmos com liminares favoráveis”.
Não só remédios é problema. O técnico em Meio Ambiente e Recursos Hídricos, que atua no Norte de Minas, José Ponciano Neto, com longa experiência, comenta a perspectiva no abastecimento de água à região, clara e objetivamente: “o quadro é estarrecedor com relação ao desmatamento, este avança com uma velocidade incontrolável, da noite para o dia, vários hectares devastados, para serem transformados em carvão para alimentar fornos de usinas mantidas por empresários irresponsáveis. No rastro vem a criação do boi muitas vezes; alguns criadores para aumentar seu pasto, não respeitam nem a mata ciliar. Aliás, não respeitam nada. Eu digo alguns! Não são todos! Minha lida é no campo monitorando os recursos hídricos”.
Não escapa ao cidadão, porém, a memória da mais recente reunião do Supremo Tribunal Federal, cuja manifestação foi constrangedora para o prestígio da Corte. É o caso do habeas corpus preventivo, impetrado pela defesa de um ex-presidente. Carlos Eduardo de Freitas, delegado da Polícia Federal e professor da Academia Nacional de Polícia, por exemplo, diz: “O STF, em verdade, decidiu que antes precisava decidir se podia decidir. Decidiu que poderia! Mas decidiu não decidir, mesmo podendo decidir! Decidiu, assim, que vai decidir o mérito em outro dia. Mesmo assim, decidiu que o TRF4 não pode decidir antes da decisão a ser tomada pelo próprio STF, inicialmente no dia 04 de abril, após a Semana Santa. Entendeu? Triste Brasil!”
O general de exército Antonio Hamilton Martins Mourão, recém-passado à reserva, usou um adjetivo para posicionar-se diante da sessão do STF: “Envergonhado”. Eis o texto na íntegra: “Ao ver o STF, corte maior de nosso Brasil, sinto-me envergonhado pela falta de espírito público, pela covardia moral, pela linguagem empolada – destinada a enganar o homem comum –, pelas falsidades e, principalmente, por observar que uns merecem mais que outros ante os olhos daquele colegiado. Fica claro que os que possuem ‘pertences’ jamais cumprirão a pena que merecem por haver surripiado o bem público”.

Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83223
De: José Ponciano Neto Data: Sáb 31/3/2018 14:05:14
Cidade: Montes Claros - MG  País: Brasil
MAÇONARIA: “Segredos” que instigam. Existem?

“A Maçonaria proclama a prevalência do espírito sobre a matéria, pugnando pelo aperfeiçoamento moral e social da humanidade, por meio do cumprimento inflexível do dever, da prática desinteressada da beneficência e da investigação constante da Verdade”.

Mesmo enlaçados pelo juramento a não revelar os segredos - alguns maçons revelam a complexidade da sociedade que chegou ao século 21 com o mesmo poder e influência de milhares de anos atrás, e, este poder de aglutinação - quando forte - é para o bem.

Oriundas da Grécia, Egito, Pércia, Roma e mundo Judeu de outrora; as práticas ritualísticas, principalmente a iniciação, enfim, desde antiguidade até hoje na maçonaria moderna permeiam os seus mistérios.

Todos os maçons fazem um pacto de não revelar o que acontece dentro dos templos maçônicos, porém, alguns membros da Loja ajudam a desmitificar o comportamento e rituais desta sociedade secreta mais cobiçada do globo terrestre. - Neste sentido vou esclarecer alguns equívocos.

Mas, qual o significado de maçom? O significado de Loja? O que é a iniciação? - Vou ficar rico se entrar para a maçonaria?

- A palavra “freemason” é de origem inglesa que significa pedreiro – que em grafia portuguesa Maçom. Os maçons foram responsáveis pelas construções de Templos (inclusive de Salomão), catedrais, castelos e Fortes de defesa, foram os criadores dos códigos, toques e sinais para se identificarem se pertenciam ou não à Ordem. Mantinham em segredo até as plantas das construções

As Lojas Maçônicas não são similares as lojas de vendas do comercio – a palavra Loja é de origem inglesa, do verbete “lodge” que significa ALOJAMENTO. São compostas de doze colunas com símbolos zodiacais, cordas e outros que fazem parte do aprendizado e da ritualística. Para reunir em uma loja, são necessários no mínimo sete maçons.

São inúmeras perguntas sobre a iniciação. A mais freqüente é se existe pacto de sangue ou morte de um bode ou outro animal. – afirmo que tudo é mentira – nosso pacto é com DEUS e filosófico, queremos que todos os irmãos aperfeiçoem como ser humano – nosso livro é a Bíblia Sagrada, no caso dos países Islâmicos onde existem Lojas da Maçonaria Regular a ritualística é embasada no Alcorão. A iniciação equivale a “Ressurreição”, quando o irmão renasce para a purificação.

Ficar rico na maçonaria? É mentira! Você terá as portas mais abertas para crescer de todas as formas, encontrará mais facilidades. Mas, rico não! Ficar rico dependerá de você.

Sobre o Esquadro e o Compasso, são as ferramentas do pedreiro, e lembra ao maçom que ele nunca deve perder a retidão – ser honesto e integro. A letra “G” no centro significa GOD em inglês, cujo sentido expede a DEUS e ainda, à Geometria.

E os segredos? O maior segredo da maçonaria é o próprio maçom, que, deve ter como base os conceitos de Liberdade, Igualdade e Fraternidade e ter desejo de evolução, tanto economicamente, para melhorar a qualidade de vida da família e principalmente o progresso intelectual – se um maçom não acompanhar os princípios maçônico ele não é um MAÇOM. Um dia será convidado a sair da Ordem maçônica.

Sabemos que ninguém é 100% certinho. Inclusive Eu! Tenho lá meus defeitos! Mas, tem que manter a integridade; não ser mentiroso, ambicioso e falso, não pode prejudicar o Irmão e muito menos outras pessoas do mundo “profano” (aquele que não é do mundo maçônico).

Quando alguém souber que qualquer maçom está trapaceando, primeiro procure saber se é maçom regular e, que Loja pertence – pode ser de uma loja espúria. Mas, se ele pertence a uma Loja do Grande Oriente do Brasil – GOB; das Grandes Lojas Estaduais ou da COMAB – Confederação Maçônica do Brasil, a pessoa tem que imediatamente procurar o Venerável da Loja correspondente e fazer a denuncia. A maçonaria tem que ser transparente com a sociedade.

Como qualquer instituição; na maçonaria existem irmãos paramentados que nem deveriam passar à porta de um templo – enquanto, tem homens que NÃO são maçons que deveriam está dentro da Ordem há muito tempo.

Estes maçons que não seguem o Código Disciplinar Maçônico são passivos de serem retirados da Ordem. Ou seja, expulsos!

Para isso acontecer, tem que ser um crime relevante. Não é um abalroamento no trânsito ou um desentendimento pessoal que podem ser considerados graves. Mas, para expulsar um maçom as pessoas afetadas têm que levar ao conhecimento da Loja do infrator, não é ficar por ai dizendo que a maçonaria tem homens desonestos.

Como já citei, tem maçom infratores, uns usam a maçonaria indevidamente na política sem o consentimento das Ordens citadas - outros usam o “santo nome em vão” para levar vantagens ilícitas, mas, isso não é maçonaria. A MAÇONARIA É FEITA DE HOMENS JUSTOS, LIVRES E DE BONS COSTUMES.

Como já diz. Em todas as religiões existem pessoas criminosas, na maçonaria não é diferente. Mas isso vai acabar – basta um irmão INDICAR só homens dignos e não aquele colega de boteco, futebol ou amigo de infância – pode está dando um tiro no pé da maçonaria.

Maçonaria não é reformatório ou sanatório e nem instituição financeira; posso dizer que seja um PURGATÓRIO, onde o homem entra para purificar a sua pessoa – este é um dos grandes segredos da maçonaria. Cada reunião é para discutir diversos assuntos, mas, o principal é para combater a ignorância e despotismo – glorificar a verdade e a justiça e promover o bem-estar da pátria, acabar com os vícios que destroem as famílias e fomentar as virtudes.

A maçonaria verdadeira não aceita os inimigos da humanidade como: os hipócritas, que enganam; os ambiciosos que usurpam e os corruptos e sem princípios que abusam da confiança do povo. Temos muitos políticos “maçons” que são assim. Desde Brasília até Montes Claros. Porém, estão sendo desvendados e afastados. Os que não são afastados pela loja, desconfiam e pedem o “quite placet” para dar um tempo. Situação que se altera conforme o Venerável Mestre. Mas, a decisão final é da assembléia. “Nenhum maçom será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de Lei”.

Já ocupei o “Trono do Rei Salomão”, fui Venerável Mestre da nossa loja - que é o presidente, portanto, sei o que é tomar uma decisão em assembléia. É construir todos os dias um novo Templo em Jerusalém, com os aprendizes, companheiros e mestres.

Apoio maçônico:
- Para decidir se a maçonaria vai apoiar “isto ou aquilo” é necessário que todas as lojas tomem conhecimento, e, se aprovado pelas as assembléias, ai sim!...podemos dizer que: “A maçonaria apóia ou aprova. Não sendo assim é "fake news". Falar em nome da maçonaria tem que ter a anuência de todas as lojas das três potências, GOB, GLMMG e COMAB.

Por isso que, cada maçom ou profano tem o direito de votar naquele candidato que é melhor para a Nação ou para seu Estado, restringi-lo a isso, é retroagir. É voltar aos tempos do coronelismo com seus currais eleitorais – cada um vota naquele que achar melhor, e o melhor, nem sempre é da região. Somos livres para tomar decisões com relação ao nosso voto.

Embasado nas concepções filosóficas e em doutrinas teosóficas e religiosas; afirmo que o mundo fosse maçônico e adotasse os seus princípios, não teríamos conflitos, corrupção, política falsa e a violência.
- Os mistérios (ocultismo) espirituais e de regeneração do Homem na Ordem Maçônica excitarão aos olhos profanos por muitos anos. Tudo em nome do bem!

T.’.F.’.A.’.

(*) José Ponciano Neto: Past Venerável Mestre da Loja Deus, União e Trabalho Nº 3310 – Deputado Federal no Grande Oriente do Brasil em Brasília (GOB) - Ex. Diretor Financeiro do Conselho dos Veneráveis do Norte de Minas (CONVENORTE) – Membro da Academia Maçônica de Letras do Norte de Minas e Membro do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83222
De: Getúlio Data: Sex 30/3/2018 12:11:07
Cidade: Montes Claros
De notícia da BBC, desta Sexta-feira da Paixão:

- O que no momento é possível afirmar, segundo especialistas, é que nenhum fragmento cairá para além de 43 graus da linha do Equador, para o sul ou norte.

- O Brasil, portanto, está dentro da área que poderá receber fragmentos da estação espacial.


Tradução: improvável que seja, quase impossível, o fato é que uma estação espacial chinesa em fim de vida vai cair na Terra neste fim de semana. Deve cair no grande mar.

Contudo, se não cair, o imenso território do Brasil e seus mares não estão definitivamente fora da rota.

Treze - 13, que número! - estações espaciais do mundo estão alerta, para rastrear e avisar com 4 horas de antecedência onde vai cair o colosso chinês.

Veja toda a notícia da britânica BBC:



"A estação espacial chinesa descontrolada Tiangong-1 deve cair na Terra neste fim de semana. A estação está desocupada desde 2013, e a China perdeu toda comunicação com ela em 2016. Por isso, não se sabe onde ela deve cair.
Com mais de 10 metros de comprimento e pesando oito toneladas, Tiangong é bem maior que a maioria dos satélites e outros objetos feitos pelo homem que retornam à atmosfera terrestre. Mas especialistas acreditam que o risco de que partes que não se desintegrarem durante a descida atinjam áreas habitadas é muito pequeno.
Ainda não é possível prever o horário exato da reentrada na atmosfera da Terra, mas em algum momento ela estará, literalmente, nos radares - e aí poderão ser divulgados detalhes sobre o local de sua queda, poucas horas antes dela ocorrer.

"Considerando que Tiangong-1 tem uma massa maior e é mais robusta que muitos outros objetos espaciais que já voltaram do espaço de forma descontrolada, à medida que for sendo pressurizada, vai ser alvo de rastreamento de radares", explica Richard Crowther, engenheiro-chefe a Agência Espacial do Reino Unido.
Segundo ele, a expectativa é que a maior parte da estrutura queime e se desintegre no caminho de volta ao planeta. "Qualquer fragmento que sobreviva ao superaquecimento registrado na reentrada deve cair no mar", diz Crowther.
Lançada em 2011 e visitada por seis astronautas chineses, Tiangong deveria ser tirada de órbita de forma planejada. O plano era usar seus propulsores para conduzir a estação espacial em direção a uma zona remota no Oceano Antártico. Mas todas as conexões de comando foram abruptamente perdidas em 2016 e agora nada pode ser feito para direcionar a queda.
Treze agências espaciais, sob a coordenação da Agência Espacial Europeia, estão monitorando a trajetória de Tiangong à medida que ela se aproxima da Terra. Juntos, tentam estimar o dia e horário mais provável de entrada na atmosfera.
Segundo a Agência Espacial Europeia, isso deve ocorrer em algum momento entre a manhã do dia 31 de março e a madrugada do dia 2 de abril. Mas qualquer estimativa mais precisa só poderá ser feita quando o voo de Tiangong estiver a algumas horas do fim.

"Um horário preciso só será alcançado com cerca de quatro horas de antecedência. E uma hora significa quase o tempo de rotação de um objeto ao redor da Terra", disse Holger Krag, chefe do escritório de detritos espaciais da Agência Espacial Europeia.
O que no momento é possível afirmar, segundo especialistas, é que nenhum fragmento cairá para além de 43 graus da linha do Equador, para o sul ou norte.
O Brasil, portanto, está dentro da área que poderá receber fragmentos da estação espacial.
A China não tem uma estrutura de rastreamento ampla e, por isso, manteve a espaçonave em uma rota equatorial considerada estreita.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83221
De: Manoel Hygino Data: Sex 30/3/2018 08:32:23
Cidade: BH
Singularidades brasileiras

Manoel Hygino

O Brasil é rico em singularidades. Primeiro de abril, Dia da Mentira. E, neste ano 2018º da graça do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, em Belém (não rigorosamente definida geograficamente), cá entre nós, na terra descoberta por Pedro Álvares, o Cabral, temos o 4 de abril. Nele, a mais alta corte de Justiça do país apreciará o mérito do habeas corpus impetrado pela defesa de um ex-presidente da República.

A sessão do dia 4, quarta-feira, se faz muitos dias depois da triste, embora agitada reunião que ficou no disse, não disse. Ou, como diria o professor Afonso Lamounier de Andrade, ex-diretor do Atlético: “Tudo combinado, nada resolvido”.

Os ilustres ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), cujos nomes o Brasil hoje sabe de cor, inclusive com relação à sua vida profissional e até doméstica, devem ter meditado o suficiente sobre o grau de desconfiança a que foram lançados junto à opinião pública.

No Dia do Circo, 27 de março, a imprensa nacional noticiava a rejeição dos embargos apresentados pela defesa ao TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), de Porto Alegre, no processo original, classifiquemos assim. A matéria regressa ao âmbito do Supremo, mantendo-se a decisão do juiz Moro pela condenação, no caso do tríplex de Guarujá, então na segunda instância. O dito pelo não dito agora.

No dia 4, irá repetir-se o placar da reunião anterior do STF? As consequências serão muitas e imprevisíveis, dado o nível de polarização política, da insatisfação popular, do poder de fogo das organizações criminosas, do descrédito do Estado pela sociedade. Não é de chuvas apenas que a nação precisa.

Amigo do peito, diante da situação, usa poucas palavras: “Faltou dizer – o país, calcinado, pega fogo de novo. Não se cansam de inviabilizar tudo, irresponsavelmente. Até quando? ”Outro, da magistratura, também é econômico no comentário: “O momento é grave. Se o judiciário era o último refúgio da nação, temo que ela agora esteja ao relento. Dias sombrios se avizinham. Rezemos”.

No dia 28 de março, quinta-feira, Paulo Maluf, ex-governador do estado mais poderoso do país, chegou algemado ao hospital Home, de Brasília. Não conseguia andar, não usava a cadeira de rodas. Guardado por seguranças, em quarto fechado. Para que? Mas, o ministro Dias Toffoli lhe concedeu prisão domiciliar.

Em âmbito internacional, o imperador Akihito, do Japão, faz visita a Okinawa, célebre pela mais sangrenta batalha do Pacífico, durante o segundo conflito mundial. No Brasil, é outra a guerra, que continua. Nada resta ao cidadão, a não ser aguardar, mesmo sabendo que de barriga de criança e sentença de juiz pode vir surpresa.

Haja visto que, na quinta-feira última, por ordens de custódia do ministro Luís Roberto Barroso, do STF, foram presos José Yunes, advogado e ex-assessor do presidente Temer; ex-deputado Wagner Rossi, também ex-ministro da Agricultura, seu assessor Milton Ortolan, e João Batista Lima, ex-coronel da PM de São Paulo amigo de Temer.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83220
De: Manoel Hygino Data: Qui 29/3/2018 19:46:32
Cidade: BH
Pelos que sobrevivem

Manoel Hygino

A execução de Marielle Franco, vereadora no Rio de Janeiro, em 14 de março, obscureceu as notícias sobre o falecimento, na madrugada do mesmo dia, de Stephen Hawking, na Inglaterra. Considerado um dos maiores cientistas de todos os tempos, estudava a natureza da gravidade e do universo, temas que não fascinam o brasileiro.

Stephen era branco, nascido em um país de primeiro mundo, tinha 76 anos, e ganhara celebridade com sua teoria do espaço-tempo, aplicando a lógica dos buracos negros a todo o universo. Aliás, tudo muito bem exposto no seu “Uma breve história do tempo”, livro só lançado em 1988, um dos 14 que escreveu.

O pormenor é que o personagem, tão relevante para as ciências, sofria de Esclerose Lateral Amiotrófica, que transmite rastros de dor e amargura aos seus pacientes. E também a suas famílias, aos médicos que deles cuidam, como contado em “A teoria de tudo”, que rendeu, no cinema, um Oscar ao ator que interpretou Stephen.

Uma enfermidade terrível. No caso de Hawking, a esclerose lhe foi diagnosticada aos 21 anos, quando só conseguia movimentar um dedo e os olhos voluntariamente. Como as dificuldades não afetaram sua capacidade intelectual, seguiu rumo, usando um sintetizador eletrônico para falar. Sua vida pessoal, a despeito de tudo, continuou: casou duas vezes e teve três filhos. Não reclamava da desdita e se manteve fiel a seus projetos.

Suas ideias desafiavam a teoria da relatividade geral, que consagrara Einstein, que por sinal viveu igual número de anos. Aliás, o detalhe não escapou aos interessados e curiosos: o sábio britânico morreu no mesmo dia e mês em que Einstein nasceu. E há mais: o físico nasceu exatamente 300 anos após a morte de Galileu Galilei, italiano nascido em Pisa, de família florentina empobrecida.

A despeito dos desafios da saúde, o inglês de Cambridge não estava de mal com a vida: cativava as pessoas, participou de filmes e séries de televisão, como acabo de ler. Assim aconteceu com “Os Simpsons”, “Star Trek” e a comédia “The Big Bang Theory”. Deixou, contudo, um pedido: que sua fórmula matemática fosse inscrita no túmulo. Suas cinzas serão enterradas ao lado de Isaac Newton, na Abadia de Westminster, principal igreja da Universidade em que Hawking lecionou, 52 anos, apesar de sua situação especialíssima.

Enquanto se espera a conclusão das investigações sobre Marielle, assassinada na noite carioca, lembraria que este crime permanece na sombra, com 45% de favelas cariocas dominadas por milicianos, com 2 milhões de pessoas das comunidades sob o jugo dessas organizações, que faturam anualmente R$ 145 milhões, só com transporte irregular. Os traficantes têm outra organização e maior faturamento.

Como Rubem Braga, oremos pelos meninos pobres dos morros e dos mocambos, os tristes meninos da cidade e dos barrigudinhos da roça, protegendo suas canelinhas finas, suas cabecinhas sujas, seus pés que podem pisar em cobras e seus olhos que podem pegar tracoma. Afastai de todo perigo e de toda maldade os meninos do Brasil, os louros e os escurinhos, todos os milhões de meninos deste grande pobre e abandonado meninão triste que é o nosso Brasil.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83219
De: Marcelo Eduardo Freitas Data: Qui 29/3/2018 16:26:38
Cidade: Montes Claros  País: Brasil
E-mail: delegadomarcelofreitas@gmail.com
“LAVAR AS MÃOS” NÃO TRAZ FELICIDADE

* Marcelo Eduardo Freitas

A ideia de renascimento e renovação trazida pela Páscoa nos remete aos momentos evidenciados em nossas vidas, com ênfase para as particularidades pelas quais passam a nossa nação. Esse momento de reflexão Cristã, que traz à nossa vida a necessidade de refletirmos sobre nossos pensamentos e ações, especialmente aqueles a que estamos mais apegados, nos leva a indagar, lado outro, sobre a nossa omissão, ou seja, quando deixamos de fazer algo que poderia ter sido feito, principalmente quando se trata de ajudar alguém, de acolher um ser humano, sem olvidar dos animais.

Se formos analisar a história e o sofrimento de Jesus Cristo em seus últimos dias, a figura de Pôncio Pilatos reflete justamente essa omissão que se busca aqui retratar. Aquela pessoa que tinha o poder de mudar, de impedir o mal, mas que por covardia, passividade, desleixo, não o fez.

Muitos vão indagar e afirmar que Jesus passou por isso porque “estava escrito, era assim que tinha que acontecer”. Mas o que pretendo chamar a atenção neste espaço é que, naquele momento da história, o ato de “lavar as mãos” de Pilatos significou bem mais do que um simples desinteresse e indiferença, pois a consequência de sua ação foi cruel e covarde: ele entregou o Messias para a crucificação, para o sofrimento, para a expiação e morte.

Fazendo uma analogia para os dias de hoje, é muito interessante aproveitarmos o momento de reflexão da Semana Santa para indagarmos sobre nossas omissões diante das agruras e sofrimentos das outras pessoas. E essa construção de ideias é fundamental para o engrandecimento e o amadurecimento social. É difícil trabalhar para que a realidade mude! Muito difícil! É mais difícil do que “desintegrar um átomo”! Mas não podemos ficar estáticos diante de um mundo que gira! Maldades que só aumentam!

O ato covarde de “lavar as mãos” em tempos modernos é evidenciado na conduta de muitos que se isolam ou vivem de aparências. Ainda existem pessoas entre nós que só observam a pobreza e a miséria pela televisão. Não raras vezes, simplesmente mudam o canal para ver moda, viagens, festas... É realmente mais fácil “lavar as mãos”! Porém tem sido a pior de todas as escolhas! Funciona como que um bumerangue. Pode até demorar, mas que volta, volta!

Ignorar o momento que estamos vivendo hoje em sociedade é inaceitável! Deixar de enfrentar as nossas mazelas é covardia! Não sem razão, Chico Xavier dizia que “a omissão de quem pode e não auxilia o povo, é comparável a um crime que se pratica contra a comunidade inteira”. Eu particularmente acredito muito nisso! Não nasci para omissão, porque no meu sangue corre pura indignação!

Quantos policiais precisam morrer? Quantas pessoas nos corredores dos hospitais virão a óbito pela falta de oportunidade de se tratar? Quantas crianças se transformarão em bandidos pela falta de oportunidade de serem educados e incluídos? Quantos vão morrer de fome por conta de nossa inércia?

Enquanto isso, muitos de nós estamos “lavando as mãos”, enxugando-as em toalhas finas e fechando os olhos para o que acontece. A omissão, repito, é a mais insensata forma de covardia! Ver algo ruim e não se irresignar é a pior forma de violência, pois é a conduta que mais perpetua a crueldade e a perversidade. A omissão diante da maldade, em verdade, nos faz piores que o próprio mal! Os homens deveriam ser lembrados mais por suas atitudes do que por suas palavras, mais por seus acertos que pelos seus erros e mais por suas virtudes que pelos seus defeitos.

Não “lave as suas mãos”, seja autor de boas obras! Ajude o próximo e não se omita! “Nossas atitudes escrevem nosso destino. Nós somos responsáveis pela vida que temos. Culpar os outros pelo que nos acontece é cultivar a ilusão. A aprendizagem é nossa e ninguém poderá fazê-la por nós, assim como nós não poderemos fazer pelos outros. Quanto mais depressa aprendermos isso, menos sofreremos”.

Que Jesus renasça no coração de cada um de nós, fazendo-nos transformar, renascer e trabalhar! Que sejamos instrumentos de mudanças! Mais que ORAR, que sejamos AÇÃO! Neste exato momento há um irmão que chora!

* Dedico esse texto a meu amigo Gilson Pinho, um transformador de vidas pela ação caridosa, e que faz aniversário neste dia. Deus o abençoe!

(*) Delegado de Polícia Federal e Professor da Academia Nacional de Polícia
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83218
De: Consumidor/Engenheiro Data: Qui 29/3/2018 16:16:33
Cidade: Montes Claros/MG
"29/03/18 -10h - Conta de luz da CEMIG vai ter aumento em junho. Reajuste pedido chega a 34%." - O chuveiro elétrico é uma das cargas que mais exigem uso com moderação, por consumir potência bastante alta, de 4 a 5,5 KW. Recomenda-se liga`-lo na posição "Verão", o que resulta em economia de cerca de 30% do consumo residencial. Outra medida muito importante, de custo zero ou muito baixo, em comparação aos aquecedores solares e/ou fotovoltaicos, de ótima eficiência, é instalar a caixa d`água do imóvel exposta diretamente aos raios solares. Desta forma, a água armazenada será aquecida naturalmente e, durante o dia, não há necessidade de ligar o chuveiro, contribuindo e muito para a redução da energia elétrica consumida e faturada pela Concessionária. O clima quente do Norte de Minas e de outras regiões do Brasil favorece se obter ótimos resultados com essa instalação, conforme verificação prática na nossa residência.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83217
De: Arthur Data: Qui 29/3/2018 11:26:52
Cidade: Brasília DF
"Qui 29/03/18 - 7h36 - Ministro Barroso, do STF, autoriza e Polícia Federal prende amigo e ex-assessor de Temer. Há mais prisões em curso, inclusive de ex-ministro e de outros amigos do presidente. Coronel passou mal"

O Brasil real não aguenta mais. Em Brasília, só se fala em outro - o terceiro processo - contra Temer, para afastá-lo. Em seu lugar, o ungido seria o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.
O Brasil real é o que menos interessa.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83216
De: Polícia Militar Data: Qua 28/3/2018 13:40:31
Cidade: Montes Claros
A Polícia Militar, por meio da sua 11ª Região, realiza, nesta quarta-feira (28 de março), mais uma “Operação Fecha Região – Região Mais Segura”, que tem por objetivo reduzir a incidência criminal e, consequentemente, aumentar a sensação de segurança da população ordeira em toda a sua área de atuação. A operação está sendo realizada nos 77 (setenta e sete) municípios da 11ª RPM, abrangendo a área das Unidades que a integram, com emprego, inclusive, de policiais militares que exercem atividades administrativas, os quais realizam diversas operações policiais, tais como: blitz policial, incursão em aglomerados e batida policial. A operação consiste no combate sistemático à criminalidade, atuando preventiva e repressivamente, como forma de propiciar à comunidade a presença real da Polícia Militar no contexto da Segurança Pública, visando inibir e prevenir a ocorrência de crimes diversos e reprimir, qualificadamente, os crimes de posse, uso e tráfico de armas e substâncias entorpecentes ilícitas, infrações e crimes ambientais e de trânsito, dentre outros. Em Montes Claros, estão sendo empregados, aproximadamente, 300 (trezentos) policiais militares. O lançamento da Operação ocorrerá, simultaneamente, nos quartéis do 10º BPM, no bairro Cintra, e do 50º BPM, no bairro Ibituruna, às 14 horas. Mais informações poderão ser obtidas na Assessoria de Comunicação Organizacional pelos telefones (38) 3201-0205 e/ou 3201-0225. O resultado da referida operação será divulgado oportunamente.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83215
De: Ricardo Data: Qua 28/3/2018 11:44:39
Cidade: M. Claros
Não está claro o que houve ontem à tarde com funcionária dos Correios que dirigia um veículo da empresa em M. Claros. A primeira versão é de que teria sido feita refém por criminosos, na altura do Bairro S. Judas. O carro - amarelo, com a identificação padrão dos Correios - foi seguido por policiais da Polícia Rodoviária Federal, mas os condutores acabaram fugindo, deixando carro e a motorista na estrada do Bairros S. Geraldo II .Helicóptero e policiais foram empenhados nas buscas.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83214
De: Manoel Hygino Data: Ter 27/3/2018 15:47:24
Cidade: Belo Horizonte

O julgamento do habeas corpus

Manoel Hygino

Refleti, aqui, mais de uma vez, que o Judiciário brasileiro está sob julgamento. Renovo a consideração, diante da situação complicadíssima que a nação atravessa e sobre a qual não paira dúvida. O que há de mais grave é que a sociedade não pensa mais como antes sobre um ente tão importante à vida nacional.
Recordo a declaração do ministro Luís Roberto Barroso, quando da apreciação da ação penal 470. Então, afirmou: “Faço o que acho certo, independentemente da repercussão. Não sou um juiz que me considero pautado pelo que vai dizer o jornal do dia seguinte. Sou pautado pelo que considero certo”.
Tem razão o advogado Aristóteles Atheniense ao perguntar: “o que representa a opinião pública numa querela judicial? Até que ponto estará o juiz vinculado ao homem da rua, diante dos fatos que, por se tonaram controvertidos, reclamam a palavra final do Judiciário?”
De fato, o magistrado não pode ignorar o pensamento, o sentimento, o posicionamento do cidadão e da sociedade, embora sem a eles subordinar-se. O juiz julga problemas do cidadão, da coletividade, não sendo admissível ignorá-lo, eis que em seu nome exerce funções e ocupa cargo da maior relevância.
A hora reclama isenção, não omissão. A crescente demanda ao Judiciário reflete o período difícil da vida brasileira, em todas as frentes e horas, quando a grandeza do Judiciário se submetem matérias como células-tronco, cotas universitárias e a Convenção 158 da OIT, que se atém à proteção do trabalhador. Ao assumir o cargo, o juiz sabe que irá agir em nome e nos temos da lei. Na palavra de Rui Barbosa, “no regimento constitucional a lei é reguladora universal da obediência; e o poder que a quebra, introduz no mecanismo social um princípio de desorganização, cujas consequências nunca se podem calcular.”
O juiz, também na Suprema Corte, tem de estar afinado com o cidadão em suas mais acalentadas demandas, agirá em nome de quem lhe delegou o poder de julgar. O próprio Rui observava que, “com a mesma pena se pune aquele que furta o milhão, ou um lenço, que se esconde na algibeira, ou de outro qualquer modo. O que imprime o caráter do ato é a sua moralidade, é a natureza do direito que ele viola, é a imoralidade da aberração que ele representa; não é a importância do prejuízo material que ele causa”.
O Supremo não pode apequenar-se, verbo usado no julgamento do habeas corpus preventivo de um ex-presidente da República. Nossos juízes se expõem a críticas e ressalvas como no caso de determinados privilégios e benefícios que lhe são facultados, cuja regulamentação menos protecionista ou mais condizente com a hora dramática que o Brasil enfrenta, se faz inadiável. O julgador precisa estar acima das dúvidas e das concessões e de expedientes utilizados pelos outros dois poderes.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 83213
De: Polícia Militar Data: Ter 27/3/2018 10:14:15
Cidade: Montes Claros
A Polícia Militar prendeu, às 19h12 de ontem, 26Mar, um homem de 22 anos por tentar fazer ingressar ilegalmente um aparelho de telefone celular em um estabelecimento prisional de Montes Claros, situado à av. Engenheiro Rolando Trindade Bassi, no bairro Jardim Alvorada. Equipe policial foi solicitada a comparecer a um estabelecimento prisional da cidade onde, segundo relatos dos solicitantes, agentes penitenciários, abordaram o infrator (...), de 22 anos, na lateral externa do presídio tentando arremessar objetos no interior do pavilhão. Durante a abordagem, foi encontrada em posse do infrator uma sacola plástica contendo 03 aparelhos de telefone celular, 01 cabo USB e 02 chips de operadoras diversas. Face ao exposto, o infrator foi preso e encaminhado à delegacia, junto ao material apreendido na ação policial.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Página Anterior >>>

Abra aqui as mensagens anteriores:


Voltar à Página Inicial

 






Um olhar de Montes Claros sobre o que é notícia em toda parte
Uma janela para Montes Claros


Clique e acesse nosso Twitter
Siga o montesclaros.com


Últimas Notícias

20/04/18 - 20h13
"... tendo, um deles, com uma arma de fogo em punho, saltado o balcão e, de maneira agressiva, anunciado o roubo, subtraindo, de 02 caixas, certa quantia em dinheiro. No momento..."

20/04/18 - 19h52
Coreia do Norte vai interromper todos os testes nucleares e de mísseis a partir de amanhã, 21 de abril - anuncia agência sul-coreana

20/04/18 - 18h01
Em virtude do feriado deste sábado, 21 de abril, Dia de Tiradentes, este noticiário será retomado na segunda, às 7 horas, a não ser que aconteça fato extraordinário

20/04/18 - 18h
Raposa completa 3 jogos sem vitória na Libertadores. Domingo, pelo Brasileirão, enfrentará o Fluminense

20/04/18 - 17h
Campeão mundial se revolta com Neymar: “Não posso suportar jogadores que só olham para o umbigo”

20/04/18 - 16h
Brasil vai enfrentar gripe que causou surto com 50 mil casos nos EUA. Campanha começará segunda

20/04/18 - 15h
4 novos radares vão multar nas rodovias de Minas, a partir de terça-feira. Um deles, em São Francisco, no km 55 da MG-402

20/04/18 - 14h
Definidos os adversários de Atlético, Cruzeiro e América nas oitavas da Copa do Brasil

20/04/18 - 13h
Neste fim de semana, M. Claros deve ter frio, para os seus padrões: entre 24 e 16 graus

20/04/18 - 12h
Exatamente 1 mês depois, agencia dos Correios na Praça da Matriz é assaltada pela segunda vez, e fecha as portas “por tempo indeterminado”

20/04/18 - 11h
Manchetes dos jornais: “Plano de saúde sobe 4 vezes a inflação” - “Crise dos frigoríficos vai reduzir o preço do frango” - “Conta de luz subirá, avisa Procuradoria”

20/04/18 - 10h
Mano vê Cruzeiro melhor do que time chileno, e diz que ponto somado “recoloca” a Raposa na Libertadores

20/04/18 - 9h
Governo vai à OMC contra veto da União Europeia a frango do Brasil. Disputa vai afetar livre comércio entre Mercosul e União Europeia

20/04/18 - 8h
Condenado a 36 anos homem que estuprou e arrancou coração de menina, filha única, em Buenópolis. Antes, ele matou em M. Claros

20/04/18 - 7h
Atlético conhecerá, hoje, seu adversário nas oitavas da Copa do Brasil


19/04/18 - 18h
Contra a Universidad, Cruzeiro fará seu 19º jogo em solo chileno

19/04/18 - 17h
Para técnico do Atlético, empate contra o Ferroviário foi satisfatório diante de viagens e jogos

19/04/18 - 16h
União Europeia proíbe 20 frigoríficos brasileiros de exportar frango para a região, mas nomes não foram divulgados

19/04/18 - 15h
Jogo de hoje, contra a Universidad de Chile, será no estádio onde o Cruzeiro conquistou sua 1ª Libertadores

19/04/18 - 14h
1.493 candidatos a professor terão de refazer provas, dia 29, em M. Claros, Pirapora e Varginha

19/04/18 - 13h
Mulher de 56 anos, que foi piloto de caça da Marinha dos EUA, desceu com o jato em chamas no aeroporto na Pensilvânia e salvou 149 pessoas

19/04/18 - 12h
Pela primeira vez desde 1959, um Castro não estará à frente de Cuba. Raul seguirá chefiando o Exército

19/04/18 - 11h
Chance de chuva em M. Claros: meteorologia diz que não, "rabos de galo" dizem que sim. 16 graus na madrugada

19/04/18 - 10h01
Polícia Militar: "...no local receberam informações que os proprietários de fazendas da região haviam fechado a rodovia e que a manteriam bloqueada, em ambos os sentidos, em 02 (dois) pontos distintos, visando dificultar a ..."

19/04/18 - 10h
Manchetes dos jornais: “Mais rigor a quem ferir ou matar após beber e dirigir” - “Justiça manda prender ex-presidente da Câmara de BH” - “Polícia apura desvio de R$ 30 milhões na Câmara de BH”

19/04/18 - 9h41
Jornal Estado de Minas: "O trânsito ficou interditado por sete horas. O clima ficou tenso e a Polícia Militar foi acionada. Uma pessoa ligada aos produtores rurais retirou da entrada da fazenda o mastro com uma bandeira do MST e colocou no lugar dela uma bandeira do Brasil"

19/04/18 - 9h
Técnico promete alterações no Cruzeiro, hoje, contra a Universidad de Chile pela Libertadores

19/04/18 - 8h
Jogadores do Atlético tentam explicar futebol ruim no empate contra o Ferroviário pela Copa do Brasil

19/04/18 - 7h
Desde hoje, motorista embriagado, que matar ou ferir, cumprirá pena na cadeia, de 2 a 8 anos


18/04/18 - 18h
Atlético busca a vitória contra o Ferroviário, hoje, para reagir na temporada

18/04/18 - 17h
Cruzeiro leva David e Lucas Romero para jogo no Chile contra o Universidad

18/04/18 - 16h
Francês tem transplante de rosto rejeitado e, sem rosto por 60 dias, esperou pelo terceiro

18/04/18 - 15h
Galo terá Gustavo Blanco entre as novidades, hoje, contra o Ferroviário

18/04/18 - 14h
Ex-bispo de Janaúba, acusado de desviar dinheiro da Igreja, ganha habeas corpus e deixa a prisão abençoando

18/04/18 - 13h
Bahia tem 12 mortes por gripe H1N1. Vacinação, em todo o Brasil, começará segunda-feira

18/04/18 - 12h
Manchetes dos jornais: “Acusado de corrupção, Aécio Neves se torna réu no Supremo” - “STF torna Aécio réu por crime de corrupção” - “Aécio já é réu por corrupção e obstrução de Justiça”

18/04/18 - 11h
M. Claros teve frio de 17 graus ao amanhecer desta quarta-feira. Até o feriado de sábado, 21 de Abril, temperaturas vão ficar entre 18 e 29 graus

18/04/18 - 10h
Atlético anuncia chegada do volante Matheus Galdezani, emprestado até dezembro

18/04/18 - 9h
Condenado a 38 anos de prisão no caso Richthofen, e solto, Cravinhos é preso no interior de S. Paulo, armado

18/04/18 - 8h
Motor explode no ar e Boeing faz pouso de emergência. Um passageiro morreu e 7 ficaram feridos

18/04/18 - 7h
Diretor da CIA e Kim Jong-un se reuniram secretamente. Trump confirmou: "A desnuclearização será uma grande coisa para o mundo, mas também para a Coreia do Norte!"


17/04/18 - 19h49
Por 3 a 2, Supremo autoriza candidatura de senador cassado em 2012, depois que gravações foram invalidadas

17/04/18 - 18h03
Cantora Simaria tem tuberculose ganglionar e ficará afastada dos palcos por 30 dias

17/04/18 - 18h
Fifa inicia, amanhã, última fase de venda de ingressos para a Copa do Mundo

17/04/18 - 17h
Rodadas do Brasileirão serão prejudicadas pela Copa do Mundo

17/04/18 - 16h35
Primeira Turma vota e STF transforma Aécio Neves em réu por corrupção e obstrução

17/04/18 - 16h
Chuva de meteoros (até 20 por hora, ao amanhecer ) pode ser vista até dia 30

17/04/18 - 15h
Concurso para 76 vagas de delegado de polícia recebe inscrições até 15 de maio. Salário é de 11,4 mil reais

17/04/18 - 14h
Precisando vencer, Cruzeiro promete preparação diferente para jogo contra Universidad de Chile

17/04/18 - 13h
Atlético confirma desfalques para jogo contra Ferroviário, amanhã, pela Copa do Brasil

17/04/18 - 12h
Manchetes dos jornais: “Maioria apoia prisão após a condenação em segunda instância” - “Indicações políticas travam processo de venda da Eletrobrás” - “Mais crédito e menos juros para financiar casa própria”

17/04/18 - 11h
Temperatura mínima descerá aos 17 ºC, na noite de amanhã. Ventos chegam a 21 km, hoje, em M. Claros

17/04/18 - 10h
Seguem as buscas pelos 4 rapazes que atravessavam, de "rabeta", o Rio S. Francisco, para jogar futebol em Matias Cardoso. Três corpos foram encontrados

17/04/18 - 9h47
"Estão sendo cumpridos 25 mandados de prisão (16 de prisão preventiva e nove de prisão temporária) e 42 mandados de busca e apreensão nos municípios de Montes Claros, Francisco Sá, Bocaiúva e Janaúba"

17/04/18 - 9h
Ex-jogador do Ipatinga afirma ser do PCC, e ameaça matar bandeirinha após pênalti marcado

17/04/18 - 8h
Morre, aos 86 anos, Paul Singer, economista que chegou ao Brasil, fugindo de Hitler, aos 8 anos

17/04/18 - 7h
Sambista Dona Ivone Lara, autora de "Sonho Meu", morre aos 97 anos. Velório, na quadra do Império Serrano, movimenta o Rio de Janeiro


16/04/18 - 18h
Técnico do Galo admite poupar jogadores contra o Ferroviário pela Copa do Brasil

16/04/18 - 17h
Avaliação médica definirá delegação da Raposa para jogo contra time chileno

16/04/18 - 16h
CBF confirma que amistoso contra a Croácia, em 3 de junho, será disputado no estádio do Liverpool

16/04/18 - 15h
Inscrições para certificados do Ensino Fundamental e Médio começam hoje e vão até dia 27

16/04/18 - 14h
Thiago Larghi critica árbitro e se irrita com atacante do Vasco

16/04/18 - 13h
Manchetes dos jornais: “’Pauta bomba’ no Congresso põe contas públicas sob risco” - “Desempregados buscam vagas há mais de um ano” - “Candidatos requentam promessas desde 1989”

16/04/18 - 12h
Cruzeiro inicia preparação para jogo decisivo pela Libertadores

16/04/18 - 11h
Caixa reduz de 10,2% para 9% o juro para financiamento da casa própria. E aumenta o valor financiado

16/04/18 - 10h
Não há mais previsão de chuva para M. Claros até 30 de abril. Temperatura deve variar entre 17 e 30 graus

16/04/18 - 9h
A partir de hoje, cheque de qualquer valor será compensado em 1 dia útil em todos os bancos

16/04/18 - 8h
"Faltou tudo! Principalmente, competência!", afirma presidente do Atlético após derrota, de virada, para o Vasco

16/04/18 - 7h
Putin diz a presidente do Irã que ataques à Síria “levarão o caos às relações internacionais"


15/04/18 - 10h18
“Há de se observar que esta é a segunda vez que o Norte de Minas chega à presidência. A primeira foi com Juscelino, que no ano passado...”

15/04/18 - 10h13
“Por isso, a introdução da Constituição brasileira começa com "Nós, representantes do povo...". A diferença é abismal, já que a americana, como dito, começa com “Nós, o povo”! Dá para compreender?”


14/04/18 - 18h47
"Aqui estou para dizer que a chuva veio, em forma de pancadas que ocorreram pela manhã e à tarde. Ao todo, 20mm, 4 vezes mais do que a meteorologia, indo e vindo, admitiu. Consulto o..."

14/04/18 - 18h00
Galo precisa vencer o Vasco para recuperar a confiança perdida nos últimos jogos

14/04/18 - 17h00
Estudantes têm até este domingo para pedir isenção da taxa de inscrição do Enem

14/04/18 - 16h00
1º campeão, Atlético inicia Brasileirão longe do favoritismo dos últimos anos

14/04/18 - 15h00
Maior confronto do novo Mineirão, Cruzeiro e Grêmio jogarão hoje pela 1ª rodada do Brasileirão

14/04/18 - 14h
Brasileirão começa com 3 jogos hoje e 7 amanhã

14/04/18 - 13h
Jogo de estreia no Brasileirão terá troca de faixas entre Cruzeiro e Grêmio

14/04/18 - 12h
Montes-clarense evita cadeira presidencial, despacha na mesa oval e pede para não ser chamada de “presidenta” - enquanto for presidente

14/04/18 - 11h
A pedido da Rússia, Conselho de Segurança da ONU se reunirá, ao meio-dia, para discutir ataque na Síria



OUÇA E VEJA A 98 FM
Todos direitos pertecentes a Rádio Montes Claros 98,9 FM. O material desta página
não pode ser publicado, transmitido por broadcasting, reescrito ou distribuído
sem prévia autorização