Um olhar sobre o que é notícia em toda parte
Uma janela para Montes Claros
(38) 3229-9800
 
Conheça-nos
Principal
Mural
Eu te procuro
Clamor & Broncas
Músicas de M. Claros
Hoje na história
 de M. Claros
Montes Claros
 era assim...
História
Chuvas em M. Claros,
  mês a mês,
 de 1905 a 2012
Memorial de
 João Chaves
Memorial de
 Fialho Pacheco
Reportagens
Concursos
Colunistas Convidados
Notícias por e-mail
Notícias no seu site
Fale conosco
 
Anuncie na 98 FM
Ouça e veja a 98 FM
Conheça a 98 FM
Peça sua música
Fale com a Rádio
Seja repórter da 98
Previsão do tempo
 
Anuncie na 93 FM
Ouça a 93 FM
Peça sua música
Fale com a Rádio
Seja repórter da 93
Publicidade
 
Alberto Sena
Augusto Vieira
Avay Miranda
Carmen Netto
Dário Cotrim
Dário Teixeira Cotrim
Davidson Caldeira
Edes Barbosa
Efemérides - Nelson Vianna
Enoque Alves
Flavio Pinto
Genival Tourinho
Gustavo Mameluque
Haroldo Lívio
Haroldo Santos
Haroldo Tourinho Filho
Hoje em Dia
Iara Tribuzzi
Isaías
Isaias Caldeira
Ivana Rebello
João Carlos Sobreira
Jorge Silveira
José Ponciano Neto
José Prates
Luiz Cunha Ortiga
Luiz de Paula
Manoel Hygino
Manoel Hygino
Marcelo Eduardo Freitas
Marden Carvalho
Maria Luiza Silveira Teles
Maria Ribeiro Pires
Mário Genival Tourinho
Oswaldo Antunes
Paulo Braga
Paulo Narciso
Petronio Braz
Raphael Reys
Raquel Chaves
Roberto Elísio
Ruth Tupinambá
Saulo
Ucho Ribeiro
Virginia de Paula
Waldyr Senna
Walter Abreu
Wanderlino Arruda
Web - Chorografia
Web Outros
Yvonne Silveira
 
Atuais
Panorâmicas
Antigas
Pinturas
Catopês
Obtidas por satélite
No Tempo de Lazinho
Estrada Real Sertão
Mapa de M. Claros
 

10/9/2014 -"...teve até o desfile de um mendigo novo, supostamente drogado, que andou pelo centro, o quarteirão fechado da rua Simeão Ribeiro, completamente nu, exibindo-se". A crescente degradação da Praça da Matriz e vizinhança pede:

»1 - Policiamento mais rigoroso
»2 - Redefinição do uso da praça que é o marco zero da cidade
»3 - Outra reforma física
»4 - Maior empenho das autoridades no cumprimento das leis
»5 - Uma recuperação em todos os sentidos

» Ver resultados «




Buscar no Site


Previsão do tempo

Digite uma cidade:

Busca no



 
 



Jornalismo exercido pela própria população



Deixe sua notícia neste Mural, clique aqui para enviar.
(Seja objetivo e escreva no menor espaço possível. Se preferir, coloque seu e-mail; se desejar, coloque também endereço e telefone. As mensagens - preferencialmente de inspiração noticiosa - serão publicadas a critério da redação. Textos que ferem as leis serão sumariamente descartados, assim como mensagens agressivas ou que pretendam apenas criar polêmica e discussão estéril.Pede-se, com empenho, que as mensagens não sejam redigidas em letra de caixa-alta (letras maiúsculas), que em linguagem de internet equivalem a falar gritando. As mensagens aqui postadas não representam a opinião do montesclaros.com; a responsabilidade pertence ao autor da mensagem).



Ir para mensagem N°:
Por data:

Mensagem N° 82554
De: Polícia Militar Data: Ter 25/7/2017 09:16:01
Cidade: M. Claros
Dois homens estão sendo procurados pela polícia após assaltarem uma casa por volta das 14h20min de ontem, 24 de julho, no bairro Funcionários em Montes Claros. Segundo a vítima, assim que abriu o portão eletrônico da casa para sair com o seu veiculo, um indivíduo de cor negra, magro e alto, que trajava camisa de manga cumprida de cor azul, calça jeans e boné preto, adentrou pelo portão de posse de um revolver e anunciou assalto. Em seguida, um segundo indivíduo, de cor clara, magro e alto que trajava calça jeans e camisa de manga cumprida na cor vermelha, também invadiu a casa. Após a invasão, os suspeitos abordaram outras dois moradores. Eles obrigaram todas as vítimas a adentrarem em um dos quartos da casa. Após vasculharem o imóvel, os dois homens roubaram das vítimas dois aparelhos celulares e algumas joias e fugiram em seguida, tomando rumo ainda não sabido. De acordo com um vizinho das vítimas, teria visto os suspeitos portando ferramentas de pedreiro, aguardando no portão da casa. Essas ferramentas teriam sido usadas para não levantar suspeitas de que eles estavam no local aguardando oportunidade para a prática da ação delituosa.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82553
De: Manoel Hygino Data: Ter 25/7/2017 07:02:53
Cidade: Belo Horizonte
O Brasil em dois tempos

Manoel Hygino

Um poeta amigo escreveu, há dias: “Em meus 72 anos de vida – mesmo sofrendo na carne a crueldade de uma ditadura de 21 anos – poucas vezes enxerguei um mundo tão violento, cruel, cínico e sem esperança”.
Outro amigo, lembrando época passada, observou em mensagem: “nada melhor do que achar que a felicidade era poder cantar uma canção censurada de Geraldo Vandré, comprar um disco do burguês Chico Buarque, ou Caetano Veloso – pelado na capa, fatos que me pesaram na contestação do regime militar”.
De nada valia a vida tranquila, que nos permitia atravessar a cidade a qualquer hora da noite, em bandos adolescentes, sem nenhum perigo, a não ser de algum cachorro bravo solto na rua, sem riscos de assalto ou de perda da vida por alguma bala perdida.
Ninguém, em nosso grupo de adolescentes, usava drogas ou mesmo conhecia algo estupefaciente além de Bacardi com Coca-Cola, limão e gelo, ou o danoso “rabo-de-galo”, mistura de cachaça, Cortezano e licor de pequi. Outros jovens eram mais liberais, afinal vínhamos da contracultura, que teve seu auge nos anos 60, mas eles se limitavam a um visual diferente, cabeludos, de roupas coloridas, à espera da Era de Aquarius, na base da “paz e amor” e “faça amor, não faça a guerra”.
O tempo não parou e surgiu um outro quadro. “Não há mais censura, usar drogas não dá mais cadeia, bolsas diversas sustentam mais de 36 milhões de famílias e as faculdades formam milhares de doutores,
especialmente advogados. A gente pode cantar qualquer canção, acabou-se a indústria da música de protesto e ficar pelado não escandaliza mais. Gays se beijam em público e até se casam; virgindade é só na oração Mariana; existe a Lei da Palmada, as leis de cotas, e outras tantas em defesa da igualdade formal, que um desavisado acharia que esta nação caminha para ser o melhor dos mundos.
Há mais: “da casa murada, com alarmes, concertinas e cercas elétricas, ouvem-se as sirenes do Corpo de Bombeiros e do SAMU, em socorro às vítimas de uma guerra civil não declarada, nas cidades e campos, que mata mais de 60.000 brasileiros por ano, oficialmente. Mais que isso, só no trânsito. Antes, temíamos o guarda da esquina. Hoje, o medo está em toda parte”.
Ele, o medo, é “dos encapuzados que depredam lojas e o patrimônio público, de índios que interrompem as estradas e cobram pedágios, dos sem-terra que não respeitam a propriedade privada, do grampeamento sem controle por agentes do Estado, da bandidagem que nada teme e se organiza em facções, formando seus exércitos”.
E conclui o missivista em questão: “Há certo desalento, um desgosto com o rumo das coisas. Todos queremos democracia, que não se confunde com baderna. Queremos segurança e saúde. Melhorias na educação. Bandidos na cadeia. O império da lei e governantes honestos. Não é muito, mas o suficiente para garantia da liberdade, banindo para sempre os fantasmas totalitários, da esquerda ou direita”.
Leio e medito com os dois brasileiros que me escreveram.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82552
De: Manoel Hygino Data: Seg 24/7/2017 08:15:57
Cidade: Belo Horizonte

Mais um Vargas que cai

Manoel Hygino

Os jornais do país divulgaram que, no dia 17 de julho último, encontrou-se em Porto Alegre, no apartamento em que residia, o corpo de Getúlio Dornelles Vargas Neto, 61 anos. Matou-se com um tiro na cabeça, quase 63 anos após o suicídio do avô, no Palácio do Catete, naquela manhã jamais esquecida de 24 de agosto, em 1954. O ato final e trágico poderia, talvez, ter produzido uma revolução, consideradas as motivações. A nação estremeceu.
O Neto, um dos fundadores do PDT, deixou um bilhete, de texto ainda não revelado. Ele administrava os negócios da família e lhe sobreviveu a mulher, servidora pública aposentada, Denise Carneiro, além de quatro filhos de dois casamentos anteriores, um dos quais morava com ele, mas estava em viagem.
Juntam-se os pormenores. O presidente Getúlio se matou aos 72 anos (no dia do aniversário de outro filho – Getulinho), com um tiro no peito, versão contestada por Virgínia Lane. Manoel Vargas, Maneco, filho do ex-presidente e pai do novo Getúlio, deu um tiro também no peito, aos 79 anos, em 15 de janeiro de 1997, em Itaqui, RS.
O personagem que sai de cena neste sétimo mês de 2017 é lembrado por Juremir Machado da Silva, historiador e romancista, nascido em Santana do Livramento, do outro lado da praça está, Rivera, já Uruguai.
O autor gaúcho lembra que Getúlio era o primeiro neto do líder da Revolução de 1930. Admirador loquaz do pai e do avô, na medida em que um Vargas possa ser loquaz, era fazendeiro em Itaqui, palmilhando a cada dia as terras dos Vargas. Namorou a política, mas desistiu: sonhava com uma plataforma comum aos partidos sem donos, a ser exercida por quem, graças ao prestígio ou ao carisma, vencesse as eleições”. Carregava consigo no rosto, na testa, no corpo inteiro, o jeito dos Vargas.
Há muito mistério em toda a saga dos Vargas, que se ampliou pela descendência. Maneco, o suicida 2, deixou um texto sobre as mulheres fortes da família, a começar por Dona Candoca, a esposa do general Manuel do Nascimento Vargas, a mãe de Gegê, a matriarca.
“Tudo se bifurca, novas gerações espalham seus ramos e recomeça o que nunca cessou, a forja da vida, a arte do esquecimento pelo trabalho da reconstrução, com suas lembranças, distorções e novas velhas histórias. Getúlio permanece como um velho urubu a dar sombra e guarida a umas e outras, conciliando o inconciliável e tramando os pontos de um laço cada vez mais esgarçado e comprido”.
Por detrás ou sob tudo, talvez “os rastros discretos ou não de algumas mulheres, unidas aos Vargas por sangue, amor, paixão ou ódio”, como registrou Juremir, referindo-se a um antigo texto de Maneco. A mensagem final do mais novo da família que tão tragicamente deixou a vida pode trazer – ou não – alguma revelação nesse emaranhado de autoextermínios nunca suficientemente esclarecidos, até por motivos compreensíveis.
Virgínia Lane (eu escrevo a respeito em livro sobre o tema) é peremptória no caso de Getúlio Dornelles Vargas, o que foi presidente do Brasil: “Vou levar para o túmulo o que sei. Eu estava no Catete no dia da morte. Eu sei tudo. Não teve suicídio nenhum. Eu ouvi o primeiro tiro. Entrei no quarto. Getúlio estava de bruços. Morreu com
um tiro na nuca. Ninguém se mata com um tiro na nuca. Sei quem foi e não posso dizer”.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82551
De: Maria Luiza Silveira Teles Data: Dom 23/7/2017 15:21:24
Cidade: Montes Claros  País: Brasil
E-mail: mluizateles@gmail.com
RAQUEL MENDONÇA, A GUERREIRA DA CULTURA

Eu a conheci menina. Era minha aluna de inglês no Colégio Tiradentes. Via nela o projeto de uma estrela, pois sua inteligência e dedicação apontavam para isso.
Já na Faculdade, fazendo parte do corpo de jurados para escolha do discurso de formatura, senti uma alegria e um orgulho especiais, quando pude ouvi-la discursar. Embora ainda tímida, introvertida, não tive dúvidas de que ela seria a oradora oficial, assim como não duvidei de seu futuro brilhante.

Entretanto, aqueles que permanecem no interior, mesmo os mais excepcionais talentos, não têm grandes oportunidades de se projetarem ao nível de seu potencial. No entanto, devemos agradecer por tantos terem permanecido entre nós, pois, senão, como nossa terra poderia progredir no terreno cultural?!

Graças a Deus, Raquel não partiu de sua terra natal. Embora mulher de vastos horizontes, trazendo em si o sonho do intangível e da transcendência, Raquel rendeu-se ao amor intenso por Montes Claros. E pela cultura de sua terra ela tem dedicado sua vida, seu suor e seu talento! A qualquer hora do dia e em qualquer tempo, podemos encontrá-la na Secretaria de Cultura lutando, leoninamente, pelo patrimônio histórico, artístico e cultural de nossa cidade, incentivando e buscando oportunidades para os artistas de qualquer área. Trabalha tanto pela cidade e pelos outros que acaba por se deixar de lado!...

Quando lancei o meu livro “As Sete Pontes”, obra que caiu no vestibular de 1986, não me esqueço nunca da extraordinária e belíssima apresentação que fez de uma história tão simples. Percebi, de imediato, que Raquel era uma mulher forte, poetisa feita de epifanias, asas e sonhos!

Essa mulher tem defendido, ainda, e de maneira bravia, os direitos femininos. Tem lançado seu grito contra a cotidiana violência contra as mulheres que acontece, tantas vezes, no silêncio e na obscuridade. Esse grito seu aparece nas centenas de crônicas que ela vem publicando no Jornal de Notícias, muitas das quais com grande repercussão, consideradas extraordinárias por uns, "polêmicas", "radicais" por outros. Sabemos, porém, que pesadas são as pancadas que muitas mulheres sofrem no dia a dia, em ambiente doméstico, com muitas delas sendo levadas à invalidez ou à morte! São essas mulheres que ela defende bravamente!...

Trabalhando arduamente na Secretaria, em revistas e Jornais - pois sempre foi jornalista - e mesmo em salas de aula, Raquel tem demonstrado sua vocação para a indignação diante da barbárie que espezinha o ser humano. Não consigo compreender como, durante tantas gestões, ela nunca chegou ao cargo de Secretária Municipal da Cultura, apenas Adjunta. Seria puro mérito! Enfim, vá compreender os critérios do mundo político!...

Há nela, além de profundo compromisso com a causa cultural, aquela bendita paixão que se arrepia diante da grandeza das pequenas coisas e que impulsiona o mundo para frente. Nas pelejas agridoces do cotidiano, nos desafios entre o velho e o novo, rebentam nela os lampejos da renovação. A mulher que nasceu para brilhar prefere manter-se nos bastidores, nas coxias, mas sempre responsável por grandes feitos. Dou graças por ter o privilégio de ser amiga-irmã dessa extraordinária mulher. Mulher que pegou nas mãos as rédeas de seu destino!

No Jornal de Notícias, criou e editou a página cultural "Arte & Fatos", por quase dez anos, hoje virtual, criada e editada por sua filha, a artista plástica e Designer Ana Bárbara Mendonça. Quando ainda estava no Jornal do Norte e ali criara a página "Cultura e Cia", teve contato com Carlos Drummond de Andrade, porque ousara reescrever o seu popular poema "José", entre outros, a ele os enviou, através do Jornal Estado de Minas, onde o grande poeta brasileiro publicava crônica semanal. Drummond lhe respondeu e agradeceu com grande generosidade nas palavras!... A partir daí se comunicaram por alguns anos em preciosas missivas, que tive a feliz oportunidade de ler, sabendo que poucas - e outros tantos escritos, como poemas seus e outros inéditos... - escaparam de chuvas inesperadas na década de 80, conforme me relatou há bom tempo. E ela não se esquece do que ele lhe respondeu, quando foi convidado para a sua posse na Academia Montes-clarense de Letras (ela tinha apenas 23 anos e foi indicada pelo meu inesquecível e saudoso - notável sonetista - tio Olintho Alves da Silveira... A sua apresentação foi feita pela acadêmica e grande escritora Madeleine Velloso Rebello). Drummond felicitou-a e entendeu a sua entrada na Academia como uma “auto- afirmação da mulher brasileira”, embora fosse avesso a Academias de Letras. À própria ABL, deixara isso claro em crônica publicada pelo Estado de Minas e não estava sozinho nisso. Sabemos dos grandes que rejeitaram também a ABL. Provavelmente, talentos humildes como ele e que dispensam honrarias.

Gostaria, aqui, de lembrar alguns versos que mostram o talento excepcional dessa mulher ímpar falando de um de nossos maiores artistas, o saudoso Ray Colares:

“Raio de luz fulgurante
Mais que tudo, desafiante
Nas trevas da infinita imaginação
Tomada de cores, caminhos e conflitos
Onde a dor de existir e desistir, talvez
Fosse detalhe sem maior importância.

De genialidade desconcertante e torrencial
Varava chuvas, sombras, madrugadas
Banhado de luz, palavras e mais palavras
Nas prosas e poesias sem fim em praças e bares tantos
E tontos de tanta, tamanha inquietude, inspiração profunda!

A dor aguda de viver tão livremente
Não doía indefinidamente
E havia momentos de ser feliz como criança...”

Raquel mostra aqui não apenas o reconhecimento da sensibilidade daquele que povoou o mundo com suas cores, formas e palavras, mas a sua própria capacidade de perceber, em versos, a grandeza do imaginário que reflete a beleza e a crueldade do mundo.

Acredito que Montes Claros é, hoje, uma cidade muito voltada para a praticidade do desenvolvimento de riquezas materiais e esquecida de sua riqueza imaterial que, muitas vezes, se esconde em sala de um antigo casarão.

A Montes Claros do passado era uma comunidade voltada para o altruísmo. As pessoas todas se conheciam e reconheciam e admiravam os grandes talentos da terra que tanto nos engrandeciam. Hoje, esses talentos se perdem numa metrópole fria e descaracterizada, que ainda não encontrou sua identidade.

Por isso a minha decisão de registrar para a História esses grandes talentos que, mesmo correndo o tempo todo de câmeras e holofotes, tecem a grandeza de nosso futuro.

Assim vive Raquel, a guerreira da Cultura, guardando os tesouros do passado e tecendo a grandeza do futuro!...


* Maria Luiza Silveira Teles
* Presidente da Academia Montes-clarense de Letras




Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82550
De: Eugenio Data: Sáb 22/7/2017 12:21:25
Cidade: M. Claros
Com a população desarmada, sem nenhum meio de se defender, os assaltantes espalham medo pelas cidades e, crescentemente, também sobre o campo. A cada dia chegam relatos da ação criminosa, uma vez que os bandidos sabem que não vão encontrar nenhuma resistência. A última notícia, no campo, chega de Caçarema, a poucos quilômetros de M. Claros. Lá, 3 ladroes armados de espingarda e revólveres atacaram fazenda na noite de quinta-feira. Novamente, queriam dinheiro e armas. Dois irmãos apanharam e um terceiro homem se fingiu de desmaiado para escapar da surra.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82549
De: Manoel Hygino Data: Sáb 22/7/2017 07:34:38
Cidade: Belo Horizonte
O Rio que não virou pesadelo

Manoel Hygino

O Rio de Janeiro se vai transformando, se já não se transformou, em um grande pesadelo para seus administradores e sua própria população. A gente do Estado e a Cidade Maravilhosa, além dos visitantes desejosos de conhecer a beleza do patrimônio que a Natureza esculpiu em montanhas e mar, sentem a falta de segurança nos bairros elegantes ou na Baixada Fluminense.
Os guias turísticos impressos ou os roteiros divulgados pelos meios eletrônicos de comunicação são valiosos. Mas haja cuidado para não se tomar caminho errado e entrar em terreno dominado pelo crime organizado, com ênfase pela traficância.
Rio não é só praia, não só Copacabana, os badalos das exibições artísticas, sequer o Carnaval e o Baile dos Enxutos, no Teatro João Caetano, na Praça Tiradentes, o desfile do Cordão do Bola Preta, as óperas no Municipal, a vista ao Hipódromo da Gávea, o Porto das Barcas, a Lagoa Rodrigo de Freitas...
Tudo depende de cada um, de seus gostos, de sua formação, projetos e inclinações. O jornalista Paulo Narciso, mineiro de Montes Claros, duas vezes Prêmio Esso, descreveu dias na Cidade Maravilhosa, de Vinícius de Morais e Noel Rosa.
“Fui ao Rio cumprir alguns deveres: fazer preces no Mosteiro de São Bento, conhecer, ainda que de fora, os estúdios gloriosos da Rádio Nacional, que atingiu, em 2016, a cumeeira dos 80 anos. E, rever, o Forte de Copacabana, agora museu, o Paço Imperial (com nenhuma lembrança do que lá se passou), a Quinta da Boa Vista, que abrigou a única Coroa europeia nas Américas, o Jardim Botânico e, de novo, meditar nos aposentos do autocídio de Getúlio. Tudo muito abandonado, do ponto de vista da história”.
“Os aposentos de Getúlio, onde se imolou, estão a poucos metros de uma pipoqueira fixa, na entrada de um cinema térreo. Creio que Getúlio a custo se esquiva dos piruás que descuidadosamente miram a sua, e nossa, memória, num dos lances mais pungentes. O paroxismo, afrontado por pipocas e piruás. No Paço Imperial, diminuta placa recorda, aos procuradores mais diligentes, a Janela do Fico e a Janela da Lei Áurea, na antessala do Trono, também esquecida. Sugere que nada aconteceu ali, que somos não um povo, mas um acampamento descuidado”.
Há muito, pois, a ver no Rio de Janeiro, não simplesmente no que tange à pauta alegre, aos jogos no Maracanã, às promoções de toda natureza, exposições, apresentações de cantores e grupos artísticos de renome internacional. A história do Brasil habita o Rio de Janeiro.
Nas proximidades da Praça Paris e da qual lhe é próxima a que recebeu o nome de Gandhi ou na rua do Ouvidor, ou junto ao Hotel Serrador, outrora ponto de referência de hóspedes ilustres, há um mundo que merece respeito e revela belezas de uma época que não morreu; por ali, nas vizinhanças, havia o antigo prédio do Senado Federal, casa parlamentar em que Machado de Assis assistia às reuniões e fazia a notícia para as folhas. Mudou o cenário imponente.
O tempo, sim, não parou, mas o que ficou do passado não é pretérito, a não ser para os que não querem conhecer a história. Est mestra da vida, permanece. Os discípulos, todos nós, deveríamos extrair lições que nos guiarão no decorrer da existência, embora se lhe dê tão pouco significado presentemente.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82548
De: Polícia Militar Data: Sex 21/7/2017 11:29:30
Cidade: Montes Claros
Polícia registra acidente de trânsito que vitimou fatalmente 02 pessoas em Bocaiúva - A Polícia Militar registrou, às 20h de ontem, 20Jul, um acidente de trânsito ocorrido à rodovia BR 135, km 394, que vitimou fatalmente 02 pessoas. Equipe policial foi acionada a comparecer ao local onde, segundo informações, teria ocorrido um grave acidente. Lá chegando, os militares depararam-se com uma colisão frontal que teve por envolvidos um veículo VW/Cross Fox, de cor prata, placa de Brasília de Minas/MG e um Citroen/C3, também de cor prata, com placa de Montes Claros/Mg. Segundo relatos de testemunhas, o primeiro carro transitava na via com destino à Bocaiúva/MG quando, em dado momento, invadiu a contramão de direção, colidindo frontalmente com o segundo veículo, que seguia no sentido oposto. Os condutores envolvidos no acidente não tiveram condições de relatar o ocorrido, vez que estavam em estado de choque. O veículo VW/Cross Fox tinha por condutora uma mulher de 55 anos e tinha por passageira uma mulher de 82 anos, ambas com ferimentos leves. Um terceiro passageiro deste carro, um homem de 84 anos, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. O automóvel Citroen/C3 era conduzido por um homem de 58 anos, que teve ferimentos graves, bem como um de seus passageiros, um homem de 39 anos. Havia no carro, ainda, 01 criança de 10 anos, que teve ferimentos leves e uma mulher de 60 anos, que não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. As vítimas foram socorridas por equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros, sendo encaminhadas para hospital em Montes Claros, onde permaneceram sob cuidados médicos. Perícia técnica esteve no local, realizou os trabalhos de praxe e liberou os corpos para a funerária. O veículo VW/ Cross Fox foi liberado para uma testemunha e o Citroen/C3 foi removido.ao pátio credenciado, tendo em vista não haver um responsável para custodiá-lo. Os pertences das vítimas, que se encontravam no interior deste, foram entregues à funerária.

***

Corpo de Bombeiros - 6h02 - 21/07/17 - Colisão frontal entre automóvel de passeio - Uma guarnição de bombeiros deslocou até a Br 135, Km 392, povoado de lagoinha, onde deparou com sete vítimas, sendo duas presas as ferragens no interior dos veículos, um óbito e a outra com vida, atendida no local pela USA 01 que posteriormente constatou o óbito. A guarnição da UR 1249 atendeu e conduziu duas vítimas para o hospital Santa Casa, onde permaneceram sob os cuidados da equipe médica de plantão. A guarnição da UR 1248 atendeu e conduziu uma vítima para o hospital santa casa, onde também permaneceu sob os cuidados da equipe médica de plantão. A guarnição de salvamento, após liberação do perito Hugo Leonardo Alves Silva, Masp 12416426, retirou as ferragens de sob a vítima e o corpo foi repassado para a funerária de Bocaiúva, para demais providências. A USA 01 conduziu outra vítima para o hospital santa casa, onde permaneceu sob os cuidados da equipe médica de plantão.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:





Mensagem N° 82547
De: Manoel Hygino Data: Sex 21/7/2017 07:15:12
Cidade: Belo Horizonte
O esperado Brasil Grande

Manoel Hygino

Três nomes: Augusto Frederico Schmidt, Juscelino Kubitschek, Odilon Behrens. Com eles, Danilo Gomes, da Academia Mineira de Letras, do Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal e da Associação Nacional de Escritores, dentre outras entidades de prestígio nos círculos literários do Brasil, nos brinda com as quase cem páginas de seu novo livro.
Sim: três nomes, uma centena de páginas, através das quais o escritor e jornalista mineiro, nascido em Mariana e ex-redator da Secretaria de Imprensa e Divulgação da Presidência da República desde o tempo do Catete, evoca três personalidades da história brasileira no século passado. Um carioca – Augusto, dois mineiros – Juscelino e Odilon –, respectivamente de Diamantina e Muriaé, são lembrados com afeição e admiração quando o menino da primeira capital das Minas Gerais, estudava no Ginásio Dom Bosco, em Cachoeira do Campo, distrito de Ouro Preto.
Não se trata de um mero volume laudatório sobre três brasileiros, dos quais se guardam amáveis e até belas reminiscências, mas também restrições com que era recebido o escritor da Cidade Maravilhosa.
Danilo Gomes, com a verve peculiar e com a facilidade verbal dos bons cronistas, os evoca, em um volume que oferece “a olho nu, a força e a beleza da escrita como arte de poucos para muitos”.
Danilo também nos traz episódios que o emocionaram, personagens inimitáveis, como o poeta Alphonsus de Guimaraens, nascido em Ouro Preto, em 1870, e falecido em Mariana, em 1921, onde foi sepultado, inicialmente no modesto cemitério da igreja de Nossa Senhora do Rosário. Juscelino, governador, tomou a iniciativa de erguer-lhe um mausoléu de mármore no Cemitério de Santana, para o qual foram transferidos os restos mortais do excelente Alphonsus. Na inauguração, presidente JK, o orador oficial foi Schmidt. Uma peça inesquecível, de um poeta, até hoje não compreendido como devia.
As cem páginas do novo livro de Danilo (a quem se devem trabalhos como “Mineiridade que sobrevive ao tempo”, exatamente pelos 80 anos de Alphonsus Filho, em 1998), são prova da missão que ele cumpre na crônica, com linguagem coloquial, refinamentos e sutilezas. Um pormenor deve ser ressaltado. O cuidado do autor no que tange a Schmidt, alvo em sua época de críticas e constrangimentos no ambiente político, pelo contingente que formava a “esquerda tupiniquim”. Uma bela publicação que há de ser lida com sentimento de gratidão ao trio focalizado.
Danilo não perde o ensejo para também homenagear os escritores brasileiros que, no passado, se dedicaram à crônica, e aqueles outros que, presentemente, ocupam preciosos espaços nos jornais. Entre eles, Anderson Braga Horta, de pai e mãe também poetas, nascido em Carangola, que teve a sorte de conhecer Schmidt em um programa da Universidade de Cultura Popular, de Gilson Amado, na TV Continental, no Rio de Janeiro. Anderson registrou a promessa do vate carioca, homem também de empreendimentos: “Vamos criar o Brasil Grande. Grande mesmo”.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82546
De: Afonso Data: Qua 19/7/2017 19:08:54
Cidade: Montes Claros/MG
Na mensagem 82371, de 7/5/2017, o Sr. José Ponciano Neto, Técnico em Meio Ambiente e Recursos Hídricos, cita como fontes adicionais de produção de água bruta para o abastecimento de Montes Claros, as seguintes opções do momento: 1a. - Rio Pacuí (poço verde); 2a - Rio Jequitaí e 3a. - Rio São Francisco, sem incluir a barragem do Rio Congonhas, em Itacambira, explicando detalhadamente porque, inclusive que deverão ser feitos novos estudos e avaliações sobre a mesma, "senão vamos ter uma barragem que nunca vai encher", o que coincide com os comentários do Sr. Júlio César, na mensagem 82543, de hoje, 19/7/2017, sendo dois posicionamentos que devem ser muito considerados pelos envolvidos no planejamento daquela obra, para que somente seja executada se for viável sob os pontos de vista técnico, econômico e ambiental, sem prejuízos para os cofres públicos.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82545
De: Raquel Data: Qui 20/7/2017 12:58:06
Cidade: Montes Claros
Um montesclarense de quatro costados faz 80 anos hoje: Reynaldo Veloso Souto. Filho de Nininha e João Souto. Precisa dizer mais?
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82544
De: Polícia Militar Data: Qui 20/7/2017 09:51:08
Cidade: M. Claros
A polícia procura por dois homens suspeitos de terem roubado um carro por volta das 21h de ontem, 19 de julho, na Rua Maceió, bairro Santo Antônio, em Montes Claros.Segundo a vítima, deslocava-se pela rua Maceió em seu veículo GM/Corsa Super de cor azul, placa GRD-7870, quando ao parar numa placa de sinalização, foi abordado por dois indivíduos armados que saíram do interior de um matagal e anunciaram o assalto levado seu veículo; uma carteira de couro na cor preta contendo a sua carteira nacional de habilitação e a quantia de R$ 45,00 (quarenta e cinco reais); um óculos de sol, o CRLV e o recibo de transferência do veículo.
Ainda de acordo com a vítima, após o crime os homens evadiram sentido ao interior do bairro Jardim Olímpico. O primeiro suspeito era alto, magro, trajava bermuda jeans e moletom de cor preto de capuz, este armado com uma arma de fogo tipo revólver escuro e pequeno; já o outro era magro, de estatura mediana, trajava calça jeans e moletom de cor cinza de capuz, este armado com uma arma de fogo tipo pistola escura.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82543
De: Julio Cesar Data: Qua 19/7/2017 09:25:30
Cidade: Botumirim-MG
Estou assustado com comentários que a Barragem do Rio Congonhas é a salvação de água para Montes Claros. Tenho um sitio na região (São José) e passo todos os fins de semana no rio Congonhas. Digo a vocês que o rio está secando e não tem água para sequer, para uma pequena irrigação. Tenho certeza que em Setembro não vai ter água para o gado. Minha filha que geógrafa, sempre me diz que a bacia do rio é pequena para a barragem. Não vai ter água. Fiquei sabendo que o Dnocs não tem verba, não tem projeto de execução e a licitação só Deus sabe! Pelo visto construir a barragem do rio, neste caso é jogar dinheiro fora.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82542
De: Manoel Hygino Data: Qua 19/7/2017 07:06:05
Cidade: Belo Horizonte
A hora da Justiça concisa

Manoel Hygino

Há algum tempo, o professor Antônio Álvares da Silva comentou a lentidão com que se fazem as investigações sobre homicídios no Brasil. Quem tem tempo de assistir aos programas de televisão, ouvirá as severas críticas dos apresentadores ao que acontece entre nós. Sem estabelecimentos penitenciários suficientes e para recuperação de menores infratores, trata-se de liberar rapidamente o preso, ou suspeito, que retorna à rua para delinquência.
São fatos verdadeiros, que não alcançam apenas os criminosos comuns. Estamos assistindo, em âmbito político a semelhante ou igual espetáculo, a que a mídia dá especial atenção por motivos óbvios. Faltam até as tornozeleiras. O professor Álvares lembrou que, até 2007, foram abertas 20 mil investigações sobre homicídios, embora mais da metade não se concluísse.
Em Minas e Rio, 52% dos casos estavam sem autoria apurada. Evidentemente, o número terá crescido expressivamente, porque a onda de violência ampliou-se no país do Norte a Sul. Não há exceção. A penetração dos bandos de criminosos, procedentes de São Paulo principalmente, nos ataques a postos bancários, se tornou notícia permanente em todas as folhas, nos vídeos e nas rádios.
Para Antônio Álvares, “não é hora de buscar culpados. A omissão provém de uma sequência de governos, que não souberam, na hora certa, enfrentar o problema, que se acumulou. Agora, o resultado aí está. Mata-se como se estivéssemos numa guerra civil”.
Creio que jamais os brasileiros se ligaram à comunicação quanto agora. As pessoas saem apressadamente de suas repartições e escritórios para assistir aos debates nas casas do Congresso ou nas sessões dos tribunais. O cidadão quer pelo menos saber o que ocorre e como se julga, já que não pode influir nas sentenças.
De uma hora para outra, os juízes de um modo geral, os magistrados, se tornaram singularmente importantes para o cidadão comum. Eles são julgados por suas sentenças ou pelas declarações à imprensa de um modo geral.
Sem embargo, chama atenção a extensão das audiências e dos votos dos juízes. No TSE, no processo da chapa Dilma-Temer, somava 8 mil as páginas com o voto do relator. Segundo o jornalista Ruy Castro, da Folha de S. Paulo, isto representava mais que... “Em busca do tempo perdido”, de Marcel Proust, do “Ulisses”, de James Joyce, e do “Grande Serão: Veredas”, de Guimarães Rosa, e sem o prazer de leitura que estas obras-primas propiciam.
Quem perde é a Justiça, em termos de reconhecimento público, e a nação, que acompanha a morosidade na aplicação da lei. As tentativas de mudar o quadro não evoluem. O desembargador Rogério Medeiros, lembrou Joaquim Barbosa, mineiro de Paracatu, ministro do Supremo e seu presidente. Ele defendeu um Poder Judiciário, “sem firulas”, sem floreios, sem rapapés”. Mas há julgadores, que se inclinam à “cultura da prolixidade”.
Ruy insinuou: “A ciência das leis nos ensina a resolver problemas de Direito, não a decifrar charada. Esta é para os ladinos. Ou antes, é das tais que só os autores deslindam”. Para êxito da Justiça, o magistrado há de ser claro, preciso, direto, objetivo e conciso. Nada de enrolação, diria o cidadão comum.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82541
De: Manoel Hygino Data: Ter 18/7/2017 16:06:26
Cidade: BH
Belo Horizonte chega aos 120 anos

Manoel Hygino

Os novos prefeitos estão interessados em melhorar as condições de vida nas cidades. Este um compromisso assumido nas campanhas eleitorais e eles, de um modo geral, querem honrá-lo. No entanto, nem tudo o desejado e prometido pode ser feito diante das circunstâncias críticas que o país atravessa.

A imagem do brasileiro, gente feliz, alegre e cantante, mudou imensamente no decorrer das últimas décadas. Até porque, com a conivência da imprensa e com as campanhas publicitárias patrocinadas pelo poder público, criou-se um quadro muito positivo, de uma situação favorável, que não correspondem à realidade.

Grande parte do Brasil interiorano migrou para as cidades grandes, cujos governos fizeram questão de divulgar que lá existe tudo aquilo que falta em regiões mais distantes: água, luz telefone, casa própria, educação e saúde e todo o mais etcétera que existe.

Quando desembarca nas capitais, do jeito que Deus não quer e o diabo adora, o brasileiro descobre que a impressão dos confortos e bondades era falsa. Não tem onde instalar-se com a família, falta trabalho, alimentação, água tratada, saneamento básico, e – mais do que antes- assistência médica e escolas. Voltar se faz impossível...

A missão dos prefeitos que assumiram a administração dos seus municípios é das mais difíceis; a começar pelas vias invadidas pelos camelôs, mendigo, moradores de rua, usuários de drogas, desempregados e quem mais formem o contingente de infelizes que querem solução para seus urgentes problemas.

Fazer o que? Como devem agir os prefeitos?

Não há exatamente por onde e como começar, porque tudo é prioritário, para ontem, mas os recursos do erário municipal são insuficientes: quem dispõe de condições financeiras não pretende que os tributos aumentem; quem de nada dispõe, não tem o que dar.

A guerra do prefeito Kalil com os camelôs tem sido intensa e ele sabe o que propõe. Mas a sinalização em sentido contrário é também vigorosa, por motivos compreensíveis, embora a população reconheça que o alcaide atue em benefício da cidade que chega aos 120 anos.

Belo Horizonte não é mais o Curral del-Rei que serviu de fundamento à capital. Como sede de governo, Beagá tem obrigação de mais propiciar aos visitantes, aos moradores, aos novos investidores, às representações de outras capitais e países que aqui vêm.

Não somos uma ampliação de favela, mas não há mais aquele sentimento e consciência civilizadas de outrora. Falta muito, muito mesmo. O amplo noticiário dos jornais e as reclamações infindas de rádios e televisões deixam suficientemente claro que se deseja melhorar; mais do que desejo, é imposição.

De um modo geral, o habitante da cidade grande reclama um celular, uma televisão em cores, um automóvel, mais do que de água na torneira ou de esgoto sanitário em primeira instância. A não ser, quando a doença bate à porta e tem de recorrer ao sistema de saúde, bem projetado, mas que requer atualização e cumprimento de condições mínimas de higiene para evitar doenças próprias do clima.

Em 2009, o governo federal anunciou R$ 70 bilhões para saneamento básico pelo PAC. Muitas obras emperraram, outras andam lentamente, há má qualidade de projetos e a presença sempre indesejável da burocracia. Assim estamos.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82540
De: José Ponciano Neto Data: Ter 18/7/2017 15:59:21
Cidade: Montes Claros MG
A Agência Reguladora de Servicos de Abastecimento de Agua e de Esgotamento Sanitario do Estado de Minas Gerais Arsae-MG realizará a Audiência Pública nº 16/2017 destinada a recolher contribuições e informações que irão subsidiar a deliberação da Diretoria Colegiada sobre a Minuta de Resolução que estabelece os resultados do cálculo da 2ª Revisão Tarifária Periódica da Copanor (Copasa Serviços de Saneamento Integrado do Norte e Nordeste de Minas Gerais S/A). Os interessados poderão encaminhar comentários e sugestões no período de 13 de julho a 11 de agosto de 2017 por meio do endereço eletrônico: audienciapublica16@arsae.mg.gov.br. Para permitir ainda mais a participação da sociedade no processo de Revisão Tarifária da Copanor, haverá também uma fase presencial segundo regras estabelecidas em regulamento específico. “O aviso dos locais onde serão realizadas as sessões presenciais será divulgado com pelo menos 10 dias de antecedência na Imprensa Oficial de Minas Gerais". Para mais informações acesse a página da Arsae-MG: https://goo.gl/bFs37A (*) José Ponciano Neto: Comitê das Bacias Hidrográficas Jequitai – Pacuí e Trecho do Rio São Francisco (SF06) e Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Araçuaí (JQ01)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:





Mensagem N° 82539
De: Estado de Minas Data: Ter 18/7/2017 08:48:11
Cidade: BH
Estado de Minas - Bandidos explodem caixas eletrônicos em Grão Mogol pela segunda vez em 42 dias - 18/07/2017 – 08h28 - Guilherme Paranaiba /Luiz Ribeiro - Pouco mais de um mês após ser atacada por ladrões de caixas eletrônicos, a cidade de Grão Mogol, no Norte de Minas, voltou a ser alvo de bandidos na madrugada desta terça-feira. Em 7 de junho, o alvo foi a agência do Banco do Brasil. Dessa vez, bandidos explodiram o Bradesco e também a loja onde funcionam os Correios da cidade. De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, pelo menos cinco homens são procurados na região. Três deles estariam com armas longas e deram vários tiros para o alto. A situação motivou acionamento de reforço de policiais de Montes Claros para a cidade. A suspeita é que os bandidos fugiram pela estrada vicinal que liga Grão Mogol a Josenópolis e Padre Carvalho. Ontem, o Estado de Minas mostrou que moradores de Grão Mogol mudaram os hábitos após a explosão do Banco do Brasil que aterrorizou o município em 7 de junho. Passado mais de um mês da ação criminosa, a agência continua fechada, aguardando a conclusão da reforma e sem previsão para voltar a funcionar. Isso causou um grande prejuízo ao comércio local, já que o Banco do Brasil é o principal responsável pelos pagamentos a aposentados e servidores públicos, que movimentam a economia da cidade. Os saques foram transferidos para as vizinhas Cristália, Francisco Sá e Salinas.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82538
De: Alberto Sena Data: Ter 18/7/2017 07:22:30
Cidade: Grão Mogol
Bandidos explodem cofres do Bradesco e do Correio

Alberto Sena

Primeiro eles explodiram o cofre da única agência do Banco do Brasil. Foi em sete de junho. Um mês e 11 dias depois, eles voltaram com a mesma sede. Explodiram a agência do Bradesco e dos Correios nesta madrugada, a 1h20. É possível que seja a mesma quadrilha. Deve ter achado fácil explodir do cofre do BB, e como depois do assalto tudo continuou do mesmo jeito de antes, eles usaram da mesma estratégia, fugindo em direção da BR 251, rumo a Josenópolis, numa HB20x cor prata.

Nesta madrugada, a população de Grão Mogol acordou com a primeira explosão e o estampido de arma pesada certamente com o intuito de intimidar. Eles podem ter explodido três ou mais bananas de dinamite. Fizeram até os sapos e as jias do Ribeirão do Inferno pararem de coaxar.

O telhado da agência do Bradesco ficou todo comprometido. A situação do telhado podia ser vista do prédio ao lado, onde funciona o comércio do sr. Epaminondas. O impacto das explosões sacudiu vidros de janelas a distância. Muita gente foi para a Praça Coronel Janjão, onde fica a agência do Bradesco. O panorama era o mesmo à porta da agência do Correio, que, em Grão Mogol vinha fazendo às vezes de Banco do Brasil. Tudo desabou lá dentro da agência, retirada do Bradesco se muito 200 metros.

Se com a explosão do cofre do BB a situação da cidade ficou lastimável, com reflexos na comunidade e principalmente no comércio, agora, sim, Grão Mogol vai precisar urgentemente de atenção por parte do governo estadual para o povo continuar sobrevivendo no dia a dia.

No comércio daqui há a figura do “freguês de caderno”. Geralmente é gente vivente na roça e quando é sexta-feira vem trazer produtos para vender na feira. Aproveitando faz compras para pagar por mês. Depois do assalto ao BB, muitos deixaram de vir acertar dívida no comércio local e ainda migraram para Salinas ou Francisco Sá.

Resta, agora, a agência lotérica, que faz as vezes de Caixa Econômica Federal. Se depois do ocorrido ao BB não se tomou nenhuma medida de segurança tanto para o Bradesco como Correio e Lotérica, é possível que d’agora para frente algo aconteça neste sentido.

Pouco depois das explosões ouvidas nesta madrugada, e após a fuga dos bandidos, nas imediações das agências do Bradesco e Correio só foi visto um carro da Polícia Civil. Segundo diziam, os homens do Pelotão da Polícia Militar estariam “perseguindo os bandidos”.

Grão Mogol é terra natal do atual secretário de Estado da Fazenda de Minas Gerais, José Afonso Bicalho Beltrão da Silva. Se, desta vez, ele não olhar para a cidade onde nasceu, Grão Mogol estará, como se diz, “no mato, sem cachorro”.

***

Polícia Militar - Polícia Militar procura suspeito de explosão de caixa eletrônico em Grão Mogol - Equipes de militares estão nas buscas de pelo menos 5 homens suspeitos de terem arrombado com explosivos, uma agência bancária e agência dos Correios em Grão Mogol. A Polícia Militar foi acionada via 190, e segundo denúncia, estaria acontecendo um arrombamento no Banco Bradesco e nos Correios da cidade. Informações preliminares são de que cinco indivíduos em um veículo HB20 prata, após estourarem o caixa (BDN) do Bradesco e arrobarem os Correios, pegaram como rota de fuga a estrada vicinal que liga Grão Mogol a Josenópolis e a Padre Carvalho. A ocorrência ainda está em andamento. Equipes de militares estão em rastreamento. Mais informações serão repassadas posteriormente.

***

O Tempo - Bandidos arrombam agência bancária e Correios no Norte de Minas - 18/07/17 - 07h38 – Carolina Caetano - A Polícia Militar de Grão Mogol, no Norte de Minas, procura por cinco homens que arrombaram um banco e uma agência dos Correios da cidade nesta terça-feira (18). De acordo com informações iniciais da corporação, os bandidos chegaram em uma HB20 e deslocaram direto no Bradesco e no imóvel dos Correios, no centro do município. O valor levado ainda não foi divulgado e militares pediram apoio de equipes de Francisco Sá e Cristália. A ocorrência ainda está em andamento.

***

Hoje em Dia - Terror sem fim: grupo fortemente armado ataca agências no Norte de Minas - Gabriela Sales - 11h45 - Mais uma vez bandidos fortemente armados impuseram o terror a uma cidade do interior de Minas. Desta vez, moradores de Grão Mogol, no Norte do Estado, acordaram na madrugada desta terça-feira (18) com barulho de explosões e troca de tiros, quando grupo de criminosos atacou agências do Bradesco e dos Correios. De acordo com a Polícia Militar, testemunhas disseram que cinco homens faziam parte do bando. Os suspeitos cercaram a agência bancária, arrombaram e explodiram os caixas eletrônicos numa ação coordenada. Na agência dos Correios, o cofre foi levado pelos bandidos. Durante a ação, a polícia interveio e houve troca de tiros, mas os suspeitos fugiram de carro no sentido das cidades de Josenópolis e Padre Carvalho, ambas no Norte de Minas. As policias Civil e Militar de Montes Claros realizam operação na região na tentativa de localizar suspeitos. Até o momento, ninguém foi preso. A corporação informou que nenhum morador ficou ferido. As agências do Bradesco e dos Correios ficarão sem atendimento à população.
Terror sem fim
Este foi o segundo caso de explosão de agência bancária em menos de 24 horas no Norte de Minas. Na segunda-feira (17), moradores de Ibiaí também foram surpreendidos com várias explosões durante ataque a uma agência bancária da cidade. Na ação criminosa, dois frentistas foram feitos reféns. Os suspeitos fugiram com cerca de R$ 22 mil em dinheiro. Dois homens de 19 e 23 anos foram presos tentando fugir em uma motocicleta. A dupla foi reconhecida por testemunhas como participantes da ação criminosa.
Estratégias
De janeiro a junho deste ano, 83 ataques a caixas eletrônicos foram registrados em Minas. No mesmo período de 2016 foram 127 ocorrências, uma redução de 34%. A PM informou que outras estratégias têm sido adotadas diante dos novos casos registrados. Segundo a corporação, dentre elas está o reforço de policiais nos destacamentos e pelotões do interior, além da utilização do serviço de inteligência. Mais de 700 novas viaturas foram entregues a cidades do interior neste ano. Troca de armamento e ampliação das equipes que mapeiam as rotas de bandidos também estão dentre os investimentos, segundo o major.
Histórico
No último dia 10, moradores de Santa Margarida, na Zona da Mata, passaram momentos de terror após um grupo fortemente armado roubar um banco, fazer reféns e matar duas pessoas. No dia seguinte, em uma ação rápida e ousada, bandidos cercaram as casas de policiais e o quartel em Matias Cardoso, no Norte de Minas, para, em seguida, atacar uma agência do Bradesco. No dia 13, uma agência bancária de Coromandel, no Alto Paranaíba, foi destruída por pelo menos 10 bandidos. Na ocasião, os criminosos trocaram com a PM.

Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82537
De: Polícia Militar Data: Seg 17/7/2017 11:12:56
Cidade: Montes Claros

Polícia Militar prende homens suspeitos de envolvimento em uma explosão de caixa eletrônico ocorrida em Ibiaí - A Polícia Militar prendeu 02 homens por suspeita de envolvimento em uma explosão de caixa eletrônico ocorrida à Av. Primeiro de Maio, no centro da cidade, às 16h de ontem, 16Jul. Informações repassadas por um policial militar de Ibiaí davam conta que, indivíduos armados, após tomarem 03 frentistas de um posto de combustíveis de reféns, teriam estourado um caixa eletrônico de um banco e subtraído certa quantia em dinheiro. Na ação, foram utilizadas uma Pick Up Estrada, de cor vermelha, placa OZY-5300, e 02 motocicletas, tendo estas evadido sentido à Pirapora/MG. Policiais militares obtiveram informações que 02 dos suspeitos, em uma motocicleta Honda CB 300, estariam se deslocando sentido a Belo Horizonte/MG. De imediato foi acionado o cerco e bloqueio, na rodovia MGC-796, perímetro urbano do município de Lassance/MG, tendo sido abordada a moto e presos seus ocupantes (...)., de 23 anos e (...)., de 19 anos. Ambos foram reconhecidos por testemunhas como sendo participantes do crime. A Pick Up Estrada foi abandona em uma fazenda próxima a Ibiaí, tendo sido constatado que sua placa pertence a um veículo VW Saveiro, produto de roubo ocorrido na cidade de João Pinheiro/MG, que também foi localizado próximo a Pirapora/MG, tendo sido encaminhado ao município de origem. Diante dos fatos, os infratores foram presos e encaminhados à delegacia para esclarecimentos sobre os fatos.

***

Estado de Minas - Moradores do interior de Minas falam sobre o medo de assaltos: "Estamos aterrorizados" - 17/07/2017 - 07h32- Luiz Ribeiro - A população do município de 15,8 mil habitantes no Norte de Minas sempre levou uma vida pacata. Na cidade, ainda é mantido velho hábito de se deixar as janelas abertas, mas os moradores de Grão Mogol já não têm a mesma tranquilidade de antes. A mudança mais drástico ocorreu na madrugada de 7 de junho, quando um grupo fortemente armado, com pelo menos oito integrantes, explodiu a agência local do Banco do Brasil e levou todo dinheiro que encontrou no cofre. O bando espalhou terror cidade, mantendo pessoas reféns e fazendo disparos contra o pelotão da PM, que tinha efetivo de três policiais de plantão. “Estamos aterrorizados e inseguros”, afirma Benedito Pereira Souza, comerciante que mora ao lado do banco atacado pelos bandidos, no Centro de Grão Mogol. Passado mais de um mês da ação criminosa, a agência continua fechada, aguardando a conclusão da reforma e sem previsão para voltar a funcionar. Isso causou um grande prejuízo ao comércio local, já que o Banco do Brasil é o principal responsável pelos pagamentos a aposentados e servidores públicos, que movimentam a economia da cidade. Os saques foram transferidos para as vizinhas Cristália, Francisco Sá e Salinas. “O comércio teve queda quase de 80%. As pessoas vão para outra cidade para receber os pagamentos e lá fazem as compras”, lamenta Benedito Pereira.
Alvo fácil - A situação de medo e o pavor provocados por assaltantes de bancos entre pessoas que antes levavam uma vida tranquila se repete em outras cidades do Norte de Minas. Pequenas cidades da região viraram alvo das quadrilhas especializadas nos ataques às agências bancárias, que se aproveitam de efetivos policiais reduzidos e o fato de estarem próximo às divisas com a Bahia, o que facilita fugas. Conforme balanço da Polícia Militar, em 2016 foram 21 ataques a agências bancárias e bancos postais no Norte do estado. Neste ano, já foram 12 ocorrências na região. A última na madrugada de terça-feira, em Matias Cardoso, onde um bando armado explodiu o prédio e levou o cofre da agência do Bradesco. Os marginais cercaram as casas dos policiais militares. Antes da fuga, ainda fizeram disparos contra a sede do pelotão da PM.
Explosões
A ação dos criminosos em Grão Mogol foi parecida com a de Matias Cardoso. Conforme a PM, eles estavam em dois carros. Alguns homens armados fizeram vigília em frente às casas dos PMs que moram na cidade. Outra parte da quadrilha entrou na agência e foi direto para local onde ficava o cofre do banco, no fundo de um prédio histórico. Fizeram pelo menos seis explosões para arrombar o cofre. Ação durou 50 minutos. O operador de máquinas Sebastião de Oliveira diz que a população da cidade foi surpreendida com o ataque a agência do Banco do Brasil. “O povo nunca imaginava uma ação criminosa dessa aqui. Foi realmente uma surpresa para os moradores, que sempre viveram com as portas e janelas das casas abertas e também costuma deixar os vidros dos carros abertos”, comenta.
Reforço
O comando 11ª Região da PM de Montes Claros, que responde pelo Norte de Minas, informou que investe em ações para diminuir a ação das quadrilhas que atacam as agências bancárias nos pequenos municípios, com o reforço dos efetivos e melhoria das instalações dos quartéis e “investimentos na capacitação técnica dos policiais militares, com treinamento para uso de armamento mais pesado, por meio do credenciamento para utilização de fuzis”, além da entrega de mais viaturas. Outra ação é o investimento na área de inteligência.


***

Hoje em Dia - Bando explode caixa eletrônico no interior de Minas; PM prende dois suspeitos - 17/07/2017 - 11h43 - A onda de violência contra agências bancárias no interior de Minas Gerais não dá trégua. Mais uma foi destruída por bandidos na noite de domingo (16). É o quarto registro apenas neste mês. O caso mais recente aconteceu em Ibiaí, no Norte do Estado. Lá, bandidos armados renderam três funcionários de um posto de gasolina. Depois, os criminosos seguiram para a agência do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob), onde explodiram o caixa eletrônico. Nas buscas realizadas pela Polícia Militar, dois suspeitos, de 23 e 19 anos, foram localizados de detidos. Os outros integrantes da quadrilha continuam foragidos e estão sendo caçados por agentes de segurança da região.
Roubo
Segundo a PM, os bandidos usaram uma picape e duas motos para cometer o crime. Depois da ação criminosa, os municípios vizinhos foram cercados e dois suspeitos foram abordados em Lassance. A dupla foi reconhecida pelas vítimas e levada para a delegacia da região. A picape usada no crime, que havia sido roubada em João Pinheiro, foi abandonada próximo a Jequitaí. A PM não informou se os suspeitos conseguiram levar dinheiro do equipamento eletrônico.
Estratégias
De janeiro a junho deste ano, 83 ataques a caixas eletrônicos foram registrados em Minas. No mesmo período de 2016 foram 127 ocorrências, uma redução de 34%. A PM informou que outras estratégias têm sido adotadas diante dos novos casos registrados. Segundo a corporação, dentre elas está o reforço de policiais nos destacamentos e pelotões do interior, além da utilização do serviço de inteligência. Mais de 700 novas viaturas foram entregues a cidades do interior neste ano. Troca de armamento e ampliação das equipes que mapeiam as rotas de bandidos também estão dentre os investimentos, segundo o major.
Histórico
No último dia 10, moradores de Santa Margarida, na Zona da Mata, passaram momentos de terror após um grupo fortemente armado roubar um banco, fazer reféns e matar duas pessoas. No dia seguinte, em uma ação rápida e ousada, bandidos cercaram as casas de policiais e o quartel em Matias Cardoso, no Norte de Minas, para, em seguida, atacar uma agência do Bradesco. No dia 13, uma agência bancária de Coromandel, no Alto Paranaíba, foi destruída por pelo menos 10 bandidos. Na ocasião, os criminosos trocaram com a PM.


***

O Tempo - Criminosos explodem caixa eletrônico e fazem reféns em Ibiaí - 17/07/17 - 13h21 – Natália Oliveira - Mais um crime de explosão de caixa eletrônico com reféns foi registrado no interior de Minas neste domingo (16). Dessa vez a explosão ocorreu próximo a um posto de gasolina na cidade de Ibiaí, no Norte de Minas. De acordo com a Polícia Militar, três frentistas foram feitos reféns durante a ação dos bandidos. Ainda segundo a polícia, foram levados cerca de R$ 22 mil. Os frentistas foram obrigados a ficarem ajoelhado no meio da rua para evitar que eles ligassem para a polícia e evitassem o roubo. Além de danificarem o caixa eletrônico, os criminosos ainda atiraram contra o vidro da agência, destruindo todo o estabelecimento. Um dos carros utilizado na fuga dos criminosos era roubado e foi abandonado na zona rural, depois que os criminosos bateram em uma porteira. O carro estava com a placa clonada. Dois suspeitos, de 19 e 23 anos, foram presos após um cerco montado pela polícia para tentar encontrar os criminosos. Eles fugiam em uma motocicleta e foram reconhecidos por testemunhas e encaminhados a delegacia da cidade. A polícia ainda procura outros envolvidos.



Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82536
De: Manoel Hygino Data: Seg 17/7/2017 07:40:15
Cidade: Belo Horizonte
A Coreia e a dupla sertaneja

Manoel Hygino

Na reunião do G-20, na Alemanha, os presidentes Putin e Trump, da Rússia e dos Estados Unidos, mantiveram um encontro à parte com duração de mais de duas horas. Embora tratassem da suposta interferência de hackers russos nas eleições de Tio Sam, é evidente que outros temas relevantes foram discutidos. Deve ter sido um diálogo muito interessante, sobre o qual não sabemos, o que desejaríamos.
Entre os assuntos, evidentemente, as atitudes e posicionamento bélico da Coreia do Norte, cujo maluquete presidente insiste em produzir um supermíssil capaz de atingir a Califórnia. São dois líderes mundiais, e segundo Wittgenstein, “o mundo é a totalidade dos fatos”. E nele estamos todos incluídos.
Não se pode, contudo, falar sobre Coreia do Norte, sem nos lembrarmos da vizinha do Sul, inimiga daquela há longos anos. É que, entre outros aspectos, aquela cuja capital é Seul, vive horas difíceis e semelhantes às nossas. Lá, como cá, altas autoridades se viram envolvidas em problemas de corrupção, que enormemente têm dado assunto pesado para os jornais.
No dia 30 de março, a presidente sul-coreana, Park Geun-hye, foi presa após impeachment no dia 10. Ela era suspeita de atuar com uma amiga, uma espécie de Rasputin feminino, para subornar grandes conglomerados industriais. Transformou-se em um Deus nos acuda no país, como não poderia deixar de ser, com multidões percorrendo as ruas exigindo seu afastamento.
Aconteceu

A Corte Distrital Central de Seul, em comunicado, usou linguagem muito semelhante às imagens que emanam de Brasília: “É reconhecido que existe uma razão e necessidade para prisão, já que as principais acusações foram constatadas, e há risco de que evidências sejam destruídas”.
Na Coreia do Sul, altas autoridades vão a julgamento com menos entraves ou dificuldades jurídicas do que aqui. A sessão da Corte, que analisou o pedido de prisão formalizado pelo Ministério Público, durou oito horas e 40 minutos, a mais longa na história do país. Como era de se esperar, a presidente negou atuar para suborno de empresas, e que ela não representava risco à investigação, pois não tentaria fugir ou destruir provas.
Pelo sim, pelo não, Park foi levada para penitenciária de Gyeonggi, a 24 quilômetros da capital. Por sinal, já ali se encontrava Choi Soon sil, a amiga acusada de extorquir doações de grandes conglomerados empresariais como Samsung e LG, além de interferir em decisões do governo, em que jamais ocupou cargos.
A investigação concluiu que Park obtivera quase US$70 milhões de empresas para duas fundações controladas por Choi em troca de favores políticos. Ali e lá, más pessoas há, nas altas esferas da administração pública.
Temos de convir com o escritor Emanuel Medeiros Vieira, de Santa Catarina, que presentemente habita Salvador, BA: “Por aqui, já não basta a dupla sertaneja Joesley e Wesley, patrocinada pelo BNDES, Caixa Econômica e outras instituições dominadas pelo gangstarismo e pelo banditismo, que estão ou estavam no topo da República” Emanuel não mede palavras, pelo que se observa. E tem razões suficientes.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82535
De: Manoel Hygino Data: Sáb 15/7/2017 13:31:18
Cidade: BH
O novo ano da fumaça

Manoel Hygino

Os dias excessivamente frígidos de julho não foram os primeiros na crônica mineira. As noites se estenderam pelas horas das manhãs seguintes. Apanharam-se os agasalhos nos guarda-roupas e os cobertores nos armários para mitigar o desconforto das baixas temperaturas e o vento às vezes uivantes das longas madrugadas.

O espetáculo do dia assaz preguiçoso em luz e calor solares lembraria o Ano da Fumaça, cuja notícia nem sempre é encontrada em compêndios escolares. A espessa neblina que, então, tomou conta de grandes regiões e atingiu o sertão além das veredas, adoeceu muitos e assustou os supersticiosos. A ameaça vinha da natureza, esse tempo escuro, até de tremura, prenúncio de amarguras.

Na capital federal, impenitentes debates, agressividade às vezes, igualmente lembrariam o Ano da Fumaça, que desceu sobre as Minas e as Gerais em 1833, a partir de março. Naquele dia, mês e ano, um grupo político da província, alcunhado de caramuru ou restaurador, tomou o poder em Ouro Preto, a capital, destituindo o presidente Melo e Sousa, e seu vice Bernardo Pereira de Vasconcelos e baixando medidas drásticas.

A revolta do Ano da Fumaça se alongou até 23 de maio, com o governo intruso instalado em Vila Rica. Admitia-se que o grupo pretendesse a volta de Pedro I à Coroa, após a abdicação de 7 de abril de 1831. Podia... São João del-Rei se tornou a capital de Minas, por dois meses, sob Vasconcelos e Melo e Sousa.

Naquela primeira metade do século XIX, diz Marcos Ferreira de Andrade, “o império brasileiro atravessava um período de instabilidade política, de mudanças e aprovações de novas leis e códigos que interferiam na relação das províncias com o poder central, além das disputas entre os grupamentos políticos com seus respectivos projetos de nação, ainda em debate e construção”.

Mutatis mutandis, os fatos se repetem 184 anos após. Não mais o “império brasileiro”, sim a república proclamada em 1889, mas também o Brasil de 2017, que atravessa “um período de instabilidade política, de mudanças e aprovação de novas leis e códigos...”.

Eis aí apenas minguada parte do problema que a nação atravessa, com o cidadão não entendendo exatamente o que acontece e o pior – o que tem pela frente. Não há dúvida de que se trata do “maior escândalo de corrupção de todos os tempos”, como divulgou, em junho passado, o “The Guardian”, em Londres.

Perdemos o senso crítico, a ética anda rasteira, lá no pântano, confundindo os brasileiros, que sonham com dias honestos e mais felizes, amando com fé e orgulho a terra em que nascemos. Por agora, vivemos o novo ano da fumaça até no caráter. Para o periódico da capital britânica, quer-se “políticos mais limpos e respeitadores da lei”, mas não só os políticos, evidentemente.

Dos dias atuais no Brasil, poder-se-ia dizer que se assemelham à Síria, atormentada pela guerra que soma anos e já deixou cerca de 500 mil mortos. Aqui, não há perspectiva de paz, sequer de trégua, tamanho o caos no qual desembarcamos. Os grandes culpados se dizem inocentes, nos muitos partidos ou fora deles. Não há pessimismo, mas o futuro, a pequeno e médio prazos é incerto e desfavorável. Quem viver, confirmará.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82534
De: Marcelo Eduardo Freitas Data: Sáb 15/7/2017 10:33:09
Cidade: Montes Claros  País: Brasil
E-mail: marcelo.mef@dpf.gov.br
QUANTO CUSTA A DIGNIDADE DE UM DEPUTADO?

* Marcelo Eduardo Freitas

Engana-se quem pensa que já viu de tudo nesta república de bananas. A bola da vez é o julgamento político-jurídico alusivo ao recebimento de denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República contra o senhor presidente da República.

Michel Temer se tornou, destarte, o primeiro dirigente da história do Brasil a ser alvo de denúncia, ainda no exercício do mandato. O que é pior: o mandatário de nossa nação está sendo acusado da prática dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, o que por si só, sem qualquer juízo prévio de culpabilidade, já é gravíssimo. Nuvens plúmbeas, assim, pairam sobre a cabeça do cidadão brasileiro. E não é por conta de chuvas torrenciais, tão ausentes nestes sertões das gerais. É por conta da podridão que assola a nossa política partidária.

À guisa de considerações introdutórias, registro que na última quinta-feira (13/07), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos nobres deputados aprovou parecer recomendando a rejeição da denúncia, rechaçando, assim, um primeiro parecer, do deputado Sérgio Zveiter, que recomendava o prosseguimento da acusação.

O texto será enviado à Mesa Diretora da Câmara, que deverá incluí-lo na ordem do dia de sessão previamente definida entre os líderes partidários. Segundo o presidente da Casa, Rodrigo Maia, a votação - em plenário - está marcada para acontecer no dia 2 de agosto.

O rito procedimental a ser adotado é mais ou menos o seguinte: após discussão, o plenário da câmara decidirá se a denúncia será aceita ou não. A Constituição Federal determina que, para ser autorizada a abertura de investigação contra um presidente da República, são necessários os votos de 342 deputados, ou seja, dois terços dos membros da Casa. Caso contrário, o Supremo não pode dar continuidade ao processo. A votação é nominal, de maneira semelhante a um processo de impeachment (cada deputado profere seu voto, individualmente, no microfone). Essa regra, contudo, pode ser mudada por um projeto de resolução que altere o regimento interno da Casa. Seria uma maneira para os ilustres deputados poderem votar a favor de Temer, sem ter suas imagens atreladas ao salvamento de um presidente com altíssima rejeição popular, frise-se, denunciado por corrupção e lavagem de capitais.

Segundo Rodrigo Maia, será adotada a seguinte sistemática para a votação: (1) a defesa de Temer terá 25 minutos para se manifestar; (2) o relator do parecer vencedor na CCJ terá 25 minutos para apresentar o voto; (3) na sequência, inicia-se a discussão entre os deputados inscritos. Pelo regimento, um requerimento para encerrar a fase de debates poderá ser votado após dois parlamentares terem falado contra a denúncia e outros dois a favor; (4) assim que for atingido o quórum de 342 deputados, começará a votação.

Caro leitor, qualquer que seja o resultado, a Câmara dos Deputados estará, uma vez mais, manchada pela suspeita veemente de escancarada compra de consciências, melhor seria dizer, dignidade de nossos representantes eleitos.

Em fala extremamente agressiva, o então relator Sérgio Zveiter, integrante do mesmo partido do presidente, acusou Michel Temer de compra de votos para obter, na comissão, decisão contrária à abertura da investigação contra sua pessoa: “O senhor Michel temer, contra quem pesam seríssimos indícios, acha que pode, usando bilhões de reais de dinheiro público, submeter a Câmara dos Deputados a seu bel sabor para proibir a sociedade de saber o que realmente aconteceu”. E arrematou: “Distribuir bilhões em dinheiro público é obstrução de justiça. Para que os deputados venham aqui nesta comissão atrás de liberação de verba, emendas parlamentares e cargos, e votarem contra este parecer”. Muitos outros deputados manifestaram-se no mesmo sentido. A imprensa noticia escandalosamente a liberação desenfreada de emendas para parlamentares apoiadores do governo. Outras denúncias ainda estão por vir! Fico a imaginar o preço que nós, povo brasileiro, ainda teremos que pagar, em todos os sentidos auferíveis pela nossa fértil imaginação. Quanta tristeza na alma!

Para finalizar: a amizade só existe onde impera a ética! Onde não há ética, não há lealdade, senão cumplicidade indecente, efêmera e interessada! Em A Divina Comédia, escrita por Dante Alighieri no século XIV, consta que, frente aos portões do inferno, Dante e Virgílio dão de cara com uma mensagem não muito animadora: “Deixai toda esperança, ó vós que entrais”. Aqui também não há esperança! Afinal, estamos no Brasil de miseráveis e de deputados que vendem a sua dignidade às custas de algumas moedas de prata!

(*) Delegado de Polícia Federal e Professor da Academia Nacional de Polícia
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82533
De: Rogério Data: Sex 14/7/2017 22:52:05
Cidade: Montes Claros  País: Brasil
E-mail: rogeriorod.santos@yahoo.com.br
Chuva fina agora em montes clarode.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82532
De: José Ponciano Neto Data: Sex 14/7/2017 20:06:41
Cidade: Montes Claros - MG
Visando aumentar o volume de água para Montes Claros a Copasa divulgou os nomes das construtoras vencedoras para duas importantes obras em Montes Claros. A primeira, serão duas construtoras para a obra de Captação; tratamento e adução das águas do Rio Pacui- 350 litros por segundo. - São elas: INFRACON e a CONATA ENGENHARIA. A segunda obra, é o desassoreamento da Barragem dos Porcos situada na BR 365 a 04 quilômetros de Montes Claros, é a CANAL ENGENHARIA. Com o desassoreamento será possível mais 33.000.000 de litros d’água armazenados.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:





Mensagem N° 82531
De: Carlos Data: Sex 14/7/2017 12:21:54
Cidade: M. Claros
A insegurança pública no Brasil está atingindo nível muito além do suportável, e dando sinais de crescente piora. A população das cidades está trancada em casa, assolada pela delinquência. O campo, antes um paraíso, virou território dos bandidos.
Agora mesmo, depois de muitas outras, chega história que aumenta o pavor dos moradores da roça: em Várzea da Palma, ontem, 3 delinquentes invadiram um sítio e mataram o dono, de 59 anos. Queriam armas e dinheiro. Mesmo ferido a tiros, doze tiros, ele conseguiu atirar contra um dos ladroes, que morreu. Os ladroes, como nas cidades, chegaram de moto.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82530
De: Júlio Data: Sex 14/7/2017 10:49:12
Cidade: S. Paulo
Parte de reportagem do jornal espanhol El Paiz ao noticiar, hoje, a mudança de donos da Alpargatas, que inaugurou em M. Claros a fábrica Havaianas:

"Galinha de ovos de ouro - O grupo dos Batistas tinha uma participação de 86% das Alpargatas, que é atualmente líder no setor de calçados na América Latina. Além das Havaianas, a empresa é dona da marca Osklen, Topper além de possuir uma licença exclusiva para vender a marca japonesa Mizuno no Brasil. A companhia brasileira é uma das principais do país a ter atuação global, com mais de 700 lojas pelo mundo. Mais de 50% da receita da companhia vêm de fora do Brasil. No ano passado, a companhia faturou 4,05 bilhões de reais e lucrou 358,4 milhões."
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82529
De: Polícia Militar Data: Sex 14/7/2017 10:05:12
Cidade: Montes Claros
A polícia procura responsáveis pelo cometimento de um homicídio consumado registrado às 08h22 de ontem, 13Jul, à rua Dez, no bairro Jardim Olímpico. Acionados via 190, policiais militares foram até o referido endereço e, em um lote vago lásituado, encontraram o corpo da vítima, uma mulher de 33 anos, caído ao chão, de bruços e já sem vida, tendo uma pedra grande suja de sangue ao lado de sua cabeça. O local foi isolado e a perícia técnica foi acionada. Compareceu no referido local a mãe a vítima, que informou que sua filha era usuária de drogas e que saía todos os dias no início da noite, só retornando para casa no outro dia. Que a última vez que ela teria saído de casa foi na noite de 11/07/2017. Perícia técnica realizou os trabalhos de praxe, liberando o corpo para o IML. Uma testemunha declarou ter visto a vítima, pela última vez, às 03h da manhã do dia 13Jul, nas imediações do bairro Santo Antônio e que era comum vê-la na região do trevo dos motéis, saída para Juramento. Os responsáveis pelo crime são procurados. Informações sobre o paradeiro destes podem ser fornecidas através do 190 ou disque denúncia, 181.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82528
De: Manoel Hygino Data: Sex 14/7/2017 07:39:59
Cidade: Belo Horizonte
Em um dia, três presidentes

Manoel Hygino

Os fatos são vertiginosos. A imprensa escrita, isto é, os jornais, sai em desvantagem com os meios de comunicação eletrônicos, cujos repórteres fazem o que podem para não falharem e levarem furo. Brasília se tornou o centro dos acontecimentos políticos mais do que nunca e para lá se volta a atenção do país. Não poderia deixar de ser assim.
O presidente da República, com cabelos mais brancos do que quando assumiu o governo, segura o andor – de um lado e de outro – porque o santo é de barro. Como, aliás, a própria chefia do Executivo nacional, com um ministério extremamente vulnerável a delações, acusações, suspeições.
Durante dias, o pêndulo que segura o tempo no Planalto pendia para um lado ou outro: sai Temer, não sai Temer; assume Maia, não assume Maia; qual o parecer do relator sobre a denúncia a ser investigada a pedido de Janot? Qual o escore? Difícil país, o nosso, cuja governabilidade se põe em dúvida, a cada dia. Como será o Brasil das próximas horas? O que nos está reservado?
O “Financial Times” previa, no sexto mês deste ano, que – “após apresentar uma leve recuperação em seus indicadores econômicos, indicando uma saída da maior crise da história do país, o Brasil deve voltar à recessão”.
Lamentável expectativa, quando não incômoda ou inquietante. “O Brasil é o problema (do continente), diz Ed Jones, autor do referido estudo no “Financial”. “Até março, o país se recuperava um pouco, mas nos últimos meses voltamos a vê-lo se afundando novamente”. Para outro analista, o que acontece “está associado ao aprofundamento da crise política”.
Que pode o cidadão fazer diante da dúvida e do infortúnio? Não nos incluímos, por exemplo, entre os países mais felizes do mundo, pois perdemos cinco posições. “Venturosos, pela ordem, são Noruega, Dinamarca, Islândia, Suíça e Finlândia”.
A nação mais poderosa do mundo – EUA – está em 14ª posição. Curiosamente, não há referência à China, mas na América Latina o primeiro lugar em felicidade coube a Costa Rica (11ª em todo o ranking natal), seguida por Chile (20º), Brasil (22º), Argentina (24º) e México (25º). Paraguai ficou na lanterninha.
De todo modo, não falta quem possa exercer a chefia do Executivo nacional. Em julho, sábado, tivemos 3 presidentes da República, lembrando os três de novembro de 1955: Café Filho, Carlos Luz e Nereu Ramos. Em 2017, até o fim da manhã, Eunício Oliveira, presidente do Senado, era também o da República, porque o titular – Temer – estava na Alemanha, para a reunião do G20.
De volta da Argentina, Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, primeiro na linha sucessória, regressou da Argentina, cerca de 11 horas. Temer, às duas da tarde, volta da Europa e entra no espaço aéreo brasileiro, passando automaticamente ao exercício do cargo.
O mais engraçado, porém, me é enviado pelo acadêmico Danilo Gomes, que encontrou a frase não sei onde: “O Brasil é feito por nós. Só falta agora, desatá-los”. A outra poderia ser de Guimarães Rosa: “Junto dos bãos é que a gente fica mió”. É uma questão de escolha e a hora é chegada. E tenho certeza de que o cidadão honesto deste país que ficar quer ficar ao lado dos bons.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82527
De: Avay Miranda Data: Qui 13/7/2017 10:47:30
Cidade: Brasília
Os dias da semana

Avay Miranda

Desde criança que eu tinha a curiosidade sobre os nomes dos dias da semana. Por que de segundo a sexta tinha a feira no nome e no sábado e no domingo não havia o nome feira? Ainda mais que na minha pequena cidade do interior de Minas, a feira era no sábado e não de segunda a sexta. Somente mais tarde que vim a saber que a denominação dos dias da semana que usamos no Brasil, foi uma decisão da Igreja Católica. Segundo a tradição católica, na semana santa, que ocupava todos os dias da semana, usavam o termo “feria”, em latim, daí vem o nome “feriado”, dia de descanso, porque naquela época não se trabalhava nos dias da semana santa, pois, eram considerados dias santos. No ano 563 foi realizado um Concilio na cidade portuguesa de Braga. Na época, o bispo Martinho de Dume, mais conhecido por Martinho de Braga, decidiu que deveria mudar os nomes dos dias da semana santa, aqueles que antecedem o domingo de Páscoa, em que os cristãos deveriam descansar, que eram usados, até então, em homenagem aos astros, considerados pagãos. Com o decorrer do tempo, Portugal passou a adotar para o ano inteiro estes nomes dos dias da semana santa. Estas denominações somente foram adotadas pelos portugueses e por isto que os dias da semana têm estes nomes, que eram só para a semana santa, costume este que foi passado para todas a Colônias Portuguesas. Outros países adotam ainda nome de deuses ou de astros, exceto os dias de sábado e domingo, que não mudaram de nome. Desde o ano 321, quando o Imperador Romano, Constantino, instituiu o calendário ocidental, que se adotou a semana com sete dias, incluindo nossos cinco dias que são denominados de feira. Sábado derivou do termo hebreu shabbat, o dia do descanso dos judeus e domingo, denominado “Prima Feria”, na Semana Santa, que deriva do latim “Dies Dominicus”, o “Dia do Senhor”. Portanto, desde o ano de 321 que os calendários ocidentais começama semana pelo domingo, que passou a ser o primeiro dia da semana para os Cristãos, o dia de guarda porque foi num domingo que ocorreu a ressurreição de Cristo e era o dia em que Ele, depois da ressurreição, aparecia aos apóstolos. Por conseguinte, daí se vê como era considerada a semana santa para os católicos e é interessante saber a origem dos nomes que nós atribuímos aos dias da semana, o que não é adotado nos outros países.

* Avay Miranda é jornalista e Juiz de Direito aposentado em Brasília DF
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82526
De: Polícia Militar Data: Qui 13/7/2017 09:40:51
Cidade: Montes Claros

Operação conjunta entre Polícia Militar e Polícia Civil prende quatro suspeitos de tráfico internacional de drogas - Em Operação Conjunta entre a Polícia Militar e a Polícia Civil, quatro homens suspeitos de tráfico internacional de drogas são presos na BR 365, em Claro dos Poções. Quase uma tonelada de maconha foi apreendida. Durante operação integrada da PMMG e PCMG, quatro homens suspeitos de tráfico internacional de drogas foram presos na madrugada de hoje e culminou ainda com a com apreensão de 807 Kg de Maconha. A droga estava em poder dos suspeitos em um veículo Hyundai Santa Fé. Eles foram abordados pelos policiais na BR 365 em Claro dos Poções, no momento em que chegavam na Região com a droga adquirida no Paraguai. Foram apreendidas, aproximadamente, 800 barras de maconha, totalizando 807 kg. Além da droga, três veículos foram apreendidos.

***

Polícia Militar - 11h59 - Operação conjunta entre Polícia Militar e Polícia Civil prende quatro suspeitos de tráfico internacional de drogas - Durante operação integrada da PMMG e PCMG, quatro homens suspeitos de tráfico internacional de drogas foram presos na madrugada de hoje, 13/07, e culminou ainda com a apreensão de 807 Kg de Maconha. A droga estava em poder dos suspeitos em um veículo Hyundai Santa Fé. Eles foram abordados pelos policiais na BR 365 próximo a Claro dos Poções, que fica a 60 Km de Montes Claros, no momento em que chegavam na Região com a droga adquirida no Paraguai. Foram apreendidas, aproximadamente, 800 barras de maconha, totalizando 807 kg. Além da droga, três veículos foram apreendidos. Os homens estavam sendo investigados desde meados do meio de maio quando foram iniciados levantamentos e investigações acerca de indivíduos envolvidos com o tráfico ilícito de drogas, por ocasião de uma abordagem realizada pela Polícia Militar ao veículo Fiat Pálio Weekend, cor prata, placa HBZ-0657, que estaria se deslocando para o Paraguai a fim de trazer grande quantidade de drogas (maconha), para abastecer o norte de Minas Gerais. Conforme investigações, os dois indivíduos fariam parte de uma quadrilha especializada em tráfico de drogas, tendo como chefe a pessoa de (...) de 31 anos, que já havia sido preso anteriormente, com grande quantidade de drogas, juntamente com outros três homens, em fevereiro desse ano. Os criminosos adquiriram a droga no país vizinho, utilizando batedores (pessoas encarregadas de avisar da presença da polícia no caminho), utilização de estradas clandestinas e posterior guarda da droga em locais próximos à cidade, de onde retiravam quantias para a venda para demais traficantes. Os integrantes da quadrilha foram descobertos através de escutas telefônicas. O suspeito (...) de 34 anos, residente na cidade de Brasília de Minas/MG, teria se deslocado até o Paraguai e retornado pouco tempo depois, utilizando um veículo Fiat Palio Weekend, placa HCG-3982, cor cinza, para encontrar os comparsas naquele país. Além deste veículo e do outro Fiat Pálio Weekend citado acima, eles estariam utilizando outros dois, sendo um utilitário de maior porte e outro menor para deslocamento, sendo ambos de cor prata. Na data de 12/07/2017, após monitoramento em tempo real indicar que os suspeitos já estariam em solo brasileiro, no Estado do Mato Grosso do Sul, deslocando sentido ao Estado de Minas Gerais, as equipes da Polícia Militar e da Polícia Civil, em um total de 10 (dez) equipes, se deslocaram pela BR 365, até o km 54, próximo ao Trevo de Claro dos Poções/MG, onde ocorreu a distribuição dos policiais e viaturas descaracterizadas em pontos distintos à margem da rodovia, com o fito de monitorar a passagem dos veículos que estariam sendo utilizados pelos suspeitos, se posicionando de maneira estratégica, aguardando pelo momento em que os suspeitos seriam avistados, e por volta das 03h de hoje, 13/07/2017, a primeira equipe avistou três veículos suspeitos, sendo um Hyundai Santa Fé, cor prata; precedido de um Fiat Uno, com dois ocupantes, também de cor prata e verificado que o terceiro veículo tratava-se de um Fiat Pálio Weekend, cor cinza, o qual foi observada a placa HCG-3982, confirmando os dados do veículo já apontado pela investigação como sendo utilizado pelos suspeitos. A abordagem dos veículos foi feita pela Polícia Militar através do GER – Grupo Especializado de Recobrimento, sendo localizado no interior do veículo Hyundai Santa Fé, placa ERW-8884, dirigido pelo investigado (...) de 40 anos, farta quantidade de substância semelhante a maconha, aproximadamente 800 quilos acondicionados em diversos tabletes. No interior do veículo Fiat Uno, placa HLP-6378, estavam presentes, além de (...), o suspeito (...)de 31 anos. Já o veículo Fiat Pálio Weekend, de placa HCG-3982, no momento da abordagem, era conduzido por (...) de 33 anos. Os veículos Fiat Uno e Palio Weekend funcionavam como batedores para o veículo Hyundai Santa Fé, que estava com o carregamento de droga. Diante do êxito da Operação Policial, as equipes das Polícias Militar e Civil se deslocaram para esta cidade de Montes Claros/MG, juntamente com os indivíduos conduzidos (...). Em um dos veículos, foram localizados e apreendidos ainda diversos brinquedos e roupas. Tal prática é utilizada pelos batedores para dissimular o tráfico de drogas pelas rodovias Federais e Estaduais. Foi apreendido também um rádio amador de transmissão UHF/VHF de marca YAESU FM TRANSCEIVER modelo FTM-3100 que se encontrava instalado no porta-luvas da Hyundai Santa Fé. Em continuidade a ocorrências, duas equipes "GER" da Polícia Militar, deslocaram até ao Presidio Regional desta cidade, onde juntamente com agentes penitenciários, realizaram buscas no interior da cela 02, local em que cumpre pena pelo crime de tráfico de drogas (...). No local foi encontrado um aparelho de telefone celular e uma bateria reserva.

***

Estado de Minas - Operação termina com apreensão de mais de 800 quilos de maconha em Minas
Quadrilha foi interceptada na BR-365, na Região Norte de Minas Gerais. Quatro pessoas foram presas. Entorpecente foi adquirido no Paraguai e seria entregue em MG - 13/07/2017 13:56 - João Henrique do Vale - Um duro golpe no tráfico de drogas foi dado pelas polícias Civil e Militar durante uma operação conjunta na madrugada desta quinta-feira na Região Norte de Minas Gerais. Foram apreendidos mais de 800 quilos de maconha que eram transportadas em um veículo parado na BR-365, em Claro das Poções. Investigações dão conta que o entorpecente foi adquirido pela quadrilha no Paraguai e seria distribuída na região. Quatro homens foram presos e irão responder por tráfico internacional de drogas.
As investigações contra o grupo começaram em maio deste ano, quando um Palio Weekend foi interceptado pela Polícia Militar (PM). Os levantamentos indicaram que o veículo faria viagens até o Paraguai com o intuito de buscar drogas. Na ocasião, T.A.S, de 31 anos, acabou preso. Ele já tinha sido detido em fevereiro deste ano com grande quantidade de drogas.
Segundo a polícia, por meio de análise de escutas telefônicas, foram descobertas as estratégias utilizadas pela organização criminosa para fugir da fiscalização. Uma delas era os batedores, pessoas que vão a frente dos veículos com drogas e que são encarregadas de avisar da presença policial no caminho. Também seguiam por estradas clandestinas e posterior guarda da droga em locais próximos à cidade, de onde retiravam quantias para a venda para demais traficantes.
Com os levantamentos, foi identificado que os criminosos fariam o transporte de mais um carregamento de drogas nessa quarta-feira. Segundo a Polícia Militar (PM), L. C. B. de 34 anos, que é morador de Brasília de Minas, se deslocou para o Paraguai em um veículo Palio Weekend para encontrar os comparsas. A quadrilha utilizou outros dois veículos para fazer o deslocamento para Minas Gerais.
Uma operação foi desencadeada pelas polícias Civil e Militar que deslocaram dez equipes para a BR-365, onde os criminosos iriam passar. Por volta das 3h desta quinta-feira três veículos suspeitos foram avistados, sendo um Hyundai Santa Fé, um Fiat Uno, e o Palio Weekend. Os veículos foram aborados pelo Grupo Especializado de Recobrimento (GER) da PM.
No Santa Fé, foram localizadas 800 barras de maconha, que totalizaram 806 quilos. Em um dos veículos, foram localizados diversos brinquedos e roupas. Segundo a PM, a estratégia é utilizada para enganar a fiscalização. Além disso, foi apreendido um rádio comunicador. Foram presas quatro pessoas, que não tiveram os nomes divulgados.
Depois da apreensão, duas equipeas da PM foram até o Presídio Regional de Montes Claros e, junto com agentes penitenciários, fizeram uma busca na cela onde T.A.S cumpre pena. No local, foi encontrado um aparelho celular e uma bateria reserva.

***

Hoje em Dia - Quatro são presos com 800 kg maconha no Norte de Minas - 13/07/2017 - 13h17 – Gabriela Sales - Quatro pessoas foram presas com 800 quilos de maconha, na madrugada desta quinta-feira (13), na BR-365, próximo a cidade de Claro das Poções, no Norte de Minas. A suspeita é de que o grupo faça parte de uma quadrilha internacional de tráfico de drogas. A operação que resultou nas prisões foi realizada pela Polícia Militar em conjunto com a Polícia Civil. As barras do entorpecente estavam armazenadas em três veículos, que seguiam em comboio. Os suspeitos confessaram à PM que maconha foi adquirida no Paraguai.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82525
De: Silvio Data: Qua 12/7/2017 18:41:34
Cidade: S. Paulo
Notícia insistente desta tarde: "Em nova reviravolta, a Alpargatas deve ser vendida nesta quarta-feira (12) a Itaúsa e família Moreira Salles, A família Moreira Salles e os controladores do Itaú voltaram a negociar com Joesley e Wesley Batista, do grupo J&F." Segundo as fontes, a negociação - interrompida domingo por divergências relacionadas ao preço - vai ser confirmada nesta noite. A Itaúsa administra as fortunas das famílias Setubal e Villela, controladoras do Itaú, e a Cambuhy, veículo de investimentos da família Moreira Salles. O valor oferecido de R$ 3,3 bilhões teria ficado abaixo do que os irmãos Batista pedem - R$ 3,5 bilhões. Em 2015, a J&F comprou a fabricante de calçados, que pertencia à Camargo Corrêa. Recebeu empréstimo da Caixa. segundo delação da JBS, houve pagamento para que a linha saísse.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82524
De: Manoel Hygino Data: Qua 12/7/2017 07:23:24
Cidade: Belo Horizonte
O frio de nossa época... no Brasil

Manoel Hygino

Frio como não se sentia há décadas, não só em Belo Horizonte como em toda Minas, incluindo o nosso sertão. Os dados fornecidos pela meteorologia e transmitidos pela mídia, com ênfase pela montesclaros.com, causam espanto no Norte do Estado, quase assombro.
Frio até abaixo de zero no Sul do Estado, como em Monte Verde e Maria da Fé, temperatura própria às geadas, embora a capital alterosa não ficasse muito distante: no dia 4, terça-feira, a massa polar fez registrar 6.1 graus, a menor temperatura desde 1975. Com sensação térmica de 9 graus negativos, Belo Horizonte foi a mais gelada do Brasil, fazendo-nos lembrar Montevidéu em que vivi anos atrás, na praça em que se instalou o mausoléu de homenagem a Artigas, o herói nacional.
Em meio à frigidez, uma pesquisa mostrava que a expectativa de vida do brasileiro pode chegar a 83 anos, levando-se em conta as estatísticas de óbito entre 2014 e 2016. Evidentemente, se não se contarem as vítimas de balas perdidas no Estado do Rio e os que falecerem subitamente com as incessantes e patéticas novidades no ambiente político. Os sobreviventes brasileiros, se aposentados, talvez recebam a primeira metade do abono de Natal na folha de agosto, como prometeu o presidente Temer.
Quanto a mim, temo pelo oitavo mês, em que se matou Vargas no Catete, em 24, ou renunciou ao cargo Jânio Quadros, no 25º dia de agosto de 1961, Dia do Soldado, oito meses após a posse e a condecoração a Che Guevara. Muitas pedras, pois, no meio do caminho do Brasil, enquanto o presidente da República fazia de conta que tudo ia bem, durante a reunião do G20, na Alemanha.
O frígido tempo que atravessamos na primeira quinzena de julho nos evoca a saudade do sol, como tão bem manifestou Ibsen, em sua obra. Em “Espectros”, que João Cheschiatti apresentou aos belo-horizontinos em época de grande interesse pelo teatro do dramaturgo norueguês, o personagem Oswaldo morre, como Goethe, “pedindo luz”.
Minha única irmã, que sentia grande inclinação pela construção teatral do autor norueguês, impressionava-se com os personagens de Ibsen, apelando ao sol, à luz, e ao calor ,que nos faltaram com força tropical nos dias recentes.
Do notável autor nórdico – e em sua pátria, esteve, há pouco, o presidente Michel Temer – o conjunto de claro e escuro é como um espetáculo mágico dos mundos escandinavos: um paradoxo de sol, nas trevas da meia-noite. É algo que nos encanta, mesmo quando se assiste pela televisão.
Há um pouco de Brasil no pensamento de Ibsen, em sua obra, tão pouco conhecida entre nós, pois sequer “Casa de Bonecas” vem sendo reapresentada por aqui. De todo modo, como escreveu Raul Machado, há tempos atrás, o autor, nos domínios da arte, acredita na possibilidade de melhoria da sociedade, pela simples redenção intelectual e moral do indivíduo. A melhoria parece, falecendo no Brasil, porque se crê que a redenção do indivíduo só se faz mediante uma reforma da organização social. No entanto, a finalidade é a mesma; só a fórmula diverge.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82523
De: Eujácio de Souza Prates Data: Ter 11/7/2017 16:49:03
Cidade: Montes Claros/MG  País: Brasil
Na mensagem 82512 do Esportista, na escalação do Santos que jogou amistoso em Moc contra o Ateneu em 1958, há um Marcelino na lateral direita. Seria o nosso saudoso Marcelino Paz do Nascimento? Se for seria uma novidade, pois sempre tive informação do Marcelino no Fluminense e Atlético.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82522
De: Polícia Militar Data: Ter 11/7/2017 10:03:25
Cidade: Belo Horizonte
A polícia procura por infratores responsáveis por um furto qualificado a uma agência bancária ocorrido à 00h40 de hoje, 11Jul, à Praça Cônego Maurício, no centro de Matias Cardoso. Segundo relatos de testemunhas, pessoas não identificadas, munidas de armas longas, teriam chegado ao local e tentado arrombar o portão do posto de atendimento da agência bancária. Para tal ação, os infratores valeram-se de explosivos, que foram deflagrados minutos depois da tentativa de arrombamento. Diante da situação, os policiais militares de Matias Cardoso acionaram o cerco e bloqueio, contactando as equipes das cidades de Jaíba, Manga e Januária. Os infratores foram vistos em uma caminhonete de cor prata, com aproximadamente 06 ocupantes, tendo subtraído da agência bancária o cofre, cujo valor contido não foi apurado. Foram efetuados disparos, por parte dos criminosos, porém, ninguém foi atingido. Os infratores são procurados. Informações sobre o paradeiro destes podem ser fornecidas através do 190 ou disque denúncia, 181.

***

O Tempo - Bando atira em quartel e cerca casas de PMs para explodir caixas - 11/07/17 - 09h58 – José Vítor Camilo - Menos de 24h após a ação de um quadrilha de roubo a banco terminar com um policial e um vigilante mortos em Santa Margarida, na Zona da Mata, bandidos invadiram na madrugada desta terça-feira (11) a cidade de Matias Cardoso, no Norte do Estado, para explodir um caixa eletrônico. Para isso, os suspeitos atiraram contra o quartel da Polícia Militar (PM) e chegaram a cercar até mesmo as casas de policiais. Segundo as informações da PM do município, que tem cerca de 10 mil habitantes, a quadrilha chegou em dois veículos - uma caminhonete e um carro de passeio - por volta de 0h30. Testemunhas apontaram que seriam aproximadamente dez suspeitos, todos eles fortemente armados. Enquanto parte do bando se direcionou à agência do Bradesco, que fica na praça da Igreja Matriz, os outros foram até a sede do quartel da PM, efetuando diversos disparos de fuzil no local. Foram recolhidas cápsulas do calibre 556. Felizmente não havia nenhum militar dentro da unidade policial no momento do ataque. O sargento Júlio César, comandante do policiamento no município, conta que ele e outros três militares que vivem na cidade tiveram suas casas cercadas, o que leva a crer que os suspeitos chegaram a vigiar a rotina dos agentes. "A cidade é pacata, então a gente se recolhe depois de meia-noite. Na noite anterior conversei com senhor que mora ao lado do banco e é responsável por trancar a grade que existe na entrada. Assim que começou a ação esse homem me ligou para contar, e imediatamente liguei para o outro militar que mora a poucos metros do banco", detalha. Enquanto avisava o PM sobre a situação, o sargento ouviu a primeira explosão pelo telefone. "Falei para ele não sair de casa pois tinham parado um carro na porta da casa dele, e quando fui ver tinha também em frente à minha. Depois que passou, soubemos que tinha um suspeito armado de fuzil na porta de um terceiro policial e, também, em frente à casa de um PM que trabalha em Manga, mas vive aqui", detalhou César.
Informações privilegiadas
No dia anterior à explosão, o caixa eletrônico do Bradesco havia acabado de ser reabastecido, já que geralmente no dia 10 o pagamento dos funcionários da Prefeitura é feito. "Eles sabiam que teria dinheiro, e conseguiram levar as gavetas. Ainda não sabemos qual o valor levado", explica o sargento. Ainda de acordo com a PM, esta é a primeira vez que Matias Cardoso foi alvo deste tipo de ação. Por se tratar de uma cidade muito tranquila, não acostumada com a violência vivida nesta madrugada, a população está bastante assustada.

***

Hoje em Dia - Bando ataca quartel e casas de PMs para explodir bancos em Matias Cardoso - 11/07/2017 - 09h53 – Gabriela Sales - Ousadia. Esta é a descrição para a ação criminosa cometida na madrugada desta terça-feira (11) em Matias Cardoso, região Norte de Minas. Homens armados cercaram as casas de policiais militares e o quartel da cidade para atacarem uma agência do Banco Bradesco. Na ação, os suspeitos conseguiram levar o cofre do estabelecimento. O valor levado não foi divulgado. Segundo a Polícia Militar, pelo menos dez suspeitos armados de fuzis participaram do crime. Enquanto um grupo cercou as ruas que davam acesso ao quartel e casas dos militares, o outro grupo explodia a agência bancária. Ainda de acordo com a PM, a agência bancária está localizada na Praça Central da cidade, que tem 11 mil habitantes. A suspeita é a de que os criminosos sabiam que o banco estava abastecido de valores para o pagamento dos servidores da prefeitura. Por causa da ação criminosa, a estrutura do banco ficou destruída. A PM informou que ninguém ficou ferido na ação. Ainda não há informações a respeito dos suspeitos. Até o momento, ninguém foi preso.

***

Estado de Minas - Criminosos cercam PMs dentro de casa para explodir banco no Norte de Minas - 11/07/2017 – 11h47 – Luiz Ribeiro - Em mais uma ação ousada, bandidos explodiram uma agência bancária em Matias Cardoso, de 10,5 mil habitantes, no Norte de Minas, na madrugada desta terça-feira. Desta vez, eles adotaram uma nova estratégia: com o uso de armamento pesado, cercaram as casas dos oito policiais militares que trabalham na cidade. Também atiraram contra o pelotão local da PM. Com isso, impediram ação policial e qualquer tipo de confronto. Os criminosos roubaram o cofre da agência do Bradesco, que fica localizada na praça principal de Matias Cardoso. O ataque na cidade do Norte de Minas ocorreu um dia depois de uma ação violenta de bandidos em Santa Margarida, na Zona da Mata, onde um grupo armado matou um policial militar um vigia em tiroteio após tentativa de assalto a duas agências bancárias. A ação em Matias Cardoso aconteceu por volta de 1h30. Conforme testemunhas, um grupo fortemente armado chegou a cidade dividido em três veículos: uma caminhonete Frontier, um Fiat Palio e uma moto Bros. Eles fizeram disparos contra o quartel da Policia Militar na cidade. No momento, o prédio estava vazio e ninguém foi ferido. Simultaneamente, outros criminosos cercaram três casas onde residem os PMs do município, impedindo a saída deles. Ainda conforme testemunhas, o grupo armado fez disparos para o alto, como forma de intimidar a população. Eles fugiram pela MG-401, em direção a Jaíba e Janaúba. Os criminosos explodiram a agência do Bradesco, localizada na mesma praça da histórica Igreja de Nossa Senhora da Conceiçao, uma das primeiras igrejas construídas em Minas Gerais, erguida no século XVII. O bando conseguiu levar o cofre do banco, fugindo em direção a cidade de Jaíba, sem deixar pistas. O valor levado pelos bandidos não foi informado. Mas, conforme uma fonte policial, o montante roubado seria significativo, pois estava previsto para esta terça-feira o pagamento dos funcionários da prefeitura de Matias Cardoso pelo banco. A suspeita é que os assaltantes sabiam dessa informação e prepararam o ataque a agência para esta data. A Policia Militar faz cerco na região, mas ainda não tem pistas dos marginais.

***

Hoje em Dia - Em mais um roubo cinematográfico, bandidos cercam militares em casa para roubar banco - 12/07/2017 - 06h00 - Gabriela Sales - Menos de 24 horas após um grupo fortemente armado roubar um banco, fazer reféns e matar duas pessoas no pequeno município de Santa Margarida, na Zona da Mata, criminosos voltaram a assustar moradores do interior de Minas. Em uma ação rápida e ousada, bandidos cercaram as casas de policiais e o quartel da cidade de Matias Cardoso, no Norte de Minas, para, em seguida, atacar uma agência do Bradesco. Pelo menos dez homens participaram do crime. Após se dividir em grupos, o bando atirou para o alto para intimidar e impedir a saída dos militares para o atendimento da ocorrência. Por sorte, ninguém ficou ferido. Na ação cinematográfica, que deixou um rastro de destruição no banco, os ladrões conseguiram levar o cofre. O valor roubado não foi divulgado. Ninguém tinha sido preso até o fechamento desta edição. Conforme a PM, a agência fica na praça central da cidade, que tem apenas 11 mil habitantes. A suspeita é a de que os criminosos sabiam que o banco estava abastecido para o pagamento de servidores da prefeitura. Os bandidos estavam com fuzis. Nessa terça-feira (10), o Hoje em Dia mostrou que onda de violência que tem aterrorizado o interior do Estado desperta atenção não só pelos prejuízos causados, mas também pelo armamento pesado que as quadrilhas têm utilizado. O número de apreensões de armas de uso restrito – as que são permitidas apenas para forças de segurança – cresceu 46% no primeiro quadrimestre de 2017, frente ao mesmo período do ano passado. Os dados são do Centro Integrado de Informações de Defesa Social da Polícia Militar.
Resposta
A Polícia Militar admite que a situação preocupa, mas garante que tem adotado estratégias para diminuir os casos de explosões a agências bancárias e unidades dos Correios. Segundo a corporação, dentre as medidas está o reforço da quantidade de policiais nos destacamentos e pelotões do interior, além da utilização do serviço de inteligência da instituição. “A interiorização do crime preocupa e, por isso, as estratégias de atuação estão mudando. Novos equipamentos e investimento em mais pessoal é prioridade no combate à criminalidade”, diz o chefe da comunicação da PM, major Flávio Santiago. Apesar do terror causado pelos últimos ataques, o oficial afirma que outras ocorrências foram evitadas. “Identificar as quadrilhas e desarticular o grupo criminoso antes dos ataques têm dado bons resultados. Isso graças à unificação entre forças de segurança e planejamento, além da intensificação de operações em rodovias e cidades pequenas”. Desde o início deste ano, mais de 700 novas viaturas foram entregues a municípios do interior de Minas. “Também houve troca de armamento e ampliação de equipes que mapeiam a rota da criminalidade e investimentos em treinamento dos militares”, diz o major.

***

Estado de Minas - Assaltos a bancos levam pânico e viram desafio para pequenas cidades do interior de Minas - 12/07/2017 – 07h36 - Valquiria Lopes/João Henrique do Vale - Depois de entrar na rota de quadrilhas especializadas, cidades mineiras que experimentam a interiorização do crime se tornaram um desafio para a área de segurança pública. Com suas ruas pacatas e população pequena, esses municípios têm peculiaridades que ao mesmo tempo atraem bandidos e se transformam em árdua missão para o policiamento. Na lista de dificuldades para fechar o cerco a crimes como explosões de caixas eletrônicos e assaltos a banco, como o que na segunda-feira resultou na morte de um policial militar e de um vigilante em Santa Margarida, na Zona da Mata, há uma série de fatores. Entre eles estão o baixo efetivo policial, pouco infraestrutura de logística, grandes distâncias entre municípios, além de muitas rodovias que servem como rota de fuga para criminosos. Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública mostram que, de janeiro a abril deste ano, foram 16 assaltos a agências bancárias no estado, média de um por semana. O número se mantém quase estável, já que ano passado foram 17 ocorrências do tipo no mesmo período. Apesar de registrarem queda de 34% nos primeiros seis meses de 2017 em relação a 2016, os ataques a caixas eletrônicos também assustam: foram 83 neste ano, contra 127 no ano passado. Mas os números seguem subindo. Na madrugada de ontem, em Matias Cardoso, no Norte de Minas, ladrões explodiram a agência do Bradesco, na praça principal da cidade, e roubaram o cofre. Antes, com armamento pesado, cercaram as casas dos oito policiais militares da cidade, de 10,5 mil habitantes. Também atiraram contra o pelotão local da PM e, com isso, impediram reação policial e qualquer tipo de confronto. Como funcionam como postos de serviços bancários, agências dos Correios também entraram na mira de bandidos. Uma delas, em Tabuleiro, na Zona da Mata, foi assaltada na tarde de ontem por dois homens armados, que ainda são procurados. Comandantes à frente de batalhões no interior de Minas reconhecem os desafios e destacam o esforço da corporação para responder a eles. A 15ª Região da PM, com sede em Teófilo Otoni, por exemplo, tem 60 municípios sob seu comando. “A maioria é de cidades de pequeno porte e com efetivo menor que cidades polos. Não só em Minas, como em todo o país, os bandidos têm investido em ações organizadas nessas localidades, com armamento pesado, veículos possantes e em grandes grupos, que monitoram previamente as casas de militares e unidades policiais, para intimidação com disparos, além de mapear rotas de fuga”, afirma o comandante, coronel Marcelo Fernandes. Segundo ele, há casos em que ocorre a participação de moradores locais, como informantes. Nessa área do estado foram registradas cinco investidas contra bancos neste ano (Padre Paraíso, Medina, Divisa Alegre, Carlos Chagas e Palmópolis). Em apenas uma o dinheiro foi levado. Em Novo Cruzeiro, militares conseguiram evitar a ação de uma quadrilha, previamente abordada e detida. Grandes distâncias entre as cidades em um estado com grande território também facilitam a ação de bandidos. “Esse é sem dúvida um complicador. Há em nossa região rotas que são percorridas em 40 minutos para sair de uma cidade e chegar a outro estado. Até instalarmos uma operação de cerco e bloqueio, os bandidos já estão no estado vizinho”, afirma o coronel Rodrigo Braga, comandante da 16ª Região da PM, com sede em Unaí e que engloba 17 municípios.




Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82521
De: Manoel Hygino Data: Ter 11/7/2017 07:17:43
Cidade: Belo Horizonte
O impeachment de Getúlio

Manoel Hygino

No dia 29 de junho, a Academia Mineira de Letras recebeu o jornalista, professor e escritor Edmilson Caminha. Ele veio para a conferência “O mergulho de Pedro Nava na condição humana”. Nascido em Fortaleza, CE, membro do PEN Club do Brasil, da Academia Brasiliense de Letras e da Academia de Letras do Brasil, diretor de Cursos da ANE – Associação Nacional de Escritores sabe a respeito dos escritores e políticos mineiros mais do que muitos de nós, que temos berço nas alterosas.
Pelo próprio tema da conferência, isto é, Pedro Nava, se perceberá seu interesse pelos autores das montanhas, dos quais se aproximou e muito conhece, dedicando-lhes muitas de suas crônicas e livros. Aliás, como redator do Congresso Nacional, onde se aposentou, Edmilson muito aprendeu sobre a gente mineira.
Em seu mais recente livro, “O poeta Carlos & outros Drummonds”, ele mergulha sobre e na vida do vale e cronista itabirano, com a leveza de texto que é uma das virtudes de seu sempre agradável texto. Revela, por exemplo, que, na certidão de nascimento do poeta, faltou o sobrenome “Drummond”, com que se perenizou.
No volume, que acaba de ser editado pela Thesaurus, de Brasília, Edmilson lembra que, em 16 de junho de 1954, encerrou-se na Câmara dos Deputados, o processo de impeachment de Vargas, por sinal o primeiro no Brasil a que se submeteu um chefe de Estado.
Curiosamente, o autor da iniciativa não foi um parlamentar, mas Wilson Leite Passos, jovem jornalista de 28 anos, um dos fundadores da UDN-União Democrática Nacional. Na apuração, 136 votos contra 35 a favor e abstenções. Motivo: Getúlio fora acusado de favorecer a empresa jornalística “Última Hora”, atuando, no Palácio do catete, por uma “república sindicalista”.
Drummond, cronista do “Correio da Manhã”, comentou o fato político com o cuidado típico de sua personalidade, não simplesmente por ter servido ao governo como chefe de gabinete do Gustavo Capanema, ministro da Educação.
Para o itabirano, o impeachment era uma “admirável arma do cidadão”, por alertar aos que, no exercício do alto cargo público, incorresse em erro grave. Mas, o redator, que escrevera numerosas crônicas para o “Minas Gerais”, não perde o ensejo para advertir que a palavra não significa impedimento, como até hoje se traduz.
De fato, o vocábulo quer dizer “denúncia, acusação levada ao corpo legislativo, ou, segundo a Enciclopédia Britânica, forma judicial do processo parlamentar contra criminosos”. Faz a defesa das democracias, da liberdade de pensamento e da opinião, sem o que se cai no “parlamento unânime, este sim, perfeitamente inútil por não ser mis parlamento”.
Em seu comentário, formula a pergunta: por que não se traduz impeachment, inclusive para que o povo participe mais ativamente do seu desenvolvimento? Com esse termo pedante, será difícil explicar o instituto ao homem simples que apenas lê jornal ou ouve rádio, e que dirá com seus botões: “isso é coisa de americano”.
Para Drummond, o processo “intimida a autoridade em seus maus desígnios ou na sua tendência ao abuso”. Em todo caso, ficou também a lição: o termo impeachment, segundo a Constituição, é acusação e julgamento, como aliás disposto na Lei 1.079, que regula a matéria.
Para finalizar, sugestão: a leitura do novo livro de Edmilson, que ensina muito sobre o poeta maior, nosso conterrâneo de, na cidade que não pode ser um retrato na parede.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82520
De: Luciana Data: Seg 10/7/2017 13:26:26
Cidade: Montes Claros
Estamos tendo problemas de abastecimento de água também no Morada do Sol. A cada ligação que faço para a Copasa recebo uma justificativa diferente: ora estão corrigindo algum problema na rede, ora dizem que o abastecimento está normal, ou simplesmente dizem que é dia de rodízio (mesmo a informação no site da Copasa dizendo o contrário). Está difícil viver sem água e muito mais difícil acreditar no que dizem.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82519
De: João Data: Seg 10/7/2017 10:08:38
Cidade: Montes Claros/MG
O bairro Carmelo está há 5 dias sem água, os moradores já começam a sair de suas casas para buscar água em outras regiões. Ao ligar para o atendimento da copasa (115) somos informados que o abastecimento esta normal e que no sistema nada consta, ao questionar a atendente sobre abrir uma notificação somos informados que eles não podem fazer isso, pois o sistema esta tudo ok, e que o abastecimento retornara conforme rodízio informado. Pedimos algum numero de telefone da COPASA em Montes Claros, mas não somos informados. Não recebemos água nos dias do rodízio que seria na sexta feira e domingo passado. Hoje segunda feira pela manhã nem sinal de abastecimento. Fico estarrecido com a situação, já que eles acham que nós moradores estamos mentindo, então por que não enviam um técnico para confiar o problema.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82518
De: Manoel Hygino Data: Seg 10/7/2017 07:17:58
Cidade: Belo Horizonte
As lições de um grande ditador

Manoel Hygino

Já é julho, começamos a segunda metade de 2017. Pelo visto e admitido, será um semestre novamente de grandes turbulências, como preconizam os ares do viver humano. Os graves problemas não foram resolvidos, por motivos vários, inclusive os de natureza moral e ética. Jornalista amigo meu me enviou algumas linhas que muito dizem: “Não só na esfera política que o Brasil se pôs de cócoras; no setor privado, naquilo que é cotidiano e privado, como dizia o Manifesto dos mineiros, a nação também está agachada, corrompida: já não há palavra sendo cumprida, nem gente que trabalhe com a consciência de que servir, honradamente, é elevado privilégio, estágio superior da consciência moral. Vamos ter de recomeçar do zero. Porém, nossa fé – como na música,- não deve se cansar... Deus... tenha pena de nós, nesse tempo de políticos tão ilimitadamente desonestos, em todos os sentidos”.
O pensamento nos obriga meditar e extrair lições – para o segundo semestre e para o futuro, a curto e médio prazos nada encantadores. A geração de hoje tem grave responsabilidade e há de assumi-la, se quiser que não seja execrada pelas que virão.
Não me sai da memória a mensagem de Charles Chaplin, a mensagem do genial vulto do cinema, nascido em Londres no ano da proclamação da República no Brasil. Filho de artistas de vaudeville, tinha cinco anos quando estreou no palco. Em turnê pelos Estados Unidos em 1913, um ano antes do início da 1ª Guerra Mundial, foi controlado por Mack Sennett. Só em 1914 fez 35 filmes, dirigindo a maior parte deles. Plateias de todo o mundo consagraram-no a partir de então. De regresso à Europa, depois de tornar-se difícil sua permanência nos EUA por suas posições políticas, dirigiu grandes filmes, entre os quais “O Grande Ditador”.
Para se ter uma ideia mais precisa do ali contido, seria interessante uma releitura dos textos com o posicionamento do personagem central da história narrada. Ali, diz:
“O caminho da vida pode ser de liberdade e de beleza, porém nos extraviamos. A cobiça envenenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódio e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido”.
É uma peça, pois, do mais alto sentido social e humano, de abrangência universal. Mais adiante, nossa linha de raciocínio, faz uma pelo à tropa preparada par aos embates bélicos:
“Soldados! Não batalheis pela escravidão! Lutai pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas está escrito que o Reino de Deus está dentro do homem –não de um só homem ou de um grupo de homem, mas dos homens todos! Está em vós! Vós, o povo, tendes o poder – o poder de criar máquinas. O poder de criar felicidade! Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela, de fazê-la uma aventura maravilhosa. Portanto – em nome da democracia – usemos desse poder, unamo-nos todos nós. Lutemos por um mundo novo, um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à mocidade e segurança à velhice”.

Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82517
De: Alexandre Data: Dom 9/7/2017 15:28:13
Cidade: M. Claros
A crise política/econômica que sacode Brasília, agravada pela mega-delação de Joesley Batista, tem em M. Claros um ativo de interesse, por sinal uma das maiores empregadoras da cidade desde 2013, quando foi inaugurada.
Disse hoje a Folha de S. Paulo, com o título "Sucesso no exterior, Havaianas tenta superar crise dos irmãos Batista":
" Uma das raras marcas brasileiras que conseguiram construir reconhecimento internacional, a Havaianas está à venda pela segunda vez em menos de dois anos".
O grupo Camargo Corrêa, em 2015, vendeu a Alpargatas — dona da marca de sandálias criada no início dos anos 60— para a J&F, holding de Joesley e Wesley Batista.
O escândalo que veio com a delação sacudiu o grupo nascido em Goiás, a ponto de merecer o seguinte comentário trazido hoje pela FSP: "O especialista em marca Jaime Troiano, diretor da TroianoBranding, afirma que sair do âmbito da J&F neste momento e, "se possível, cair nas mãos de empresas honradas", será benéfico para as marcas que atuam no varejo, "embora não seja evidente para o consumidor em geral a relação entre a Havaianas e nomes como JBS e Camargo".
Acrescentou o jornal: "Marcas ligadas aos Batista se tornaram alvo de campanhas de boicote de consumidores. Os irmãos querem obter R$ 15 bilhões nos próximos meses, vendendo negócios do grupo para abater dívida de R$ 70 bilhões e lidar com restrições de crédito que enfrentam. Uma parte desse recurso viria da venda de ativos da JBS, principal atividade dos irmãos."
A fábrica em Montes Claros da Alpargatas (sandálias Havaianas),. investimento R$ 279 milhões, foi inaugurada em outubro de 2013, para gerar 2,5 mil empregos diretos e 3 mil indiretos, produzindo 102 milhões de pares de sandálias por ano, mas com capacidade de chegar a 230 milhões de pares por ano. Sem falar na produção de outros calçados de borracha.
Montes Claros foi escolhida para a nova fábrica em função da proximidade com grandes centros consumidores, como as regiões Sul e Sudeste, e da presença de mão de obra qualificada.
Contudo, a crise da delação colocou a Havaianas à venda pela segunda vez em menos de dois anos.
"A venda em novembro de 2015 foi uma tentativa da Camargo de dar alívio a um endividamento superior a R$ 20 bilhões nos negócios do conglomerado, que vinham sofrendo os efeitos da crise nas atividades de construção e produção de cimento, além de ter assinado um acordo de leniência com Ministério Público se comprometendo a devolver quase R$ 1 bilhão após admitir participação nas fraudes investigadas pela Polícia Federal" - acrescentou a FSP. Foi quando a J&F fez uma oferta de R$ 2,67 bilhões para adquirir 44% do capital da Alpargatas.

Torçamos todos para que a unidade local, ao final, saia fortalecida, garantindo milhares de empregos, vitais para M. Claros.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82516
De: Esportista Data: Dom 9/7/2017 11:22:12
Cidade: Moc/MG
Do livro "Efemérides Montesclarenses", de Nelson Vianna: "9/7/1957 — Encerrando os festejos comemorativos do centenário da cidade de Montes Claros, realiza-se, às 20 horas, uma partida de futebol entre as equipes do Flamengo Futebol Clube, do Rio de Janeiro, e a seleção de Montes Claros, em disputa da taça dr. Geraldo Starling Soares." O jornal "Última Hora", do Rio de Janeiro, nr 2.156, de 10/7/1957 noticiou: "Vitória do Flamengo em Montes Claros: 2x1 - Montes Claros, 9 (Sport Press) - Grande público lotou esta noite o estádio "João Rebello", para assistir à apresentação da categorizada equipe do C. R. Flamengo, da capital da República, que enfrentou a seleção local, num prélio interestadual, constante do programa comemorativo do centenário da cidade, proporcionando arrecadação superior a 300 mil cruzeiros. O público deixou aquela praça de esportes plenamente satisfeito pelo magnífico espetáculo proporcionado e que finalizou com a difícil vitória do rubronegro metropolitano por 2x1, "placard" construído na primeira fase. A contagem foi aberta pelos locais por intermédio de Manuelito mas pouco depois o Flamengo foi impondo sua maior categoria e do empate conseguido por intermédio de Dida chegou à vitória com um belo tento de Henrique, de cabeça."
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82515
De: Petrônio Braz Data: Sáb 8/7/2017 08:59:12
Cidade: Montes Claros
E-mail: petroniobraz25@gmail.com
Livro e Internet

Eça de Queirós em “Prefácio dos «Azulejos» do Conde de Arnoso” sentencia: "A arte é tudo - tudo o resto é nada. Só um livro é capaz de fazer a eternidade de um povo. Leónidas ou Péricles não bastariam para que a velha Grécia ainda vivesse, nova e radiosa, nos nossos espíritos: foi-lhe preciso ter Aristófanes e Ésquilo. Tudo é efêmero e oco nas sociedades - sobretudo o que nelas mais nos deslumbra. Podes-me tu dizer quem foram, no tempo de Shakespeare, os grandes banqueiros e as formosas mulheres? Onde estão os sacos de ouro deles e o rolar do seu luxo? Onde estão os olhos claros delas? Onde estão as rosas de York que floriram então? Mas Shakespeare está realmente tão vivo como quando, no estreito tablado do Globe, ele dependurava a lanterna que devia ser a Lua, triste e amorosamente invocada, alumiando o jardim dos Capuletos. Está vivo de uma vida melhor, porque o seu espírito fulge com um sereno e contínuo esplendor, sem que o perturbem mais as humilhantes misérias da carne!".
Preocupa-me, nos tempos atuais, o desprezo pelo livro, com a busca pela via da internet, dos conhecimentos necessários à formação profissional dos jovens universitários. Por outro lado, a sociedade está materializada com valorização dos bens materiais em detrimentos dos culturais. Verdade que, como ensinou Santo Agostinho, “para se exercer as virtudes do espírito é necessário um mínimo de condições materiais”, mas a cultura é também um caminhou para a obtenção de bens materiais.
Não é segredo, porque está incorporado à sabedoria popular, que só teremos uma vida completa quando plantamos uma árvore, escrevemos um livro e temos um filho. Alguns não plantaram uma árvore, mas derrubaram muitas. Ter um filho é o caminho natural da procriação, vinculado à essência da própria vida. Plantar árvore e ter filho não é uma exclusividade do homem. Os passarinhos plantam árvores e têm filhos. Eles disseminam as sementes. Todos os seres vivos têm filhos. As árvores produzem as sementes, que serão futuros vegetais de sua descendência. Mas, escrever um livro é próprio do ser humano; um sonho por muitos acalentado.
Quem já escreveu sabe que o importante é começar, experimentar pela primeira vez. Escrever o que sente e só depois burilar o texto escrito. Esta última fase é que caracteriza o escritor, que dá forma e define o estilo. O importante é principiar. Escrever o que sente e cortar depois o desnecessário. Aqui a lição do filósofo francês Voltaire: “escrever é a arte de cortar palavras”.
Quem escreve para ser lido é diferente das demais pessoas. Não é um ser comum. Pode não possuir tesouros materiais, nada impede que os tenha, mas desfruta de uma deslumbrante existência. Ele vê os lírios do campo e a alma do ser humano; observa as luzes do dia e a escuridão da noite; sente o silêncio de um sorriso e a profundidade de um olhar; examina seus pensamentos e seus sentimentos. Ele vê, observa, sente e examina todas as coisas realmente fundamentais. Ele pensa e cria.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82514
De: Manoel Hygino Data: Sáb 8/7/2017 08:11:57
Cidade: Belo Horizonte
Um ditador a menos

Manoel Hygino

A notícia, em duas colunas, saiu em jornais do Brasil (nem todos): Noriega morreu. O nome não significa nada para a maioria dos seres humanos do mundo. No entanto, o indivíduo foi presidente da República do Panamá, país situado no ponto mais estreito da parte continental da América Central, dividida exatamente pelo canal que liga o Atlântico ao Pacífico.
Cerca de 14 mil embarcações, correspondendo a 5% do comércio marítimo mundial, cruzam os 82 quilômetros do canal, que passou do controle dos Estados Unidos para o Panamá em 2000. O país tem 75.040 quilômetros quadrados e 3,5 milhões de habitantes, uma espécie de Grande BH, cuja economia se baseia nas atividades financeiras e nas rendas obtidas com a zona do livre comércio de Colón, a exploração do canal e o registro de navios mercantes.
A região foi alcançada pelo espanhol Rodrigo de Bastidos em 1.501 e, no ano seguinte, lá aparece Colombo, iniciando-se o povoamento em 1503 por Nunes de Balboa. Mas não é isso que me traz ao comentário de hoje. Quero falar de Noriega, que entrou em cena quando o Panamá e a Colômbia deixavam de ser uma unidade administrativa e já se concluiu a ferrovia transcontinental Panamá Railway, financiada e inaugurada pelos EUA em 1885.
Cinco anos antes, Ferdinand Lesseps, que construíra o canal de Suez, iniciara as obras do canal, mas o empreendimento foi à falência. Inaugurado somente em 1914, os Estados Unidos ficaram com o controle perpétuo da Zona do Canal, mediante pagamento de uma anuidade.
Com a presença norte-americana ali, nada se fazia sem seu conhecimento, mas a turbulência era notória. Um golpe contra o civil Arnulfo Arias, em 1968, elimina garantias constitucionais e fecha a Assembleia Nacional, subindo ao poder o general Omar Torrijos, falecido em um acidente aéreo muito suspeito. O ex-chefe do serviço secreto e colaborador da CIA, general Manuel Antonio Noriega assume o comando militar do país, enquanto o presidente eleito Burletta, denunciado por fraude, renuncia em 1985.
Noriega é acusado de envolvimento no assassinato do oposicionista Hugo Spadalafora, um médico de prestígio, torturado até o último suspiro. Torrijos, que nunca se declarou presidente, mas Líder Máximo da Revolução panamenha, assumiu a direção do país de 1968 a 1981. Após Torrijos chefia o governo Florêncio Flores Aguilar, logo substituído por Rubén Dario Paredes, mas quem mandava mesmo era Noriega, que se promoveu a general, e controlou o país até 1989.
Em 1984, permitiu a realização das primeiras eleições presidenciais em 16 anos. Quando os primeiros resultados nas urnas indicavam a vitória do ex-presidente Arnulfo Árias por grande vantagem, Noriega mandou parar a contagem de votos. Quando reiniciada, Nicolas Barletta, o preferido do governo, estava à frente e venceu por 1.700 votos. Tiranetes”.
Noriega se enriqueceu com o tráfico de drogas para os Estados Unidos, que mandaram capturá-lo em 1989, mas ele se asilou na Nunciatura Apostólica.
Os marines de Tio Sam fizeram uma balbúrdia mas o asilado não se rendia. Por intervenção do Vaticano, ele decidiu entregar-se aos fuzileiros e foi levado para Miami. Foi julgado e condenado, em 1992, a 40 anos de prisão por tráfico de cocaína, chantagem e lavagem de dinheiro. A França entrou no problema, porque ele depositara cerca de 5,2 milhões de dólares em 2010, fruto de tráfico de drogas, e bancos franceses. Este o Noriega, resumidíssimo, que deixou de existir este ano.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82513
De: Carlos C. Data: Sex 7/7/2017 08:26:41
Cidade: Brasília DF

Na manhã fria desta sexta-feira 7, Brasília trabalha com a ideia de que Temer, hoje e por 2 dias na Alemanha, não será mais o presidente até o fim do mês, deixando a vaga para Rodrigo Maia, presidente da Câmara.

O deslocamento se daria assim: 1) a 1ª denúncia da PGR contra Temer seria recusada, mas as duas seguintes não. 2) Rodrigo, como presidente da Câmara e primeiro na linha sucessória, assumiria por 180 dias., e ficaria até as eleições de 2018, eleito indiretamente, mantendo o viés do governo e as reformas possíveis. É o que se vê nesta manhã no nevoeiro político de Brasília.

Enquanto isto, Minas que sempre guiou o Brasil nos momentos de graves crises, "desmaia no céu da Pátria". Não obstante, os olhos do Brasil procuram as montanhas.

(Detalhe curioso: Moreira Franco, um dos mais próximos auxiliares de Michel Temer, não participaria do novo governo. Mas, Moreira Franco é sogro de Rodrigo Maia, o novo presidente. Mais curiosidades: Rodrigo é filho do ex-prefeito do Rio, Cesar Maia, atual vereador. Nasceu em Santiago do Chile, em 1970, durante o exílio do pai, mas foi registrado no Consulado Brasileiro, sendo, assim, brasileiro nato.)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82512
De: Esportista Data: Qui 6/7/2017 23:15:50
Cidade: Moc/MG
Mensagem 82511 - através de uma pesquisa no Google, obtive os dados abaixo, precisos e muito interessantes, sobre o jogo do qual Coutinho participou em Montes Claros, contra o Ateneu, em 15/6/1958.
EXCURSÃO PARA MG/GO/PR – 1958 - Aproveitando a folga no calendário, devido a Copa do Mundo de 1958, na Suécia, o Santos excursionou por 3 estados brasileiros.
Sem poder contar com Zito, Pelé e Pepe, por terem sidos convocados para a Seleção, o time de Vila Belmiro testou diversos atletas nos amistosos, principalmente jovens.
Aproveitando a oportunidade, o ídolo Coutinho, com então apenas 14 anos e 11 meses, fez a sua estreia pelo profissional, já marcando seu 1º gol na carreira. Dessa excursão em diante, tornou-se titular e um dos maiores jogadores da história do Santos!
• Cidades Visitadas: Poços de Caldas, Goiânia, Ponta Grossa, Belo Horizonte, Itabira, Timóteo, Montes Claros, Cornélio Procópio, Londrina e Itajubá.
• Total de partidas: 14 jogos; 10 vitórias; 02 empates; 02 derrotas; 38 GP; 17 GC
Artilheiros da excursão:
08 Gols: Dorval
07 Gols: Álvaro e Coutinho
03 Gols: Hélio
02 Gols: Pagão, Jair Rosa Pinto, Getúlio, Fioti e Urubatão
01 Gol: Vasconcelos, Baiano e Guerra
Ficha técnica
15/06/1958 – Ateneu-MG 1 x 3 Santos
Gols: Álvaro, Coutinho e Urubatão; Não Informado.
Local: Estádio João Rebello, em Montes Claros, Minas Gerais.
Competição: Amistoso
Árbitro: João Rodrigues
Ateneu-MG: Bento; Torres e Vicente; Rubens, Antonio e Batista; Maurício, Ubaldino, Guarinelo, Delsi e Expedito.
Santos: Manga; Marcelino e Feijó; Fioti, Ramiro e Urubatão; Afonsinho, Jair Rosa Pinto, Coutinho, Hélio (Álvaro) e Raimundinho. Técnico: Lula
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82511
De: Esportista Data: Qui 6/7/2017 19:52:07
Cidade: Moc/MG
Anteontem, eu assistia um programa (Bola da Vez), da ESPN, sendo entrevistado Coutinho, que fez dupla de ataque com Pele`, no Santos, nos anos 60. Um dos jornalistas perguntou a ele quais os centroavantes (camisa 9) que ele destacaria. Ele citou: Almir (do Vasco, anos 60), Romário e Reinaldo (Galo). Isto nos últimos 55/60 anos. Pelé e Coutinho: a mais genial dupla de ataque que já surgiu no mundo. Coutinho veio em Moc com o Santos, em 1958. Ele ficou hospedado no Colégio São José. Pelé tinha ido para a Copa.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82510
De: Polícia Militar Data: Qua 5/7/2017 12:11:40
Cidade: Montes Claros
A polícia procura por um homem, de 24 anos, suspeito da prática de uma tentativa de homicídio que vitimou uma mulher de 26 anos em data de ontem, 04Jul, às 18h11, à rua Lauro Brant, no bairro de Lourdes. Acionada, a polícia compareceu ao salão paroquial, de uma igreja do referido
bairro, onde encontrou-se com a vítima, uma mulher de 26 anos, que relatou que seu companheiro, (...)., de 24 anos, que possui passagens pela polícia por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e ameaça e lesão corporal (estas duas últimas relativas a sua companheira) teria chegado na residência do casal e, inconformado com o fim do relacionamento, iniciou um atrito verbal com a vítima. Momentos após iniciada a discussão, o infrator teria se armado com um canivete e desferido vários golpes contra a vítima, acetando-a no rosto, na mão direita e nas costas. Após a agressão, a mulher conseguiu fugir e se homiziar no referido salão da igreja, local em que aguardou o socorro do SAMU. Ela foi encaminhada ao hospital, tendo sido constatado, pelo médico que a atendeu, que um dos golpes lhe teria perfurado o pulmão. O infrator saiu do local em uma bicicleta, porém, já identificado, é procurado pelapolícia.

***

O Tempo - Inconformado com fim do relacionamento, jovem perfura pulmão de ex - 05/07/17 - 11h35 – Fernanda Viegas - Um jovem de 24 anos é procurado pela Polícia Militar (PM) de Montes Claros, na região Norte do Estado, suspeito de ter perfurado o pulmão da ex-mulher, na noite dessa terça-feira (4). A vítima, de 26 anos, estava em casa, no bairro de Lourdes, quando o homem entrou na residência e eles começaram a discutir, já que ele não aceita o fim do relacionamento. A briga foi se intensificando até que o homem se armou com um canivete e desferiu vários golpes na mulher. Ela foi atingida no rosto, na mão direita e nas costas. A vítima conseguiu deixar a casa e correu para o salão paroquial de uma igreja para se esconder do agressor. Ele fugiu de bicicleta e ainda não foi encontrado. Conforme a PM, o suspeito já foi detido por ameaçar a vítima e por bater nela, além de ter passagens por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) encaminhou a mulher para um hospital, onde o médico constatou que ela teve o pulmão perfurado e segue internada.

***

Hoje em Dia - Mulher é esfaqueada por ex-companheiro enquanto estava com o filho nos braços - 05/07/ 17 - 14h11 - Gabriela Sales - Uma mulher foi esfaqueada pelo ex-companheiro no fim da noite dessa terça-feira (4) em Montes Claros, no Norte de Minas. Segundo a Polícia Militar, a vítima de 26 anos, estava com o filho no colo no momento das agressões ocorridas no bairro Lourdes. A criança não ficou ferida. Segundo a Polícia Militar, o suspeito que fugiu do local, feriu a mulher com um canivete. Ela foi ferida nas costas, mãos e rosto. A corporação não soube esclarecer o motivo das agressões. A vítima conseguiu fugir da casa e se abrigou em uma igreja próximo a sua residência. Ela foi socorrida e encaminhada para o Hospital da Santa Casa. Segundo a unidade de saúde, a vítima precisou passar por cirurgia. O quadro de saúde ainda requer cuidados, mas é considerado estável.


Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82509
De: Manoel Hygino Data: Qua 5/7/2017 07:23:04
Cidade: Belo Horizonte
João e outros Batistas

Manoel Hygino

No mês sexto, das passadas festas juninas, alguém perguntou: o São João reverenciado é o Batista ou o Evangelista? Muitos não souberam responder, porque não se tinham preocupado em identificar o fato na história ou nos livros sagrados do cristianismo. O mais indicado era comemorar o 24 de junho, e assim se fazia no Brasil por tradição, desde a colonização.
Dúvida, contudo, não há. João, que recebera o apelido de Batista, foi quem preparou o caminho de Jesus e o batizou no rio Jordão e seu nome significa “Deus é propício”. Naquele dia, há dois milênios, João disse: “eis o Cordeiro de Deus, que tira os pecados do mundo”, e sobre o autor do batismo, Jesus declarou: “jamais surgiu entre os nascidos de mulher alguém maior do que João Batista”.
O nascimento de João, aliás, foi saudado com uma fogueira em família, como combinado entre Maria, mãe de Jesus, e Isabel, sua prima e mãe de João Batista, ampliado o costume a todo o mundo cristão e a nossa época. Batista é, assim, quem prega e batiza, mas no Brasil atual o nome serve também a pessoas não santas. Basta conferir- se na mídia.
Entre os novos Batistas está, por exemplo, Eike, que no dizer de Élio Gaspari, “exercitava a superioridade dos poderosos”. Emprestou o seu jatinho Legacy a Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de janeiro, para que ele chegasse a tempo a um resort na Bahia para a festa de aniversário de seu amigo Fernando Cavendish, dono da empreiteira Delta, explicando: “sou livre para selecionar minhas amizades... contribuir para campanhas políticas...”.
Eike Batista se entregou à Polícia Federal, esteve preso e declarou: “é hora de passar as coisas a limpo”. Quanto a Joesley, esteve ou está internado em hospital de São Paulo. Problema de coluna?
O surgimento em cena do personagem Joesley Batista – outro com o sobrenome – e Wesley, irmão e igualmente Batista, foi uma surpresa para os brasileiros que não sabiam das fabulosas façanhas do grupo, formado a partir de Goiás.
O assunto ganhou dimensão nacional quando se publicou que o presidente Temer usara um avião da JBS, presidida por Joesley, para levar a família para alguns dias de férias na Bahia. Revelou-se que as ligações das empresas do grupo dos Batistas com figurões da República eram de arrepiar.
Até o Aécio solicitou empréstimo e deu no bolo que aí está... e queimou no forno de Brasília. O Joesley relatou que pagou propina para beneficiar-se de operações e operação junto ao BNDES nos governos dos antecessores de Temer. Os três presidentes declaram que as acusações não têm provas e tudo negam, como não poderia deixar de ser.
No meio do imbróglio, surge um coronel em São Paulo, pertencente ao grupo mais ligado a Temer, que receberia, segundo denúncia, dinheiro para obras em propriedades de familiares do ex-vice-presidente. É um Cel. Batista, sobre o qual também pouco se conhece, por enquanto.
Aí, voltamos ao Imersor, o João Batista, dos primórdios do cristianismo. Ele considerava de especial valia perante Deus se tornar público o arrependimento e a mudança de atitudes das pessoas.
No Brasil, contudo, parece prevalecer fenômeno registrado por Stanislaw Ponte Preta: “a prosperidade de alguns homens públicos do Brasil é uma prova evidente de que eles vêm lutando pelo progresso do subdesenvolvimento”.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82508
De: Eduardo Data: Ter 4/7/2017 10:55:30
Cidade: Montes Claros

Montes Claros teve feriado ontem - como tem nos últimos 60 anos - para comemorar o aniversário da cidade. 160 anos. Ocorre que M. Claros vai comemorar 185 anos já em 16 de outubro próximo, sem qualquer dúvida. Nesta data, em 1832, a Vila passou a ter território e governo próprios e, assim, embora conservasse o nome de Vila, passou a ser município como entendemos, com plena autonomia e governo, sendo o presidente da Câmara o primeiro prefeito. Em 2032, portanto dentro de 15 anos, Montes Claros comemorará os seus 200 anos. É preciso começar a organizar os festejos desta importante data, desde já. Não há qualquer dúvida. Basta consultar aqui neste montesclaros.com, na data de 16 de outubro, no link Efemérides - Nelson Viana, à esquerda da página principal, consultar lá como foram as festividades do 1º Centenário, em 1932. Tudo descrito detalhadamente.

Está lá, na data de 16 de Outubro, inicialmente de 1832 e no centenário, em 1932:

"1832 - E’ solenemente instalada a Vila de Montes Claros de Formigas, criada a 13 de outubro de 1831. Depois da missa celebrada pelo padre Ambrósio Caldeira Brant, dirigem-se todos para a pequena Casa da Câmara, em cujo interior não cabe um têrço dos presentes. Tomam assento na sala todos os vereadores. O cel. José Pinheiro Neves, como Presidente, presta juramento perante os Santos Evangelhos. Os demais membros dessa primeira Câmara Municipal de Vila de Montes Claros de Formigas tomam posse. Abre-se a primeira sessão ordinária, cuja ata vai copiada textualmente:
“Primeira reunião sob a presidencia de José Pinheiro Neves.
“Aos dezaceis dias do mez de Outubro, de mil oitocentos e trinta, e dous, undecimo da Independencia, e do Imperio nesta Vilia de Montes Claros de Formigas, e Casa de sessoens da Câmara; reunidos cinco Senhores Vereadores, Pinheiro, Abreu, Vieira, Mendonça e Mourão depois de prestados os juramentos de Lei e declarada instalada a Câmara, o Senhor Presidente faz um discurso bem concebido, e declarou aberta a sessão; o Senhor Mourão pedio a palavra, e recitou, outro discurso em que exprimio seos patrioticos sentimentos; o mesmo Senhor leu hum officio dirigido a Camara, pello Senhor Vereador Fernandes, em que se excusava de poder tomar assento na Camara por ser cunhado do Vereador Mendonça na forma do Artigo Vinte e treis cio regimento das Camaras Municipaes, da Lei de primeiro de Outubro de mil, e oitocentos, e vinte, e oito.
“O Senhor Presidente poz a materia em discussão; foi aprovada a excusa do Senhor Vereador Fernandes
“O Senhor Vieira propoz que se nomeasse Secretario por scrutinio, foi aprovado, e procedendo-se o scrutinio, obteve a pluralidade de votos o cidadão José Bento de Andrade, que achando-se presente prestou juramento na forma da Lei e foi irnpossado
“O Senhor Abreu propoz que costando por sua acta, a nomeação de outros Senhores Vereadores, elle requeria que a Camara fosse inteirada dos motivos de sua excusa.
“O Senhor Presidente ordenou que o Secretario apresentasse, e lesse hum officio do Senhor Vereador Versiani, em que excusava de exercer conjuntamente, os empregos, de Juiz de Paz do seu Curato, e de Vereador, e que se encarregava do primeiro. Sendo lido o officio foi aprovada a excusa do Senhor Vereador
“O Senhor Mourão propos que se extraissem, os diplomas, para com elles, se chamar por officio dous imediatos em votos, para tomarem assento, e posse na Camara, na falta dos dous Senhores Vereadores impedidos; foi aprovado.
“O Senhor Abreu propoz que se nomeasse Fiscal, e Suppe ao menos para esta Villa.
“O Senhor Prezidente poz a materia em discussão; foram eleitos os cidadãos, para Fiscal, Antonio Pereira da Silva Souto, para Suppe. Innocencio Ferreira de Oliveira
“O Senhor Xavier, quero dizer, o Senhor Mendonça propoz a nomeação de um procurador; foi aprovado, e passando-se a nomeação sahio eleito o cidadão Gregorio Caldeira Brantis
“O Senhor Mourão propoz que o Senhor Prezidente devia nomear as commissões necessarias para conhecer suas atribuições; sendo aprovado o Senhor prezidente nomeou para a redacção de posturas, os Senhores, Mourão, Abreu e Mendonça, para resposta de officios, os Senhores, Abreu, e Mourão, para a redacção de actas, os Senhores Abreu, e Mendonça, foi aprovado.
“O Senhor Mourão propoz que o Senhor Presidente marcasse as sessões, ordinarias, a que deverão comparecer os Senhores Vereadores o Senhor Presidente designou para entrada, das Sessoes ordinárias, para o anno proximo futuro, os dias de Janeiro a vinte; de Abril a vinte; de Julho, a vinte; de Outubro, a vinte; e assim venceo-se.
“O Senhor Vieira propoz que se devia fazer participação da instalação da Camara ao Governo da Província, e o mesmo a Regencia e Assembléa; foi aprovado.
“o Senhor Mourão propoz que se determinasse ordenado do Secretário o mesmo Senhor arbitrou a quantia de cento e sincoenta mil réis para o primeiro anno.
“O Senhor Abreu pediu a palavra e propoz que o referida quantia era desigual aos trabalhos, e subsistencia de hum Secretario, e que conformando-Sse com o exemplo das demais Camaras julgava propocionada a quantia de duzentos mil réis, para o primeiro anno; foi aprovado.
“O Senhor Mourão propoz que se convidasse por circular, as demais Camaras da Comarca para cooperarem, sobre a manuntenção da ordem, e authoridade legaes constituídas nesta Vilia; entrando-se a matéria em discussão, foi aprovada.
“Dada a Hora o Senhor Presidente deu por fixada a sessão.
“O Prezidente, José Pinheiro Neves “Lourenço Vieira de Azeredo Coutinho “Louis de Araujo Abreu
“Antonio Xavier de Mendonça
“Francisco Vaz Mourão
“o Secretario, José Bento de Andrade”.
Terminada a sessão, serviram-se bebidas aos presentes. As casas da Vila se iluminaram à noite e terminaram as festas com um grande baile na casa de residência do Presidente da Câmara, cel. José Pinheiro Neves, localizada onde hoje se acha o Palácio Episcopal.
Constituía-se a primeira Câmara dos seguintes cidadãos: José Pinheiro Neves, Presidente; Francisco Vaz Mourão, Vice-Presidente; Lourenço Vieira de Azeredo Coutinho, Luiz de Araújo Abreu e Antônio Xavier de Mendonça. O vereador eleito José Fernandes Pereira Corrêa excusou-se de tomar posse por ser cunhado do edil Antônio Xavier de Mendonça, sendo chamado para substitui-lo, José Joaquim Marques; João Antônio Maria Versiani, eleito ao mesmo tempo para os cargos de vereador e de Juiz de Paz, optou pelo último, sendo chamado para substitui-lo, José Antônio de Almeida Saraiva. Além dêstes, foram chamados suplentes, pela ordem das respectivas posses do mandato de vereador: Carlos de Almeida Leite, padre Joaquim Honorato de Azevedo Pereira, padre Ambrósio Caldeira Brant, Pedro Fonseca Cunha, padre Feliciano Fernandes de Aguiar e Domingos Fernandes Pereira Corrêa. (...)."

Depois, em 16 de outubro de 1932:

"Comemora-se o centenário da instalação da Vila de Montes Claros de Formigas, com várias festas e solenidades. Às 5 horas, alvorada e passeata da tradicional banda de música Euterpe Montesclarense, pelas principais ruas da cidade, acompanhada de grande massa popular, sendo, na ocasião, queimados diversos morteiros, em vários pontos da cidade. Às 10 horas, missa campal na Catedral, ainda em construção, oficiada pelo cônego Marcos Van In, cantada, com a assistência pontifical de S. Exc. Revma. Dom João Antônio Pimenta, Bispo Diocesano, tendo tocado a banda de música Euterpe Montesclarense, sendo queimadas várias girândolas. Após a missa, a grande multidão se dirigiu à Praça Francisco Sá, a fim de assistir à inauguração do monumento daquele grande benfeitor de Montes Claros. E’ trabalho do escultor Zaco Paraná. Mede, ao todo, 6,50 metros de altura e é constituído pela estátua de corpo inteiro, todo êle de bronze, medindo 2,60 metros de altura, sôbre o pedestal de granito, onde existem quatro placas de bronze. Na da frente, lê-se: “A Francisco Sá, o Norte de Minas. 14 de setembro de 1930”, e mais “...e, em uma tarde como esta, muito tempo depois, as gerações que a esta geração sucederem, diante do seu monumento, repetirão ainda: Êste foi o nosso melhor amigo” - reproduzindo um trecho do discurso do dr. Carlos Sá, filho do homenageado, na solenidade do lançamento da pedra fundamental do monumento ora inagurado, na tarde de 1.º de setembro de 1926. No lado oposto, lê-se “Gratias tibi agit respublica. I-IX-MCMXXVI”. As placas laterais têm gravuras em relêvo, uma com pontes, estradas de ferro, canais e aviões; outra, com a efígie de Caliope, e dois versos de HoráciO
Decende coelo, et dic age tibia
Regina, longum Calliope melos.
Horat. OD. IV. L. III
alusivos aos dons oratórios do homenageado. No ato inaugural, falou Dom João Antônio Pimenta.
Às 13 horas, realizou-se a inauguração do edifício da Prefeitura Municipal, todo remodelado, havendo bênção do prédio oficiada pelo cônego Marcos Van In. Seguiu-se a sessão do Conselho Consultivo da Prefeitura Municipal, tendo o Prefeito Orlando Ferreira Pinto convidado o Sr. Bispo para Presidente de Honra. Falaram, na ocasião, o Prefeito Municipal, Orlando Pinto, os Conselheiros João Martins da Silva Maia, o dr. João Antônio Pimenta de Carvalho, e ainda o Juiz de Direito da Comarca, dr. José Bessone de Oliveira Andracle, representando o Presidente do Estado. Tomaram ainda parte na Mesa o tte. Antônio Teixeira, Delegado de Policia, representando o Secretário do Interior e a professôra Lília Câmara, como representante do Prefeito Municipal de Bocaiúva. Na ocasião, foram inaugurados no salão nobre da Prefeitura, os retratos do dr. Olegário Maciel, Presidente do Estado, e do dr. Orlando Ferreira Pinto, Prefeito Municipal de Montes Claros. Deu-se, às 15 horas, a inauguração do Matadouro Municipal, mandado construir pelo Prefeito Orlando Pinto, sendo efetuada a bênção do edifício pelo cônego Marcos Van In. Seguiram-se outras solenidades, como o auditorium das alunas da Escola Normal Oficial, uma parada de alunos de todos os estabelecimentos de ensino, retreta na praça Dr. Chaves e Te Deum, às 20 horas, cantado solenemente pelo cônego Marcos Van In, na antiga Catedral. Terminaram as festas comemorativas com a recepção dada no salão nobre da Prefeitura Municipal, ao povo e à sociedade de Montes Claros, seguindo-se o baile oferecido pela Municipalidade à sociedade montesclarense.
- O Grupo de Escoteiros da cidade forma a “Associação dos Escoteiros Antônio Figueira”, em homenagem ao fundador de Montes Claros. "

Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82507
De: Polícia Militar Data: Ter 4/7/2017 09:57:13
Cidade: Montes Claros
Às 12h27 de ontem, 03 Jul, a polícia registrou um roubo à mão armada consumado a transeunte ocorrido à av. Armênio Veloso, no centro da cidade. Segundo relatos da vítima, uma mulher de 25 anos, foi surpreendida por 02 infratores que estavam em uma motocicleta TITAN, de cor preta, tendo o garupa descido do veículo e, armado com uma faca, anunciado o roubo, subtraindo da vítima sua bolsa contendo dinheiro e documentos pessoais, bem como 03 anéis de ouro. A vítima foi atendida, tendo sido feito o registro da ocorrência e iniciado o rastreamento, que continua, na busca pela prisão dos infratores responsáveis por este crime.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82506
De: Cláudio Data: Seg 3/7/2017 22:45:34
Cidade: Montes Claros/MG
Mensagem 82504 - para uma temperatura mínima prevista para amanhã de 12 graus, a sensação térmica pode chegar a próximo ou até abaixo de zero grau, dependendo, por exemplo, da altitude e da velocidade do vento, como ocorreu hoje em Belo Horizonte, onde a sensação térmica foi -5 graus (negativa), enquanto a mínima seria de 8 graus (positiva). Como dizem os meteorologistas, há uma massa de ar polar atuando sobre o Estado de Minas Gerais, o que confirma este raciocínio.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 82505
De: José Ponciano Neto Data: Seg 3/7/2017 22:43:39
Cidade: Montes Claros - MG  País: Brasil

OS CEM ANOS DO GENIO DO EMPREENDORISMO.

- O Várzea-Palmense que revolucionou Montes Claros e Região.

“Chegar aos 100 anos é empreender uma travessia pelo mundo lá fora e dentro de si. É da vida: o tempo e a lucidez se (e nos) encontram com o passar dos anos”.

Ele nasceu em 27 de Junho de 1917 em Várzea da Palma - MG um Povoado de Pirapora-MG. Seus pais o Sr. Joaquim de Paula Ferreira (comerciante na localidade) e Emília Mendonça de Paula. Época que surgia a Estrada de Ferro.

Este menino nasceu, e logo veio o tétano neonatal, mais conhecido como o “mal de sete dias”. Temendo que o filho morresse “Pagão”; no dia 30/06/17, a pedido da sua esposa, Sr. Joaquim procurou as pressas o homem mais religioso de Várzea da Palma para batizá-lo. Ainda dentro de casa, ao lado da cama onde Dona Emilia cultivava o “resguardo” - sob os auspícios de Deus - o menino foi levado aos braços de Sr Bertulino P. Ribeiro e de Dona Alzira Ponciano V. Ribeiro – bisavô e avó deste escriba – no qual me orgulho.

Graças às orações dos pais, do ferreiro Sr. Bertulino e a vontade de Deus o menino se salvou da doença. Depois da primeira batalha vencida, meses depois o neófito foi oficialmente batizado na Igreja de Pirapora e recebeu o nome de Luiz de Paula Ferreira – inicialmente iria receber o nome de Luiz Gonzaga de Paula Ferreira – o Sr. Joaquim não gostou do “Gonzaga”, que foi retirado no momento do registro. É o que foi narrado pela minha avó, Dona Alzira Ponciano.
O certo que o menino nasceu, curou-se e saiu para o mundo para trabalhar e estudar.

Tornou-se Contador, Deputado Federal (1967/70), Advogado, compositor, escritor, historiador e um grande visionário empreendedor.
Casou-se com a Mestra Isabel Rebello de Paula, mulher de uma civilidade e humildade imensurável. - Certo dia fui à casa da família situada à Rua Dr. Santos para resolver uma demanda da empresa que trabalho, e lá encontrei Dona Isabel com os afazeres de casa na maior simplicidade do mundo. Aquela imagem deixou-me admirado, devido a sua posição social e financeira. Somente a intelectualidade de uma pessoa pode engrandecê-la daquela forma. É uma grande mulher.

Sr. Luiz de Paula começou muito cedo suas andanças pelo o mundo trabalhou com seu pai, o Tio Basílio de Paula, de balconista nos comércios dos amigos da família, que lhe rendeu uma experiência meteórica.
Ainda criança (nos anos 30) foi trabalhar em Juramento – MG em uma casa de armarinho.

A sua chegada ao povoado foi narrada em um dos seus livros: - “A chegada a Juramento foi decepcionante. Eu viera a cavalo, desde Glaucilândia. Ao descer o Morro da Barriguda, abarquei com a vista o povoado. Era um pequeno aglomerado de casas, no fundo de uma depressão, no vale do Rio Juramento, cercada por serras e morros. A população, como vim, a saber mais tarde, pelo censo de 1940, era de 545 pessoas na sede do povoado e mil e poucas na zona rural”. Diz o menino Luiz.

Ali, o menino trabalhou por algum tempo, seguiu para Glaucilândia –MG, onde trabalhou em casa comercial tipo “tem-tudo” – foi trabalhador braçal e aprendiz na agência da Estação da Estrada de Ferro, com o pequeno salário pagava suas diárias na pensão.

A vida foi passando, este menino cresceu virou adulto, começaram surgir novos desafios. Em 1936/7 fundou o Rotary club em Montes Claros, voltou para Juramento–MG como sócio-gerente de uma Casa Comercial, e logo retornou a Montes Claros.
Com o apoio do Rotary Club Internacional – no qual foi Governador - inicia uma série de benfeitorias para o Norte de Minas.

Lembro-me da famosa Algodoeira Luiz de Paula (foto). A Algodoeira possuía um ramal ferroviário à sua porta e uma plataforma para carga e descarga de algodão, um escritório, onde, de vez em quando, eu ia receber os erários das notinhas dos serviços prestados aquela empresa pelo meu avô Sr. Ponciano e meu Sr. Manoel Ponciano – ferreiros de profissão como era o Sr. Bertulino.

Hoje a Algodoeira foi transformada em um Educandário. O ensino foi sempre o foco do Sr. Luiz de Paula. Vejamos a Faculdade de Filosofia Ciências e Letras – FAFIL, que originou outras faculdades que fomentaram a criação da Fundação Norte Mineira de Ensino Superior – FUNM e posteriormente a Unimontes. A criação da antiga Fafil, instalada em 1963 e que, inicialmente, teve como mantenedora a Fundação Educacional Luiz de Paula – FELP –, sendo incorporada à FUNM em 1966. Tendo como um dos fundadores, Padre Jorge Ponciano Ribeiro ao lado das professoras Isabel Rebello de Paula, Maria Florinda Pires, Maria Isabel (Baby) Figueiredo Sobreira e Maria da Consolação (Mary) Figueiredo.

Sr. Luiz de Paula também fez a doação de um quarteirão na Av. Dulce Sarmento, com 5.000m2; além de dinheiro, para a construção da Escola do Ensino Profissional do SENAI, hoje ainda funciona muito bem.

Sr. Luiz de Paula sempre foi um grande visionário. Ele não enxergava o setentrião mineiro encapelado pelo o Sol ardente e a falta d’água, como o Cabo das Tormentas. Com a visão de Vasco da Gama e com a experiência exitosa da Algodoeira, ele conseguiu transformar o Norte de minas em Cabo da Boa Esperança.

Com foco na indústria, este “caixeiro viajante” do desenvolvimento econômico e social da região, ingressou a sua terra natal (Várzea da Palma) na era da industrialização; com o apoio do Rotary Internacional, maçonaria, outras instituições e, sempre a frente, o Sr. Luiz de Paula implantou na cidade várias indústrias.

Com o Polo Têxtil do Norte de Minas não foi diferente. Face da habilidade e a coragem adquirida ao longo do tempo, o idealizador da Coteminas fez a doação do terreno de 150 mil metros quadrados em frente ao antigo aeroporto, para a construção da maior empresa empregatícia da cidade.
Mas, para que o seu sonho fosse realizado, foi necessário o apoio do Rotary Club junto á SUDENE e a parceria com José Alencar Gomes da Silva proprietário da fábrica de confecções Wembley em Ubá-mg.

A Coteminas foi implantada em 1971 e inaugurada em 1975 com as presenças do então Prefeito Moacir Lopes e do Governador do Estado Rondon Pacheco. Como várias outras indústrias da época, a empresa também foi beneficiada com incentivos de ordem creditícia, na forma de financiamentos diretos, tendo como contrapartida empregos que privilegiavam os montes-clarenses.

Outros benefícios vieram por meio do prestigio do empresário Luiz de Paula Ferreira, além de todas as indústrias contemporâneas, o asfaltamento da BR-135, trecho Curvelo - Montes Claros - Colonização de Jaíba - Asfaltamento da BR-365, no trecho Pirapora – Canoeiros (BR-040) - Recursos para a construção da estação de passageiros do Aeroporto de Montes Claros - por intermédio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais, liderou um projeto para implantação do Frigorífico Norte de Minas – Frigonorte, e muitos outros.

A este irmão da Ordem Maçônica, obreiro da Loja Maçônica Deus e Liberdade, e confrade da Academia Maçônica de Letras do Norte de Minas e do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros, compositor da canção Montes Claros Centenária, sinceramente Ir,’, gostaria que a genética mudasse as combinações dos genes, e o contemplasse com, pelo menos mais 50 anos de vida, para Montes Claros voltar a crescer.
Feliz centenário!

(*) - José Ponciano Neto - Membro do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros – Acadêmico da Academia Maçônica de Letras do Norte de Minas.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Página Anterior >>>

Abra aqui as mensagens anteriores:


Voltar à Página Inicial

 






Um olhar de Montes Claros sobre o que é notícia em toda parte
Uma janela para Montes Claros


Clique e acesse nosso Twitter
Siga o montesclaros.com


Últimas Notícias

25/07/17 - 13h28
Juiz do Distrito Federal suspende aumento de tributos que elevou gasolina para o patamar de 4 reais

25/07/17 - 13h
Problema muscular deixa Fred fora do Atlético por tempo indeterminado

25/07/17 - 12h
Tratamento com injeção mensal pode facilitar a vida dos portadores do vírus da Aids

25/07/17 - 11h
Petrobras anuncia para amanhã novo aumento nos preços do diesel e da gasolina

25/07/17 - 10h
M. Claros vai ter temperatura de 12 graus, antecipa a meteorologia. Máximas devem recuar na sexta, sábado e domingo

25/07/17 - 9h18
"Antes, temíamos o guarda da esquina. Hoje, o medo está em toda parte”

25/07/17 - 9h17
"...após assaltarem uma casa por volta das 14h20min de ontem, 24 de julho, no bairro Funcionários em Montes Claros. Segundo a vítima, assim que abriu o portão eletrônico da casa para sair com o seu veiculo, um indivíduo..."

25/07/17 - 9h
Manchetes dos jornais: “Governo anuncia plano de demissão para servidor federal” - “PDV, corte de jornada e licença para servidores” - “Adiamento de reforma da Previdência custará ao menos R$ 18,6 bi”

25/07/17 - 8h
Senado aluga 85 carros zero-quilômetro para senadores, funcionários e segurança, por 8,3 milhões de reais

25/07/17 - 7h
Preço dos combustíveis poderá subir de novo com barreiras ao etanol importado


24/07/17 - 18h19
Câncer de pele mata o último dos filhos de Leonel Brizola, aos 64 anos

24/07/17 - 18h
Caixa promete pagar FGTS inativo após o fim do prazo previsto para 31 de julho

24/07/17 - 17h55
Governo vai anunciar programa de demissão voluntária para servidores federais do Executivo

24/07/17 - 17h
Aposta do Atlético, Micale tem 4 meses para salvar a temporada

24/07/17 - 16h00
Fies vai abrir 75 mil vagas para o 2º semestre. Inscrições começarão amanhã e vão até sexta-feira

24/07/17 - 15h
“Câmara dos Deputados prevê gastar até 64 mil reais com 7 tipos de chá” – destaca site

24/07/17 - 14h
Casa da Moeda anuncia megaoperação e espera zerar fila do passaporte em 5 semanas

24/07/17 - 13h
Quatro brasileiros morrem em ataque atribuído ao PCC em discoteca no Paraguai

24/07/17 - 12h
Técnico do Cruzeiro depende dos médicos para escalar o time que enfrentará o Palmeiras

24/07/17 - 11h
Casal de ladrões chega de moto e avança sobre dona de casa em ponto de ônibus, às 17h30m. Mais cedo, 2 mulheres foram rendidas

24/07/17 - 10h
Derrota para o Vasco deixa o Atlético sem 4 jogadores

24/07/17 - 9h15
"Era minha aluna de inglês no Colégio Tiradentes. Via nela o projeto de uma estrela, pois sua inteligência e dedicação apontavam para isso"

24/07/17 - 9h
FMI prevê que recuperação da economia do Brasil será mais lenta do que o esperado, caindo de 1,7 para 1,3%

24/07/17 - 8h54
"Virgínia Lane (eu escrevo a respeito em livro sobre o tema) é peremptória no caso de Getúlio Dornelles Vargas, o que foi presidente do Brasil: “Vou levar para o túmulo o que sei. Eu estava no Catete no dia da morte. Eu sei..."

24/07/17 - 8h
Manchetes dos jornais: “A economia quer avançar, mas o Estado atrapalha” - “Grandes empresas perdem receita” - “Câmara quer mudar delação premiada e prisão preventiva”

24/07/17 - 7h
Incomum chuva de julho visita M. Claros pela segunda vez, de madrugada. Temperaturas vão se manter entre 27 e 13 graus durante a semana. (Ventos assoviam fortes, a 27 km/h, "provenientes do Leste")


23/07/17 - 10h02
"Sugere que nada aconteceu ali, que somos não um povo, mas um acampamento descuidado. (...) O tempo, sim, não parou, mas o que ficou do passado não é pretérito, a não ser para os que não querem conhecer a história"


22/07/17 - 18h
Galo usará time reserva, neste domingo, contra o Vasco. A 98 FM vai transmitir o jogo às 19h

22/07/17 - 17h
Raposa busca vitória neste domingo para concretizar meta estipulada

22/07/17 - 16h
São Paulo é a cidade com mais casos extraconjugais do mundo. BH é a 9ª

22/07/17 - 15h
Brasileirão com dois jogos hoje, sete amanhã e um segunda pela 16ª rodada

22/07/17 - 14h
Atlético perde dois jogadores da defesa para jogo deste domingo contra o Vasco. A 98 FM vai transmitir o jogo às 19h

22/07/17 - 13h
Cruzeiro confirma escalação de Rafael Sóbis, neste domingo, contra o Avaí

22/07/17 - 12h22
" Lá, 3 ladrões armados de espingarda e revólveres atacaram fazenda na noite de quinta-feira. Novamente, queriam dinheiro e armas. Dois irmãos apanharam e um terceiro homem se fingiu de desmaiado para escapar da surra"

22/07/17 - 12h
Manchetes dos jornais: “Combustível mais caro gera efeito cascata no país” - “Postos abusam e inflam preço da gasolina” - “Litro da gasolina é vendido por até R$ 4,44 nos postos”

22/07/17 - 11h
Aumento do imposto do combustível pode encarecer frete em até 4%, segundo a Agência de Transporte de Cargas

22/07/17 - 10h
Máximas de 26 graus e mínimas de 13. Extremos se repetem em M. Claros, mas massa polar passa ao longe

22/07/17 - 9h
Com 9 concursos seguidos sem ganhador, Mega-Sena deve pagar 78 milhões de reais hoje à noite. (Números sorteados 14 – 16 – 19 – 21 – 33 – 55. Ninguém ganhou)

22/07/17 - 8h
Comércio de Combustíveis critica o aumento de impostos e teme expansão de fraudes no setor

22/07/17 - 7h
Ministro atribui aumento de impostos ao desequilíbrio na Previdência, mas especialista recomenda cortar despesas


21/07/17 - 19h31
"...tinha por condutora uma mulher de 55 anos e tinha por passageira uma mulher de 82 anos, ambas com ferimentos leves. Um terceiro passageiro deste carro, um homem de 84 anos, não resistiu aos ferimentos e ..."

21/07/17 - 18h
Para distribuidoras de combustíveis, alta de tributo sobre etanol pode facilitar sonegação

21/07/17 - 17h
Cruzeiro vai poupar jogadores contra o Avaí, domingo, pelo Brasileirão

21/07/17 - 16h
OMS alerta para aumento nos casos de resistência do vírus da Aids a medicamentos

21/07/17 - 15h
Com ajuda de papagaio, mulher é condenada pela morte do marido. “Não atire” - repetia

21/07/17 - 14h
Exumação revela que bigode de Salvador Dalí - "marcando 10 horas e 10 minutos" - continua intacto. Resultado, quando setembro vier

21/07/17 - 13h
Indústria critica aumento de tributo sobre os combustíveis e defende corte de gastos

21/07/17 - 12h
Atlético age rápido e anuncia Rogério Micale como novo técnico

21/07/17 - 11h27
A pequena bolsa de pano que Armstrong trouxe com pedras e poeira da Lua desapareceu em Houston. Foi achada, certificada, e agora leiloada por um milhão e meio de euros

21/07/17 - 11h
Onda polar ignora Montes Claros, com 29 graus hoje, 30 sábado e 28 domingo. Frio só de madrugada, na faixa dos 14ºC

21/07/17 - 10h
Manchetes dos jornais: “Gasolina ficará pelo menos R$ 0,41 mais cara no País” - “Imposto dobra, e gasolina beira R$ 4 no Estado” - “Temer dobra imposto sobre gasolina e congela R$ 5,9 bi”

21/07/17 - 9h
Já são 7 os mortos no acidente do ônibus que ia de Nanuque para S. Paulo. (Em Bocaiúva, 2 mortos, em choque de carros)

21/07/17 - 8h
Empate com o Fluminense impede o Cruzeiro de subir para o 5º lugar no Brasileirão

21/07/17 - 7h
Para Temer, "população brasileira irá compreender" o aumento dos impostos cobrados sobre os combustíveis


20/07/17 - 18h
De olho no G6 do Brasileirão, Cruzeiro enfrenta o Fluminense hoje no Rio. A 98 FM vai transmitir o jogo às 19h30

20/07/17 - 17h30
Governo finalizou decreto que aumenta impostos sobre combustíveis. 11 bilhões a mais

20/07/17 - 17h
Atlético estuda jogar no Mineirão para melhorar seu rendimento em Belo Horizonte

20/07/17 - 15h56
Formulador de política externa no governo Dilma morre de ataque cardíaco fulminante

20/07/17 - 16h
Mais de 200 mil empregadores devem FGTS 24,7 bilhões de reais para 8 milhões de trabalhadores

20/07/17 - 15h
Casos de Aids aumentam 3% no Brasil e caem 11% no restante do mundo, alerta ONU

20/07/17 - 14h39
Roger Machado não é mais o técnico do Atlético

20/07/17 - 14h
“Câmara prevê gastar até 80 mil reais com camas para deputados” – destaca site da revista Época. Custo de senador, cada, vai a 33 milhões por ano

20/07/17 - 13h
Com problemas na escalação, Cruzeiro deve ter Sassá hoje contra o Fluminense. A 98 FM vai transmitir o jogo às 19h30

20/07/17 - 12h
Manchetes dos jornais: “Governo decide aumentar tributo sobre combustível” - “Temer decide elevar imposto para fechar contas do ano” - “Temer sobe impostos para cobrir rombo nas contas”.

20/07/17 - 11h30
Colunista revela que “diplomacia brasileira já se prepara para cenário de guerra na Venezuela”

20/07/17 - 10h33
Maia assume a Presidência da República e jornal espanhol diz que ele não mexe "uma palha para ajudar o presidente sob o pretexto de..."

20/07/17 - 10h
Diretoria do Atlético se reúne com Roger e destino do técnico deve ser definido hoje

20/07/17 - 9h52
M. Claros, 9 horas da noite: "...ao parar numa placa de sinalização, foi abordado por dois indivíduos armados que saíram do interior de um matagal e anunciaram o assalto, levando seu veículo..."

20/07/17 - 9h
Aerolula, muito popular nos céus de M. Claros, começa a ser substituído por Boeing alugado, de maior autonomia

20/07/17 - 8h01
Temperatura sobe para 28/29 graus em M. Claros, de hoje a domingo, sem sinal da frente fria também na semana que vem; mínimas se estabilizam nos 14 graus

20/07/17 - 7h
Pis/Cofins sobre combustíveis pode ter aumento por decreto, ainda hoje


19/07/17 - 18h00
Começa a venda de ingressos para jogos do Brasil na Copa do Mundo da Rússia

19/07/17 - 17h26
Marinha dos Estados Unidos testa (e coloca em operação nas águas do Golfo Pérsico) super canhão a laser

19/07/17 - 17h
Corpo de Salvador Dalí - depositado no seu museu - será exumado, amanhã, para decidir sobre paternidade

19/07/17 - 16h
Com 14 assistências na temporada, Cazares deve superar marca máxima de Ronaldinho no Atlético

19/07/17 - 15h
Estudo diz que incertezas políticas freiam economia da América Latina

19/07/17 - 14h
Chile descriminaliza aborto em casos de estupro, risco para a vida da mãe e por inviabilidade do feto

19/07/17 - 13h
Cruzeiro e Atlético podem acabar a 15ª rodada do Campeonato Brasileiro no G-6

19/07/17 - 12h
Os assaltos. Desta vez, nos bairros Carmelo, Village do Lago e Barcelona

19/07/17 - 11h
36% dos saques do FGTS inativo foram usados para pagar dívidas, diz Ministério do Planejamento



OUÇA E VEJA A 98 FM
Todos direitos pertecentes a Rádio Montes Claros 98,9 FM. O material desta página
não pode ser publicado, transmitido por broadcasting, reescrito ou distribuído
sem prévia autorização